“Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel; e, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem cajado; porque digno é o obreiro do seu salário.” (Mateus 10:5-10)

A instrução de Jesus é que nosso alforje seja suprido das necessidades espirituais e não dos recursos físicos. Observe que Jesus tira qualquer desculpa, para não negarmos o chamamento que nos foi feito.

Enquanto líder, você não precisa de dinheiro para fazer a obra, você precisa de autoridade espiritual para que a obra cresça e a multiplicação aconteça. Por isso, na Equipe de Jesus, todos receberam a mesma ordem e a mesma instrução.

Ao ler Mateus 10:5-10, tiramos inúmeros aprendizados e reflexões como:

  • O que pode fortalecer uma equipe? A obediência!
  • O que pode demolir um ministério? A desobediência!

E não apenas isso, existem três perguntas que TODO LÍDER deve fazer para reajustar o foco na caminhada, que são:

  • Por que minha equipe está débil?
  • Por que meu crescimento parou?
  • Por que não tenho a mesma confiança nos resultados?

E a resposta para todas elas, independente da condição de liderança é: Porque o alforje está cheio de recursos materiais e a vida vazia do propósito central. Podemos criar as desculpas que quisermos para nos enganar. Podemos pensar que uns líderes têm mais sorte que outros e por aí, vai. Eu, contudo, tenho a firme certeza de que nunca tive sorte, sempre trabalhei com confiança em Deus que dá a multiplicação e amplia o crescimento.

Querido líder, o que você tem não é esforço das suas mãos, é reposta da promessa. A Bíblia é clara quando diz: “O que trabalha para mim terá um salário digno.” Jesus não deixa Seus filhos sem necessidades supridas. Mas também não supre filhos que não trabalham.

Que fique claro para mim e para você que: O maior problema que enfrentamos hoje na liderança, além de todas as distrações que existem, é que nosso alforje pode estar gordo e nossa unção debilitada e magra.

E se podemos mudar a nossa história e o nosso histórico, o conselho do Mestre é: “Não levar alforje é ter confiança em QUEM nos enviou”.

Visualizações: 830

Plano de Leitura Bíblica

15 Ago
I Reis 10
Jeremias 36
Marcos 10
16 Ago
I Reis 11
Jeremias 37
Marcos 11
17 Ago
I Reis 12
Jeremias 38
Marcos 12
18 Ago
I Reis 13
Jeremias 39
Marcos 13
19 Ago
I Reis 14
Jeremias 40
Marcos 14
20 Ago
I Reis 15
Jeremias 41
Marcos 15
21 Ago
I Reis 16
Jeremias 42
Marcos 16