“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (II Coríntios 5:17)

Uma criança quando nasce procura seu destino: O colo da sua mãe, o seio para mamar. Também chora para ser limpa das suas sujeirinhas (urina e cocô) e libera os códigos das suas enfermidades para que os pais leiam instintivamente o que ela está precisando.

A Bíblia nos instrui a sermos como crianças. “Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; se é que já provastes que o Senhor é benigno.” (I Pedro 2:1-3)

Nascemos de novo?

A pergunta é: Nascemos de novo? Bem, se nascemos de novo, então, o novo começo é no espírito regenerado, uma alma restaurada no princípio exercido e na caminhada sem desvios.

Ser uma nova pessoa é o presente mais poderoso que alguém recebe, sabendo que Yeshua é o Senhor da sua vida e que Seu nome é Salvação. “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (Atos 4:12)

A graça de termos direito ao Céu e a revelação de que podemos viver como príncipes e princesas neste Planeta nos faz possuidores da bênção que está à nossa disposição, chamada Novo Nascimento, Novos Começos.

Vamos desfrutar esta verdade: O que foi conquistado por Ele na Cruz do Calvário é nosso até a Eternidade. “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.” (Colossenses 2:14,15)

Nós temos todos os direitos de conquista pela legitimidade que nos fora outorgada na Cruz do Calvário. Porém, o que precisa ser ministrado nas Células é a bênção de termos a consciência do nosso Novo Nascimento, de que somos famintos e sedentos pela nova vida que recebemos e que precisamos nos moldar à cultura do Reino e não deixar que o inimigo coloque em nós nenhum sentimento contrário à promessa, para nos mantermos saudáveis diante de três esferas:

• Saudáveis em nós mesmos;

• Saudáveis no Senhor;

• Saudáveis nos relacionamentos.

Como? Ora, a Palavra afirma que aquele que está em Cristo é uma nova pessoa. Logo, se estamos em Cristo, e somos novas pessoas, seremos Saudáveis em nós mesmos, Saudáveis em Deus e Saudáveis nos relacionamentos. Será?! Assim é como deveria ser, porque a verdade é que tudo isso é resultado da nova vida em Cristo Jesus.

Nós fomos criados para o louvor da Sua glória, e é muito esquisito vermos pessoas que se dizem “convertidas” terem ou conservarem uma identidade fora da ética moral e espiritual. A Bíblia não mudará seu conceito nem alterará sua doutrina por causa do espírito deste século. Por isso, devemos conservar nossa identidade em Cristo Jesus e entender alguns pontos muito importantes:

1. Criados por Cristo

Parece redundância, mas pense bem nos princípios estabelecidos que não estão sendo honrados. Aquele que está em Cristo é uma Nova Pessoa; tudo se fez novo. “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (II Coríntios 5:17)

O começo da vida em Cristo está no novo nascimento. Precisamos aprender a selar esse momento no nosso caráter como o Espírito Santo sela no nosso interior. “Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.” (Efésios 1:13). O novo começo é inaugural quando a salvação está homologada na nossa vida e a vida de Deus confirmada na nossa essência.

Isto é Novo Começo: Nascidos de novo e gratos pela Salvação em Cristo Jesus, que estava no Princípio com Deus, sendo Ele o próprio Deus. “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz. Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” (João 1:1. 1-14). Não é inventado, tudo foi criado.

Continua...

Visualizações: 2153

Plano de Leitura Bíblica

14 Out
2 Crônicas 3 e 4
Ezequiel 40
João 6
15 Out
2 Crônicas 5 e 6
Ezequiel 41
João 7
16 Out
2 Crônicas 7
Ezequiel 42
João 8
17 Out
2 Crônicas 8
Ezequiel 43
João 9 e 10
18 Out
2 Crônicas 9
Ezequiel 44
João 11
19 Out
2 Crônicas 10 e 11
Ezequiel 45
João 12
20 Out
2 Crônicas 12 e 13
Ezequiel 46
João 13 e 14