“Cura-me, Senhor e sararei; salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor.” (Jeremias 17:14)

Abrir-se para a cura é um privilégio para quem quer crescer em Deus e alcançar novos níveis. Nos últimos tempos, falamos tanto sobre alma, sobre Cura Interior, e é verdade que Deus tem pressa em curar a Sua Igreja.

Somente pessoas curadas têm poder para serem instrumentos de cura na vida de outras pessoas. Sem ajustes na alma, não temos êxito no nosso relacionamento com os outros, nem conosco, muito menos com a nossa família.

Temos que reconhecer que no decorrer da vida, a alma recebe muitos conceitos errados. Quantas vezes, nós mesmos, sem saber, vamos recebendo tantas cargas que não são nossas e, por isso, sentimo-nos cansados e entristecidos, quando a chamada de Deus para nós é vida em abundância.

Quando nos permitimos ser curados, deixamos morrer o que não nos pertence e vemos brotar o novo de Deus em nós. Isso acontece quando abrimos mão da carnalidade com a qual temos que lutar diariamente e das feridas que mancham a nossa existência.


Transforme-se pela Palavra

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”

Romanos 12:1,2 fala do processo de transformação da nossa mente, da nossa alma. Paulo, um homem muito sábio, compreendia que, após a conversão, chegamos ao Reino com muitos conceitos e valores errados, portanto, necessitamos de uma metanoia, mudança de mente que retrata uma mudança de comportamento em todas as áreas.

A necessidade de renovarmos a mente com a Palavra é o que nos permitirá ser curados e alcançar um nível emocional que nos permita saber como cuidar da nossa vida, como lidar com as pessoas e como amar com o amor de Deus.

Permitir-se ser curado diariamente é a melhor forma de crescermos espiritualmente e não nos desviarmos da rota certa. Quanto mais curados, menos propensos à queda e ao erro de satisfazer as vontades e prazeres da carne.

Agora, é fundamental entender que no processo de cura é preciso reconhecer a necessidade de ser curado para não viver cheio de enfermidades e mazelas, alimentando feridas como se fossem nosso bichinho de estimação.

Quando compreendemos o quanto necessitamos de cura, não vivemos à margem de risco o resto da vida, assim, evitamos erros pequenos que podem se tornar grandes e com consequências terríveis.

Nossa alma pode ser inteligente ou não. Tudo depende do comando que damos a ela e da forma como lidamos com as situações da vida. Verdade é que não podemos nos deixar envolver com pensamentos, vontades, emoções ou sentimentos, se sabemos que eles estão nos alimentando de forma errônea.

Uma alma inteligente administra bem os pensamentos, vontades, emoções e sentimentos. Uma alma desprovida de inteligência é suficientemente capaz de fazer caminhos que podem aprisionar o homem para o resto da vida.


Continua...

Visualizações: 2149

Plano de Leitura Bíblica

19 Out
II Crônicas 10 e 11
Ezequiel 45
João 12

20 Out
II Crônicas 12 e 13
Ezequiel 46
João 13 e 14
21 Out
II Crônicas 14 e 15
Ezequiel 47
João 15 e 16
22 Out
II Crônicas 16 e 17
Ezequiel 48
João 17 e 18
23 Out
II Crônicas 18 e 19
Daniel 1
João 19
24 Out
II Crônicas 20
Daniel 2
João 20 e 21
25 Out
II Crônicas 21 e 22
Daniel 3
Atos 1