Um visionário: Apóstolo Renê Terra Nova. Um pequeno povo: Restauração. Um grande Deus: o Todo Poderoso. Esse trio invencível tornou possível o que hoje se vê concretizado: UM PALÁCIO PARA DEUS.

Na história dessa construção, muitos desafios foram vencidos. O primeiro grande desafio foi a AQUISIÇÃO DO TERRENO. Ninguém imaginava que o Senhor já havia reservado, numa nobre área da cidade, um lugar para ser erguido um palácio para Deus. Metade do terreno foi doada por um discípulo do MIR, Demétrio Sales, mas a outra precisava ser comprada. O milagre seria levantar, em 17 dias, 200 mil reais para essa aquisição. Que façanha para um povo formado por pouco mais de mil pessoas, sem nenhum milionário entre eles! O alvo foi atingido e o Senhor glorificado.

Em 1995, nasce a primeira campanha EU TOMO POSSE. Nessa campanha, foi lançado um CD que não somente ajudou a levantar recursos com sua venda, mas marcou cada membro com músicas memoráveis (Ouça trechos das músicas no final do texto). Na época, foi sorteado, numa Ação entre Amigos, um carro doado pelo Pastor Renê Terra Nova. Várias barracas de comidas, de vendas de jóias, de artesanato e de tantos outros itens doados pelos irmãos, foram colocadas no estacionamento da Igreja para angariar recursos. Era lindo ver toda a comunidade trabalhando com alegria, amor e fé, dando os primeiros passos para edificar um Palácio para Deus.

No dia 12 de Dezembro de 1997, em uma tarde marcada por um pôr-do-sol sobrenatural, foi lançada a PEDRA FUNDAMENTAL no local em que está situada a Torre de Oração. Lá, foi colocado um cântaro com o nome dos discípulos, livro de ouro contendo doações para a construção, boletins da Igreja, enfim todo o histórico da PIBREM, Primeira Igreja Batista da Restauração em Manaus, também conhecida como Ministério Internacional da Restauração.

DEI MAIS UM PASSO e ESTOU CAMINHANDO foram as novas campanhas lançadas. Na ocasião, o Templo estava começando a ser erguido. A Igreja contava com uma palavra do Senhor de que à medida que as paredes começassem a ser levantadas, os recursos estariam chegando. À medida que o Templo fosse construído, Deus ergueria Seu Templo em cada membro.

Em Novembro de 1998, entra em cena a campanha ESTOU CHEGANDO. As obras estavam adiantadas. Nessa fase, a comunidade promoveu um feirão de móveis e eletrodomésticos, chás e jantares mensais, atividades sociais no estacionamento, sorteio de um carro... Tudo sempre com o objetivo de angariar verba para a construção. Cada projeto foi regado com o adubo principal: vigílias de oração, intercessão e jejum. E o Senhor, a cada passo, fez prosperar o Seu povo.

Em outubro de 1999, a Restauração realizou a CAMINHADA DE TOMADA DE POSSE. Os Pastores Renê Terra Nova e Arão Amazonas, em cima de um trio elétrico, conduziram a multidão de restaurenses e congressistas do Brasil do Centro à Ponta Negra, um trecho de quase 10km, sob uma temperatura de 36º. No meio do povo, Pastor Marcel Alexandre, com a simpatia que lhe é peculiar, ajudava a conduzir a Igreja que, com alegria e entusiasmo, louvava o nome de Jesus e cantava: ‘Tomemos posse, em nome de Jesus. Há um milagre em nossa boca. Marchemos firmes, retendo a confissão...’

A Igreja passou a cultuar no ‘Templo’ da Ponta Negra, um local sem paredes, sem teto, com chão de barro... Foram muitos os banhos de chuva em pleno culto! Mas que alegria, que unção, que poder de Deus! O primeiro culto, em uma noite esplêndida de luar, lembrava a abertura da Festa dos Tabernáculos no deserto de Kumran, em Israel! A presença de Deus era palpável! Só mesmo o Seu poder para mover um povo dessa forma, a ponto de não medir nenhum esforço, não temer ficar doente em decorrência dos banhos de chuvas que, diga-se de passagem, não foram poucos!

