“E tu dentre todo o povo procura homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que odeiem a avareza...” (Êxodo 18:21)

O que significa ser homens de verdade e homens de mentira? Bem, um homem de verdade, e isso vale para a mulher também, deve ser alguém capaz, que usa o potencial que Deus lhe concedeu sendo, acima de tudo, temente a Deus e odiando a avareza, ou seja, não sendo mesquinho.

A maioria das pessoas hoje têm mágoas guardadas, porque viram os erros dos genitores e carregam consigo uma sentença de acusação. O resultado é uma vida fora dos propósitos do Pai e sem temer ao Senhor, como a Bíblia ordena.

Vencendo os abusos emocionais

Para ser alguém de verdade, uma pessoa de valor, precisamos vencer os abusos emocionais. Observamos que todas as pessoas que são abusadas emocionalmente não funcionam quando são amadas, só funcionam debaixo de tirania. Por isso as pessoas se tornam abusadoras, porque são machucadas. E porque não sabem se expor, mesmo os que já foram aos Encontros (os mais diversos possíveis), sofrem e fazem outros sofrerem.

Deus enviou Jesus para nos resgatar. Ele não quer que sejamos uma raça sufocada, que prende os gritos na alma. Jesus veio para nos ensinar a ser livres. Tanto que Jesus chorou para demonstrar que mesmo sendo Deus, não escondia suas emoções.

O que vemos hoje é que em meio às oportunidades que Deus nos dá para sermos livres, muitas vezes decidimos permanecer como abusados emocionais. Inclusive, pesquisas comprovam que os homens enfartam mais que as mulheres, porque choram pouco e alguns não choram nunca; quem não chora, morre cedo.

Trabalho exacerbado

Nosso século exige trabalho, mas essa não é apenas uma realidade atual. Moisés estava trabalhando de uma forma exacerbada, sofrendo para cuidar do povo e atender a todos. Precisou de Jetro para orientá-lo e reorganizar o que estava desorganizado dentro dele. De igual modo, precisamos de um discipulador que nos oriente e nos ajude a reorganizar as nossas emoções.

Trabalho exacerbado pode nos fazer viver por décadas em ambientes nos quais blefamos para todos, ficamos adoecidos, sem nos posicionarmos e mostrando o quão cansados estamos. Para os hebreus, a direção de Jetro foi para que o povo decidisse viver estatutos.

Neste momento solene no qual nos encontramos, o começo de um novo ano, precisamos ser pessoas capazes de mudar, primeiro a nossa própria história, para, então, mudar a história de outros. E Deus acredita em nós, porque Ele sabe que somos capazes.

Jetro disse a Moisés que o que faltava para ele: homens de verdade. E orientou que homens de verdade fossem levantados para que o problema de Israel fosse resolvido. Você não está na sua célula por acaso, Deus o conduziu até aqui para levantá-lo como um homem de verdade e uma mulher de verdade, que se movem por princípios, que vivem por estatutos e que cumprem as ordenanças de Deus.

À procura de um pai

O povo de Israel estava o tempo todo à procura de Moisés para que ele resolvesse todos os problemas. Mas o que precisavam não era de Moisés e sim, de aprenderem a viver por princípios. Assim, Israel teria uma nova mentalidade. Era como se Moisés fosse Faraó e o povo ainda fosse escravo. O problema não era a busca de um líder, mas a busca de um pai. 

Você precisa descobrir o quanto está à procura de um pai no seu líder. Você não é mais escravo, contudo, pode estar vivendo como se ainda preservasse essa mentalidade. Ou então, você pode estar vivendo como uma espécie de Faraó, escravizando as pessoas com quem convive. O conselho de Jetro para Moisés foi para que ele mostrasse Deus ao povo. É a mesma função que o seu líder tem hoje em relação à sua vida. 

Uma geração de homens e mulheres de verdade

Deus quer que sejamos sacerdotes curados, mulheres curadas. Maridos e esposas de excelência, que se movem por princípios e vivem na liberdade que Deus lhes confiou, tendo como primeiro plano de libertação sua própria casa e família. 

O que precisamos compreender, como homens e mulheres de avivamento, é que através das nossas mentes podemos mudar a geografia em que vivemos, porque não somos déspotas de nós mesmos, nem usamos máscaras para esconder quem somos.

Homens e mulheres de verdade vencem as guerras, vencem os gigantes, porque não ficam presos às suas antigas estruturas e amarguras de alma. Colocam o inimigo para correr e se lançam para ser o que Deus quer que sejam, capazes tementes e que odeiem a avareza (Êxodo 18:21).

Em meio ao nosso século é possível sermos pessoas ajustadas, porque quem está dentro de nós é Yeshua. O temor ao Senhor, que é o princípio da sabedoria, nos moverá para sermos ministrados e, futuramente, podermos ministrar ao coração do povo e ajudá-lo a ser ajustado também. 

Livres da avareza

Quando somos tementes a Deus não podemos ser avarentos, porque temor a Deus e avareza não caminham em unidade. Então, se você reconhece que ainda tem dificuldade de lançar mão da avareza, é hora de temer mais a Deus e aborrecê-la, para estar no lugar onde o Senhor quer colocá-lo para você ser um grande libertador do Seu povo.

Homem e mulher de verdade, todos os dias, recebem uma palavra de honra do cônjuge e dos filhos, na sua direção. Eu creio que, em 2017, Ano da Família, essa será a sua história, porque você é a pessoa que Deus vai usar para curar a sua casa, cônjuge e filhos.

Que você seja aprovado no reduto da sua casa, de forma que no seu lar você seja o homem e a mulher que Deus procura para fazer diferença nesta sociedade.

Visualizações: 3956

Plano de Leitura Bíblica

17 Jul
2 Samuel 1
Jeremias 7
Mateus 18
18 Jul
2 Samuel 2
Jeremias 8
Mateus 19
19 Jul
2 Samuel 3
Jeremias 9
Mateus 20
20 Jul
2 Samuel 4 e 5
Jeremias 10
Mateus 21
21 Jul
2 Samuel 6
Jeremias 11
Mateus 22
22 Jul
2 Samuel 7
Jeremias 12
Mateus 23
23 Jul
2 Samuel 8 e 9
Jeremias 13
Mateus 24