“E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma. E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai. E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.” (I Samuel 18:1-4)

I Samuel 18:1-4 narra a história de lealdade de Jônatas com Davi. Jônatas entendia que seu pai, Saul, era rei, mas que Deus havia ungido e separado Davi para reinar. Jônatas não estava sendo infiel ao seu pai, mas estava sendo leal ao manto. Quando você toma a consciência do que é lealdade, não está sendo infiel com ninguém, você está sendo leal ao manto. Quando você tiver esse entendimento, ninguém nunca mais irá trapacear em sua direção, pois há muitas pessoas que dizem ter fidelidade, mas não entendem lealdade.

Mais vale ficar debaixo do manto leal do que apregoar uma fidelidade que não existe. Se a sua fidelidade depende do estímulo de alguém ou dos favores do outro para que você caminhe com o seu líder, desenvolva-se, cresça e desate, isso tudo é falsário. Mas se você tem lealdade, você tem a bandeira que atrai o Trono, que traz a glória de Deus, que ganha o respeito do Céu. É o Céu que se alegra na sua direção. E é assim que você deve caminhar dentro do Reino.

Nesta semana, vamos estudar expressões em hebraico que trazem um grande significado sobre lealdade para nossas vidas, enquanto não apenas líderes, mas discípulos de Jesus.

LEALDADE É UMA CONEXÃO COM O TRONO

TESHUVÁ

A expressão ‘alma apegada’ fala de uma palavra muito usada no cristianismo: teshuvá. Essa é a palavra usada para se arrepender, para arrependimento.

Teshuvá é entender que nunca mais você poderá retroceder do pacto. Não é possível retroceder, porque houve quebrantamento, arrependimento, verdade explícita e ninguém pode roubar o que Deus está ministrando à sua vida.

CHARATÁ

Charatá é um arrependimento que fala de conduta de fidelidade intrínseca, é o teshuvá ligado a charatá, a palavra mais aproximada ao sentido de leais. São aqueles que mesmo que entreguem a vida, não negociam a visão e o sonho.

Charatá é a projeção do teshuvá. Porque tive a experiência de ilibação, de me derramar, de arrependimento profundo, entendo que não sou mais meu, pertenço a alguém. No dia que entendermos que somos tão-somente de Deus, nunca mais a crise baterá à nossa porta.

Teshuvá e charatá originam tefilah, que significa orar ou conexão. Lealdade é uma conexão com o Trono. O tefilah gerou o tefilin, quando os judeus ficam orando. Três vezes por dia, às seis horas da manhã, ao meio-dia e às seis horas da tarde, eles fazem uma oração.

Isso representa que, da hora em que levantamos, à hora em que deitamos, precisamos estar conectados ao Trono. Porém, no tefilah a pessoa procura apegar-se a Deus. É um movimento. É orar com uma conexão direta com Deus, romper a esfera física; apegar-se a outra pessoa no nível que se respeita a si mesmo!

A lealdade é uma chamada divina que nos conecta ao Trono 24 horas por dia. Deus deseja abrir a sua visão de tal maneira que todo inimigo que queira invadir o seu território não terá êxito, porque você entrará no teshuvá, no charatá e entenderá que o tefilah é a chamada gloriosa para viver conectado ao Trono.

Devemos entender que, se não nos conectarmos ao Trono, não seremos leais, porque no momento que nos desconectarmos, diremos que somos fiéis, que honramos. Se estivermos conectados, seremos leais.

Aquele que é conectado não vive cheio das mentiras do inimigo, mas anda em lealdade e é protegido pelo líder que o ama. Todos que estão debaixo de lealdade caminham conectados com o Reino, ligados no Trono de Deus, e a essência não muda.

Deus quer nos conectar, porque isso trará lealdade pessoal, familiar, no discipulado, no conhecido ou no desconhecido, e seremos leais em todas as áreas na nossa vida.

Quem não está conectado com o Trono não lê o mundo espiritual. Qualquer crise o leva para um caminho escuro e um lugar de derrota, porque não é conectado ao Trono! Deus quer nos desconectar de tudo que está prendendo nossa mente e nossa alma. Vamos abrir a visão do mundo espiritual e quando entrarmos no teshuvá, nesse arrependimento, no charatá e no tefilah, descobriremos que há algo poderoso em nossa vida e a lealdade agora é amiga do nosso caráter.

Já chega de caminharmos ao lado de tantos desconectados, cheios de tanta tolice, mentira e engano. É melhor a ferida da lealdade do que o beijo dos mentirosos. Até quando você suportará os mentirosos ao seu lado? Deus perguntou a Davi até quando ele teria piedade de Saul. Ou Davi vencia Saul, ou ele o destruía. Com relação aos espíritos de Saul, que ficam nos rondando, ou tomamos posição, ou eles nos destroem, porque eles só querem poder.

Nossa geração precisa se conectar ao Trono de Deus! Se não entramos neste tempo de conexão, Satanás nos apanha em qualquer lugar. Dizemos que temos fidelidade, mas não somos fiéis. Dizemos que temos honra, mas não demonstramos honra.

Quando somos leais, todo princípio se cumpre, porque na lealdade não dependemos de terceiros para mostrar quem somos, dependemos de nós mesmos, pela experiência que tivemos com o Deus Todo Poderoso. Isso faz de cada um de nós a pessoa mais diferente em nosso ambiente geográfico.

Continua...

Visualizações: 504

Plano de Leitura Bíblica

17 Set
2 Reis 24 e 25
Ezequiel 13
Lucas 9
18 Set
1 Crônicas 1
Ezequiel 14
Lucas 10
19 Set
1 Crônicas 2
Ezequiel 15
Lucas 11
20 Set
1 Crônicas 3
Ezequiel 16
Lucas 12
21 Set
1 Crônicas 4
Ezequiel 17
Lucas 13 e 14
22 Set
1 Crônicas 5
Ezequiel 18
Lucas 15
23 Set
1 Crônicas 6
Ezequiel 19
Lucas 16