Em 2000, nasce mais uma estratégia, PACTO DA COBERTURA. Por 90 dias, a Igreja da Restauração vestiu azul. Os homens não fizeram barba, as mulheres não usaram maquiagem nem jóias, não pintaram as unhas e ninguém cortou o cabelo. Os que entrassem no pacto deveriam cumpri-lo segundo Eclesiastes 5:4,5. O resultado dessa aliança de sacrifício feita entre Deus, o Pastor Renê e a comunidade foi surpreendente. Os engenheiros não acreditaram que, em um período tão curto, o teto pudesse ser coberto em sua totalidade. Mas, a fidelidade de Deus foi maior que o ceticismo e, em três meses, o telhado foi erguido.

Em meio ao pacto do azul, veio o PROJETO G-300. Assim como Gideão teve 300 valentes para lutar contra os midianitas, Deus levantou valentes em Manaus e em várias Igrejas em células no Brasil que pelejaram essa guerra. O teto foi finalizado em março de 2001. Em Novembro do mesmo ano, o Pastor Renê foi ungido Apóstolo.

PROJETO ESDRAS, CONSTRUA DEPRESSA. Essa campanha alavancou o maior número de recursos. Até hoje, muitos testemunhos de bênçãos são contados através desse projeto. O projeto recebeu esse nome porque Esdras era um adorador, um homem de avivamento, um construtor. O projeto deveria durar 10 meses, todavia, por causa da aquisição das centrais de ar condicionado, o projeto necessitou de um reforço chamado EU DIGO SIM PARA O APÓSTOLO. O êxito foi tremendo e os objetivos alcançados!

Foi lançado o PROJETO NEEMIAS com decretos proféticos para todos aqueles que se uniam como cooperadores dessa obra. Neemias foi o restaurador dos muros, das casas, do Templo e das famílias de Jerusalém quando os judeus estavam cativos sob o domínio de Artaxerxes. Foi um restaurador por excelência e obteve êxito em tudo o que fez. Construiu os muros de Jerusalém em 52 dias, e no 53º dia convocou o povo a entrar em suas casas. Muitos que participaram do projeto testemunharam a bênção de adquirir a casa própria.

Finalmente, o PROJETO SALOMÃO nasceu como arrancada final para a conclusão do Templo. Foi profetizada a unção dos nobres, pois os filhos de Deus precisam ter projetos nobres (Isaías 32:8) e viver com nobreza de caráter. Certamente foi preciso cruzar muitos desertos e entre os Josués e Calebes que o Todo Poderoso levantou, não faltaram aqueles que só viam os gigantes. Porém os desertos foram cruzados e a Restauração entrou na Canaã com os gigantes destruídos para a glória do nome de Jesus!

O Templo está concluído e a Família Restauração está como quem sonha! Muitos foram os colaboradores nessa caminhada. Muitos são os que fazem parte desta história. Nessas paredes, teto e chão estão a oferta do pobre e do rico, moedinhas e milhões, carros, casas, terrenos e jóias que foram doados com a certeza de que o Senhor retribui multiplicadamente àquele que tem um coração voluntário. Ao Senhor toda honra, glória e louvor porque Ele é bom e a Sua fidelidade dura para sempre.

Visualizações: 1239

Plano de Leitura Bíblica

29 Mai
Josué 15
Isaías 20 e 21
Filemom 1
30 Mai
Josué 16
Isaías 22
Hebreus 1 e 2
31 Mai
Josué 17
Isaías 23
Hebreus 3, 4 e 5
01 Jun
Josué 18
Isaías 24
Hebreus 6 e 7
02 Jun
Josué 19
Isaías 25
Hebreus 8 e 9
03 Jun
Josué 20 e 21
Isaías 26 e 27
Hebreus 10
04 Jun
Josué 22
Isaías 28
Hebreus 11