“Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.” (Tiago 3:17)

A Bíblia nos ensina a receita para alcançarmos sabedoria e termos uma família estabelecida na Palavra. Quando buscamos sabedoria, somos por ela instruídos e sustentados para que a nossa casa seja estabelecida na Rocha, Jesus. “A sabedoria já edificou a sua casa, já lavrou as suas sete colunas.” (Provérbios 9:1)

A sabedoria nos dá a receita para, se errarmos, consertarmos nossos erros e nos tornarmos uma família estruturada, que constrói uma casa abençoada. Portanto, sabedoria é fundamental dentro de cada lar.

E a Bíblia diz que a sabedoria que vem do Alto é primeiramente pura, pacífica, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia (Tiago 3:17). Vejamos o que representa cada uma dessas qualidades da sabedoria.

1. PURA

A pureza é o ponto de partida, é o carro chefe da sabedoria. Pureza equivale ao temor do Senhor, que é o princípio da sabedoria. Uma pessoa pura é sem mistura, que não altera a sua personalidade. É transparente, sem manchas, alguém de grande valor.

Um homem e uma mulher que mantêm a pureza fazem toda a diferença como casal e para a família. Isso porque estão batizados nos mesmos valores do Reino de Deus. E pureza fala, não apenas de valores e princípios, mas de motivações santificadas pela disposição de humildade e renúncia.

2. PACÍFICA

A paz é a marca do filho de Deus; é através da paz que se semeia o fruto da justiça. Não existe justiça sem um coração pacificador. “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.’’ (Mateus 5:9)

Todo marido deseja ter uma mulher pacificadora dentro do lar. Toda esposa deseja ter um marido que lhe traga paz nos momentos de aflição. Na verdade, o casal é o responsável pela harmonia da casa, pela tranquilidade na vida dos filhos. A paz sugere um espírito de reconciliação familiar e nos coloca em contato com a identidade de filhos. 

3. MODERADA

Moderação também é uma qualidade de sabedoria, pois reflete estabelecer limites, saber agir com comedimento. Uma pessoa moderada é humilde e sabe tratar com respeito o cônjuge e os filhos. Ser moderado é não tolerar contenda. A moderação gera equilíbrio no lar e estabelece limites para que o respeito mútuo seja preservado.

4. TRATÁVEL

O casamento é uma ferramenta divina afiada para trabalhar a nossa alma. A mulher precisa ser tratável para manter-se firme como coluna do lar, tendo atitudes de sabedoria. A mulher tratável se ajusta às situações, ainda que não concorde com elas. E, por ser amável, vence as dificuldades, ajustando o lar e gerando saúde na família.

De igual modo, o homem também precisa ser tratável, agindo de forma firme quando necessário, mas sem ser grosseiro. É função do homem ser amável com a esposa, vencendo as dificuldades, ajustando o lar e gerando saúde na família.

No Ano da Família, devemos estar abertos ao tratamento de Deus, para que Ele possa mexer em feridas e fraquezas, sabendo que a maior possibilidade para que isso aconteça é dentro do casamento. 

Por isso, muitas vezes, surgem situações adversas na relação, o que muitos veem como problemas, mas que deveriam ver como oportunidades de amadurecimento emocional e espiritual, como um tratamento que conduzirá o casal a um novo nível de maturidade.

5. MISERICÓRDIA E BONS FRUTOS

Misericórdia fala do coração cheio de Deus para as pessoas. Quando nos movemos de compaixão, demonstramos que nos importamos com a dor do outro. 

Você precisa se importar com a dor do seu cônjuge, dos seus filhos, agir com misericórdia dentro da sua casa, a sua célula principal. Onde há misericórdia, sempre haverá bons frutos. Misericórdia é uma consequência da graça divina, é receber o bem que não merecemos.

Para exercer misericórdia é necessário abrir mão de conceitos e preconceitos em relação ao outro; é perdoar incondicionalmente e sempre. É viver o perdão como um estilo de vida. É renunciar o que queremos ou como queremos que o outro seja. E essa é uma área que não pode jamais faltar no casamento.

Misericórdia é ter uma identificação profunda com a necessidade do outro, expressando o poder da compreensão divina. É mais fácil o outro entender o amor de Deus quando há respeito. Se o seu cônjuge ainda não serve a Deus, haja com misericórdia, demonstre compaixão, respeite-o e prepare-se para a honra de Deus que virá sobre você, sua casa e sua família.

Não há como ter bons frutos sem misericórdia. É o que a Palavra deixa claro. Nossa família precisa do nosso olhar de misericórdia sobre ela para que os bons frutos brotem e se multipliquem.

Continua...

Visualizações: 2331

Plano de Leitura Bíblica

17 Jul
2 Samuel 1
Jeremias 7
Mateus 18
18 Jul
2 Samuel 2
Jeremias 8
Mateus 19
19 Jul
2 Samuel 3
Jeremias 9
Mateus 20
20 Jul
2 Samuel 4 e 5
Jeremias 10
Mateus 21
21 Jul
2 Samuel 6
Jeremias 11
Mateus 22
22 Jul
2 Samuel 7
Jeremias 12
Mateus 23
23 Jul
2 Samuel 8 e 9
Jeremias 13
Mateus 24