Dias de Elias
Vivendo uma atmosfera profética

“E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.” (Malaquias 4:6)

São sinais que apontam para o futuro. Quando falamos de Elias nem imaginamos que é uma profecia messiânica: Quem dizem que eu sou? Tu és o Elias? Essa é uma das respostas dadas pelos discípulos de Jesus ao próprio Senhor. Embora seja uma alusão profética, sabemos que Dias de Elias falam de Restauração. Mas, qual a Restauração que está em voga? A Restauração da família.

Muitos vão dizer que na família tudo vai bem, mas você sabe que nada está tão bom que não precise melhorar. Por isso, devemos focar nesse plano de conserto das coisas que vão ser estabelecidas para este novo tempo.

Quando o Senhor nos chamou para o desafio de 2019, Prepare o Caminho do Senhor, ninguém poderia imaginar que o Eterno estava apontando para as novas diretrizes do Planeta, dias difíceis e desafiadores. Porém, em todo esse tempo, ficamos como que em estado de choque, sem entender muito bem o cenário global. Bem, o alerta foi dado e quem não se preparou foi, literalmente, apanhado de surpresa.

Hoje o grito é outro: Arrumem suas casas!

É um alerta para os sacerdotes inadimplentes e para os desatentos da sua missão familiar. Nós não podemos construir as casas dos outros destruindo nosso próprio lar, isso é uma convocação para qualquer nível de liderança, das patentes eclesiais mais altas, às menos expressivas na Igreja. “Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes. Porque é necessário que o bispo (Pastor – Líder – Apóstolo) seja irrepreensível, como mordomo da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância.” (Tito 1:6,7) Então, o que podemos constatar é que DIAS DE ELIAS são uma proposta restauradora para que as famílias sejam ajustadas e qualquer tipo de maldição seja extirpada do nosso território. Olhando o cenário familiar, as crises existentes, que em muito se devem à Internet, pois opções paralelas começaram a surgir e muitos “adultérios” cibernéticos começaram a aparecer. Você diria: “Nunca acessei algo pornográfico! ”. Eu concordo com sua santidade, mas o tempo excessivo, gasto desordenadamente na Internet, que rouba o direito da aliança e tira a responsabilidade de cuidado da casa, é um adultério, é uma troca de valores.

Muitas maldições foram instaladas em meio à família, e o apelo dos CÉUS nesses dias é que a família experimente de uma conversão coletiva, filhos se convertendo aos pais, os pais se convertendo aos filhos. E eu acrescentaria: Marido se convertendo à esposa, esposa se convertendo ao marido. E digo mais ainda: Casal se convertendo aos filhos e os filhos ao casal. Há uma linha de desrespeito na direção da família, em que os pais modernos estão competindo com os filhos, os adultos concorrendo com crianças, e homens e mulheres não se dando o respeito para serem o modelo que a Palavra ordena:

“Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. Os velhos, que sejam sóbrios, agradáveis, prudentes, sãos na fé, no amor, e na paciência; as mulheres idosas e maduras, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas ao vinho, mestras no bem; para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, a serem moderadas, puras, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada. Exorta semelhantemente os jovens a que sejam moderados. Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade, linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de vós. Exorta os servos a que se sujeitem a seus senhores, e em tudo agradem, não contradizendo, não defraudando, antes mostrando toda a boa lealdade, para que em tudo sejam ornamento da doutrina de Deus, nosso Salvador.” (Tito 2:1-9)

DIAS DE ELIAS são um grito dos CÉUS para colocar a casa em ordem, evitar desastre de caráter na vida dos filhos e desordem na conduta dos pais. Esse tema, de ordem espiritual, vai ajustar a família em todos os sentidos, para que nossa herança seja preservada e as promessas do Eterno sejam consolidadas. Mas qual será o maior desafio no ano de 2021? Será a PRAGA que se instalou na Terra? A falência comercial global? A saúde pública precária por má gestão dos nossos governantes? O medo crônico que começou a fazer parte do cotidiano humano? A falta de finanças para honrar compromissos? Não! O maior desafio se chama CONVERSÃO, converter o coração dos pais aos filhos.

Conversão (Shuv), que vem da origem Tshuváh, arrependimento, fala da nova conduta – SHUV – É uma mudança de atitude de forma integral. Está relacionada a uma vida plena, sem maldição, com os direitos da aliança. Então, se nós tomarmos a palavra profética, crendo que haverá uma mudança coletiva, começando pelas casas dos sacerdotes, com absoluta certeza, sairemos vencedores em toda e qualquer batalha que surgir no nosso território, ainda que sejam pragas desconhecidas. “Lembrai-vos da lei de Moisés, meu servo, que lhe mandei em Horebe para todo o Israel, a saber, estatutos e juízos. Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor; e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.” (Malaquias 4:4-6)


Renê Terra Nova
Feliz 2021!

Visualizações: 2396

Plano de Leitura Bíblica

18 Jan
Gênesis 31
Salmos 35
Mateus 20

19 Jan
Gênesis 32 e 33
Salmos 36
Mateus 21
20 Jan
Gênesis 34 e 35
Salmos 37
Mateus 22
21 Jan
Gênesis 36
Salmos 38
Mateus 23
22 Jan
Gênesis 37
Salmos 39 e 40
Mateus 24
23 Jan
Gênesis 38
Salmos 41 a 43
Mateus 25
24 Jan
Gênesis 39 e 40
Salmos 44
Mateus 26