“Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir? Sabendo, pois, Jesus em si mesmo que os seus discípulos murmuravam disto, disse-lhes: Isto escandaliza-vos? Que seria, pois, se vísseis subir o Filho do homem para onde primeiro estava? O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida. Mas há alguns de vós que não creem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar. E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido. Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele. Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos, tu tens as palavras da vida eterna; e nós, temos crido e conhecido que tu és o Santo Deus. Replicou-lhes Jesus: não vos escolhi eu em número de 12, contudo, um de vós é o diabo, referia-se ele a Judas, filho de Simão Iscariotes, porque era quem estava para traí-lo sendo um dos 12.” (João 6:60-71)

Qual a diferença entre grupo e Equipe? Como nós, enquanto líderes, devemos expressar, na forma de viver, essa diferença? Precisamos reconhecer como é difícil, por causa da competitividade, trabalhar em Equipe.

É tão comum vermos líderes trabalhando em grupos. Por quê? Porque é mais fácil. O mundo tem ensinado que você não pode abrir mão da sua particularidade e que sua individualidade tem que ser intocável.

Logo, trabalhar em grupo torna-se bem mais fácil, visto que o trabalho em Equipe requer relacionamento, compartilhar ideias e aceitar diferenças, coisas nada fáceis para a maioria das pessoas.

CAMINHAR EM EQUIPE

À medida que vão surgindo situações que exigem companheirismo, obediência, perseverança, tolerância, diligência, paciência e tantas outras coisas, vamos descobrindo quem é grupo e quem é Equipe.

Na verdade, nem precisamos procurar, as pessoas, por si só, mostram quem são, não em palavras, mas em atitudes, em gestos de amor, respeito e honra ou em gestos de desamor, desrespeito e desonra.

A você, líder, cabe apenas a convicção de estar formando, não um grupo, mas uma Equipe que frutifica um fruto que persiste, como está escrito em João 15. A você, discípulo, cabe apenas a convicção de estar se deixando ser formado para trabalhar em Equipe.

O CARÁTER DO GRUPO E DA EQUIPE

O grupo tem um caráter: o descompromisso e a preservação da individualidade. A Equipe tem um caráter: o compromisso e o bem-estar de todos dentro de um só propósito.

Quando Jesus disse: “Um dentre vós é diabo”, Ele estava referindo-Se ao fato de que um dos 12 (no caso, Judas), estava na Equipe, mas não possuía o caráter de Equipe, ele possuía caráter de grupo.

Como alguém poderia estar na Equipe de Jesus com um desfalque de caráter, ou seja, com um caráter de grupo? Como alguém poderia estar na Equipe de Jesus e ser ‘um diabo’, visto que Judas havia sido escolhido para ser discípulo, para fazer parte da Equipe mais nobre do Planeta?

Se formos à raiz da Palavra, observaremos que Jesus usa o verbo ser. Ele diz: “Um dentre vós é diabo”. ‘É’, refere-se à existência, é o verbo ‘ser’ que fala da essência de estar em. Jesus estava dizendo que a essência do diabo estava em Judas, porque ele era grupo e recusava-se a ser Equipe.

Um dos maiores problemas que assolam a nossa vida como cristãos é não atentar para a Palavra, quando ela diz que cada um de nós deve aprender a guardar o coração em Deus e se afastar de tudo que possa representar risco para a nossa caminhada como discípulos e como Equipe.

TRABALHE PARA SER EQUIPE

Jesus não hesitou em mostrar que um da Sua Equipe era diabo, deixando claro que não é difícil o inimigo pegar a essência dele e colocar na vida daquele que abre brechas. O Mestre afirmou que um dos 12 era diabo, que um deles estava com a essência maligna, uma essência contaminada.

Quando trabalhamos para ser Equipe, temos que fazer isso com o entendimento de que dentro de nós não deve haver nenhuma composição de um comportamento endiabrado, que nos faça andar alterados dentro de toda forma de instrução e doutrina que recebemos.

Trabalhar para ser Equipe e permanecer Equipe é decidir não beber de outra essência que não seja santa, pura, límpida, cristalina, como o rio que flui do Trono de Deus. É trabalhar para não se contaminar pelos problemas guardando, além do coração, também o ouvido, a boca, os olhos, os pés...

Ter uma essência de diabo é o mesmo que ter uma essência totalmente contrária à essência de Jesus, que não faz parte do Seu ensino, da Sua doutrina, da Sua chamada. É por isso que muitas vezes convivemos com pessoas tão maravilhosas e, de repente, como num piscar de olhos, elas perdem o que conquistaram em Deus. Deixam que a contaminação entre no coração e mudam totalmente.

Continua...

Visualizações: 673

Plano de Leitura Bíblica

23 Out
2 Crônicas 18 e 19
Daniel 1
João 19
24 Out
2 Crônicas 20
Daniel 2
João 20 e 21
25 Out
2 Crônicas 21 e 22
Daniel 3
Atos 1
26 Out
2 Crônicas 23
Daniel 4
Atos 2
27 Out
2 Crônicas 24
Daniel 5
Atos 3 e 4
28 Out
2 Crônicas 25
Daniel 6
Atos 5 e 6
29 Out
2 Crônicas 26 e 27
Daniel 7
Atos 7