Era para ser um dia normal na escola Raul Brasil, na pequena cidade de Suzano, no interior de São Paulo. Os estudantes estavam na hora do recreio e começavam a receber a merenda, sem saber que viveriam uma tragédia. Um jovem e um adolescente encapuzados, com um revólver, um aparato para atirar flechas e até uma machadinha, entraram na escola e mataram oito pessoas a tiros, feriram mais de 15, e depois um deles matou o outro e em seguida cometeu suicídio.

Os relatos dos sobreviventes dizem que foram momentos de terror e desespero.

De acordo com a polícia, os autores desse massacre são um adolescente de 17 anos e um jovem de 25 que seriam ex-estudantes da escola.

Não é a primeira vez que o Brasil vive uma situação dessas. Em Abril de 2011, na cidade de Realengo, no Rio de Janeiro, 12 alunos de uma escola pública também foram mortos a tiros. O assassino tinha 23 anos, e era ex-estudante da instituição. Ele fez 60 disparos em 15 minutos e as investigações apontaram que esse ato de tamanha atrocidade teria sido motivado pelo bullying que sofreu na época em que essa aluno.

Todos esses casos chocantes, que deixaram tantas famílias enlutadas, nos fazem refletir sobre o comportamento dos adolescentes e jovens nos dias de hoje e do nosso papel enquanto pais e filhos.

Que possamos orar a Deus pedindo misericórdia por todos aqueles que estão vivendo a dor de perder pessoas queridas, mas que também possamos repensar a nossa vida e as nossas atitudes.

Visualizações: 186

Plano de Leitura Bíblica

20 Mai
Josué 5 e 6
Isaías 10
II Tessalonicenses 1
II Tessalonicenses 2
21 Mai
Josué 7
Isaías 11
II Tessalonicenses 3
22 Mai
Josué 8
Isaías 12
I Timóteo 1 a 3
23 Mai
Josué 9
Isaías 13
I Timóteo 4 e 5
24 Mai
Josué 10
Isaías 14
I Timóteo 6
25 Mai
Josué 11
Isaías 15
II Timóteo 1
26 Mai
Josué 12
Isaías 16
II Timóteo 2