“Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.” (Efésios 4:1-3)

“Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei.” (Josué 1:5)

O homem de Deus que não negocia a chamada que recebeu é aquele que entende que se tornou digno pela misericórdia e compaixão do Pai, e ainda assim se mantém em humildade e mansidão, tratando o outro com respeito e não ostentando a posição que ocupa no Reino.

Você precisa estar convicto de quem você é. Essa verdade precisa entrar em sua alma para que você não se perca no meio do processo. Debaixo da convicção de quem você é em Deus, ninguém poderá detê-lo todos os dias da sua vida.

Algumas atitudes são imprescindíveis para que nos mantenhamos firmes e sem negociar a nossa chamada, e a principal delas é perseverarmos em oração e jejum, e na leitura da Palavra, mantendo-nos firmes no amor do Pai.

Sabemos que muitos dentro de casa nunca foram beijados e abraçados pelos seus pais biológicos. Pelo contrário, foram espancados, rejeitados, mas nunca receberam o carinho dos pais, nem mesmo por solicitação. Não tiveram o privilégio de receber esse laço de carinho paterno tão importante.

E você pode estar pensando o que isso tudo tem a ver com não negociar a chamada? Tem tudo a ver. A falta de amor do pai biológico, o fato de não se sentir amado e protegido, pode fazer com que você facilmente negocie a chamada que recebeu do seu Pai celestial. Uma oração não atendida pode ser considerada como falta de atenção e de amor por parte de Deus, o que não é verdade.

Como filhos de Deus e como quem tem uma chamada da parte dEle, precisamos saber viver com equilíbrio. Deus é um Deus de relacionamento e, diferente dos pais biológicos, não vai atender tudo o que pedimos, porque sabe quando o que queremos será ou não bom para nós. Jesus disse: “E qual o pai dentre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente?” (Lucas 11:11)

Quantos filhos que, por causa de um desenfreio de relacionamento com os pais, entraram em áreas totalmente pervertidas e se esqueceram da aliança que tinham com Deus? Sabemos que muitos desenfreios da alma são resultados da educação que trouxemos da nossa casa.

Deus quer nos curar

Deus quer nos curar para vivermos a chamada que Ele tem para nós, sem negociações. Deus não tem prazer em filhos mentirosos, compulsivos, estelionatários, prostitutos, desequilibrados... Mas essas são situações que fazem parte do caráter de tantos que estão na Igreja, algumas delas até mesmo herdadas dos pais biológicos.

É tempo de olharmos para dentro de nós e cuidarmos da nossa alma. E para os casados e que têm filhos, olharem para dentro de si e buscarem ser curados não apenas por eles, mas pela família também. A família deve fazer parte da essência de todo homem que nasceu de novo e que entende qual é a sua principal chamada.

Quando entendemos o poder da chamada que recebemos, não a negociamos nem permitimos que outros coloquem dúvida no nosso coração sobre o que o Senhor tem para nós. E aqui abro um parêntese: Não abra a sua vida para ter relacionamento com pessoas que só geram dúvidas e temores em você. Elas podem atrapalhar o processo de Deus na sua direção.

Lembre-se de que somente Yeshua tem condições de reorganizar as emoções do homem e colocá-lo em pontos estratégicos e autênticos de relacionamentos saudáveis. Existem pessoas que tudo o que querem é nos colocar em risco diante da chamada.

Yeshua quer tocar em sua vida, porque Ele conhece cada parte da sua história. Ele quer lhe dar um novo coração para que, até você mesmo, seja surpreendido pela mudança que invadirá a sua vida. Todas as pessoas que têm um verdadeiro encontro com Deus têm motivos para sorrir, para mudar a sua história e cumprir a sua chamada.

Você é chamado para uma missão específica: Exercer o sacerdócio em todas as áreas da sua vida e tocar a sua geração. Sua vida, em conformidade com a chamada do Pai, fará com que você veja os seus filhos, netos e bisnetos ministrando, adorando o nome do Senhor e declarando o poder desse Deus magnífico.

Sua descendência será poderosa! Essa é a realidade de quem é curado por Deus para viver a sua chamada, sem negociações. E, para isso, você aprenderá algumas atitudes que precisa ter, no próximo estudo.

Continua...

Visualizações: 1590

Plano de Leitura Bíblica

10 Dez
Jó 12
Naum 1 e 2
Tiago 5
11 Dez
Jó 13
Naum 3
I Pedro 1
12 Dez
Jó 14
Habacuque 1
I Pedro 2
13 Dez
Jó 15
Habacuque 2
I Pedro 3 a 5
14 Dez
Jó 16 e 17
Habacuque 3
II Pedro 1 e 2
15 Dez
Jó 18 e 19
Sofonias 1
II Pedro 3
16 Dez
Jó 20
Sofonias 2
I João 1 e 2