Quando a Bíblia fala de FÉ, fala de condições para que eu e você, em Deus, possamos vencer as dificuldades comuns da vida e as que não são comuns. É a FÉ que nos ajuda a manter o estilo de vida de quem nasceu de novo e assim não somos seduzidos pelas paixões deste mundo.

A FÉ cresce dentro de nós e nos encaminha e encoraja para recebermos de Deus a vitória, porque já fomos justificados, não pelas obras da lei, mas pela FÉ em Jesus Cristo.

Alguns Tipos de FÉ

FÉ Instintiva. A FÉ Instintiva está relacionada com todas as nossas capacidades inatas. Por exemplo, um bebê nasce sabendo mamar. A sucção é uma capacidade inata. Isso é uma questão de sobrevivência.

FÉ dos Primeiros Passos. A FÉ dos Primeiros Passos é muito interessante. Ninguém ensina, por exemplo, uma criança a andar; isso também é um ato instintivo; Deus fez assim! O que precisamos notar é se nesses primeiros passos há deficiência, verificar as influências externas, como o encorajamento dos pais.

FÉ da Sobrevivência. A FÉ da Sobrevivência não depende especificamente de nós. Infelizmente, dependemos de alguns fatores que nos cercam, do ambiente ao nosso redor, dos ensinos que nos estão sendo dados.

O homem é criatura de hábitos. Somos produto daquilo que é injetado em nós. Por isso, devemos estar atentos às circunstâncias de nossos filhos físicos e espirituais, como: Quais são os princípios da escola onde estudam? Quem são os professores? Quem está cuidando deles no espírito, na alma e no corpo.

A FÉ como manifestação de justiça

Quando a pessoa é instruída em justiça, no reino espiritual começa a quebrar níveis de incredulidade no coração; então ela começa a ver pela ótica de Deus, segundo a dimensão do Pai, sabendo que Ele está no comando, executando e guiando.

A Bíblia diz: “Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” (Tiago 2:17,18)

Devemos ter uma FÉ viva, ao ponto de injetarmos FÉ em outras pessoas. A FÉ tem que ser prática, porque quanto mais se exercita, mais se tem. Isso manifesta um sentimento de justiça que nos faz agir debaixo de legalidades.

O maior problema é que muitos querem começar por onde os outros estão terminando; já querem ser atletas, não tendo a disposição de passar por onde estes passaram. Isso está errado, o caminho deve ser trilhado.

Ninguém simplesmente sonha e acorda em outro local geográfico. Para se chegar a determinado local, é preciso um transporte e também exercitar a fé. Se for pelo método incorreto, é injustiça, e isso é força do braço, fruto de uma mente cauterizada, foge do princípio central de Deus. “Mas buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)

A FÉ como manifestação de exercício

Deus tem mostrado que o sucesso ou o insucesso depende do exercício da fé. Lembre-se: O homem crescerá no nível de fé se exercitar a fé. A fé é um exercício! Quanto mais você treina, mais cresce. “Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir.” (I Timóteo 4:8)

Observe que, quanto mais você vai à Igreja ou lê a Bíblia, mais você fica alimentado e robusto, tendo muitas vitórias. Quando acontece o contrário, o ‘normal’ é você começar a ficar fragilizado como se estivesse desnutrido, como se alguma coisa fosse apagando, morrendo; você se torna vulnerável e fragilizado; isso é decorrente da falta do exercício.

O exercício da fé é necessário, mas existem pessoas que pararam no meio do caminho, e no Reino de Deus a saída é importante, mas o fundamental é a chegada. Você tem que sair para conseguir chegar, porque muitos saíram e não chegaram. “Muitos correm, mas só um leva o troféu.” (I Coríntios 9:24). Lembre-se de que você tem forças suficientes em Deus para sair e ser vitorioso.

Quantas vezes encontramos pessoas que dizem: “Eu já fui crente!”. E eu sempre penso: Que história é essa? São pessoas equivocadas, porque quem experimentou Jesus jamais O abandona. Seja qual for a dificuldade, se experimentou Jesus, é uma nova pessoa, tem a vida de Cristo no coração e jamais O deixará. Ele é seu e você é dEle, eternamente. Não existe uma condição de entrar no Reino e depois dizer: “Não sou mais do Reino”. O Senhor diz: “Você é meu e Eu Sou seu. Estamos em aliança e ninguém jamais lhe arrebatará das minhas mãos." (João 10:28).

Nossa chamada é para andarmos no caráter da FÉ, cumprindo os princípios estabelecidos por Deus. O cumprimento dos princípios promove vida saudável, alegre e de regozijo no Reino. Então, exercite a fé.


Continua...

Visualizações: 1549

Plano de Leitura Bíblica

10 Ago
I Reis 4 e 5
Jeremias 31
Marcos 5

11 Ago
I Reis 6
Jeremias 32
Marcos 6
12 Ago
I Reis 7
Jeremias 33
Marcos 7
13 Ago
I Reis 8
Jeremias 34
Marcos 8
14 Ago
I Reis 9
Jeremias 35
Marcos 9
15 Ago
I Reis 10
Jeremias 36
Marcos 10
16 Ago
I Reis 11
Jeremias 37
Marcos 11