“Quarenta anos tinha eu, quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barneia a espiar a terra; e eu lhe trouxe resposta, como sentia no meu coração. [...] Mas meus irmãos, que subiram comigo, fizeram derreter o coração do povo; eu porém perseverei em seguir ao Senhor meu Deus. Então Moisés naquele dia jurou, dizendo: Certamente a terra que pisou o teu pé será tua, e de teus filhos, em herança perpetuamente; pois perseveraste em seguir ao Senhor meu Deus. E agora eis que o Senhor me conservou em vida, como disse; quarenta e cinco anos são passados, desde que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e agora eis que hoje tenho já oitenta e cinco anos; e ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar.” (Josué 14:7,10,11)

Neste estudo, no qual vamos falar sobre amadurecer sem perder a jovialidade, quero apenas usar Calebe como um exemplo vivo dessa realidade. Não vamos estudar sobre ele, mas sobre a forma como ele, sendo um homem maduro, sentia-se um jovem na alma, na força, e até mesmo no físico.

Calebe mostra a mim e a você que é possível amadurecer no pensamento e na idade, e continuar raciocinando como uma mente jovial, tendo a mesma força, no sentido de garra nas emoções. Ou seja, amadurecer sem perder a essência da juventude, da jovialidade.

Na minha família, tenho um exemplo muito próximo a mim, minha mãe. É fantástico conversar com a minha mãe. É muito bom ouvi-la contando sobre a infância dela, como agia, como era muito convencida, e como desde pequena tinha a autoestima bem elaborada.

Um dia ela me disse: “Ah, quando o seu pai me viu, hummm”. Naquela conversa e em tantas outras, vejo minha mãe relatando a memória não apenas de uma jovem, mas de alguém que manteve a alma jovial, apesar da idade. Assim como ela, todos temos um arquivo da nossa juventude guardados em nós.

Amadurecer sem perder a jovialidade é não raciocinar com uma alma envelhecida. Existem jovens que mais parecem velhos. Você já ouviu alguém dizendo: ‘Fulano é tão novo, mas parece velho’. Jovens assim não aproveitam a juventude, a força, a energia para investir em Deus, no Reino de Deus.

Quem amadurece mantendo uma alma jovial, no futuro, além de não ter dívidas no espírito, na alma e no corpo, também não contabiliza nenhum arrependimento. Eu não tenho nenhum arrependimento por não ter frequentado boate, fumado, bebido e ter feito outra porção de coisas erradas. Minha decisão por Jesus foi a mais acertada de toda a minha vida.

Seja diferente da maioria! Decida não se contaminar. Prepare-se para viver o sobrenatural de Deus, para ser uma surpresa de Deus para esta geração.

JOVIALIDADE E MATURIDADE PODEM CAMINHAR JUNTAS

É o que Calebe nos mostra quando fala da sua idade, 85 anos, e da força de se sentir ainda jovem. Embora a idade mostrasse o contrário, ele não se rendia. Sabia o que podia e quem era no Senhor.

A jovialidade de uma pessoa não está ligada à idade, assim como a velhice também não está ligada à idade. Contudo, é maravilhoso quando jovialidade e maturidade caminham juntas, com respeito e admiração pelo tempo conquistado, sabendo respeitar a faixa etária e o que é peculiar a cada fase.

Um jovem é admirável pelo seu vigor. Um velho ou um homem maduro é admirável pela sua inteligência, experiência, o poder de aconselhar baseado no que já viveu, tendo propriedade no que fala; é o acúmulo de sabedoria pela experiência. E como é bom quando os jovens se submetem para aprender com os mais velhos, com os mais maduros.

Podemos dizer que um jovem é a conquista do presente e que no homem maduro está o conselho do futuro. Os dias passam para ambos. E quando um jovem aproveita os seus dias, os dias passam de forma a fazer deles homens estruturados e maduros em Deus para serem a conquista do presente e o conselho do futuro.

Alguém só pode ser usado para ensinar a outrem quando alcançou maturidade naquela determinada área de ensino que está militando. Por isso é importante que os jovens vivam em SANTIDADE. Claro que santidade é importante para todo cristão. Mas um jovem que anda em santidade estremece o inferno e tem autoridade para ensinar a outro jovem o caminho. Não precisa esperar envelhecer, amadurecer para isso, pois sua vida espiritual é, em todas as áreas, uma referência.

Como é lindo, na fase da maturidade, desatar outros em um futuro de esperança, assim como um dia fomos também desatados, credibilizados. Para isso, é preciso investir tempo e energia para fazer viver sob a liderança de um líder de avivamento, comprometido com o Reino. Por isso, afirmo: Vocês estão sendo preparados para a conquista do presente e para o conselho do futuro.

Busque a Deus com um coração contrito e, em tudo, prospere de forma extraordinária. Deus é com você! Creio que essa pode ser a sua história. Talvez eu esteja falando exatamente de você agora.

Deus quer ungir você hoje para que tudo que você faça se torne um sucesso na mão do Todo-Poderoso. Você nem imagina o quanto o Senhor observa você e acredita no seu potencial. Ora, eu mesmo, às vezes, quando estou no MIR, fico observando alguns que são tão ávidos, enquanto outros não são tão ávidos assim, porque não descobriram ainda o potencial que possuem.

Há os que recebem e respondem a comandos numa velocidade única. Se eu peço para dar um grito de júbilo, lá estão eles, expressando da melhor forma que podem. Se é para dar um salto, parece que vão alcançar o teto. Há aqueles que ficam ‘navegando’ na profecia, pensando: ‘Eu sou tudo isso que o Pastor está falando. Eu vou conquistar nesse sobrenatural. Mas não se movem, não tomam uma posição no físico de que estão, de fato, recebendo a palavra. Claro que ninguém pode ser medido no avanço e na fé por isso, mas, não deixa de ser um termômetro também.

Quantos que estão na Igreja, durante as ministrações, recebem de Deus, e começam a ser ministrados no espírito sobre projetos. Sabemos que muitos desses têm se tornado um sucesso na Terra e propagado o Reino por onde vão. Esses são os que encontram uma porta de oportunidade em tudo, são como um pergaminho aberto, um pergaminho no qual é fácil escrever, impregnar na vida deles sementes proféticas, palavras de vida, palavras de mudança.

Que você seja uma dessas pessoas! Amém?!

Visualizações: 536

Plano de Leitura Bíblica

30 Dez
Jó 40
Malaquias 2
Apocalipse 19 e 20
31 Dez
Jó 41 e 42
Malaquias 3 e 4
Apocalipse 21 e 22
01 Jan
Gênesis 1 e 2
Salmos 1 e 2
Mateus 1 e 2
02 Jan
Gênesis 3 e 4
Salmos 3 a 5
Mateus 3 e 4
03 Jan
Gênesis 5 e 6
Salmos 6 a 8
Mateus 5
04 Jan
Gênesis 7 e 8
Salmos 9 e 10
Mateus 6
05 Jan
Gênesis 9 e 10
Salmos 11 a 13
Mateus 7