“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.” (I Coríntios 15:58)

A chamada de ser firmes e constantes, sempre abundantes na obra, é para todos os filhos de Deus. E isso quer dizer que para nós, líderes, mais ainda. Afinal, como é possível, em dias como os nossos, estar na liderança sem manter a firmeza e a constância, e sem ser abundante na obra do Senhor?

Atualmente, parece que as pessoas estão, cada vez mais, olhando apenas para si mesmas. Você também tem essa impressão? Por isso, compreender alguns aspectos que nos levarão a viver a chamada de ser firmes, constantes e abundantes é imprescindível para nós. Quanto maior o nível de liderança, mais necessário se torna aprender a depor o senhorzinho que muitas vezes quer se levantar e reinar no centro da alma para comandar. Nessas horas, e em todas as outras também, é importante lembrar que na nossa vida só quem pode reinar é o Senhor da glória.

Uma vez que você aceitou Jesus como Senhor da sua vida, e se torna um líder e um exemplo para os fiéis, não cabe mais ceder a certos caprichos, afinal, você não é mais a mesma pessoa nem pode mais viver a mesma vida de antes. Ao contrário, dia após dia, você tem que deixar o Senhor ser, verdadeiramente, o Senhor da sua vida. É assim que o líder avança, quando Ele vive para cumprir o propósito que Deus projetou para a sua vida.

O líder que não é firme, não é constante, nem abundante, vive de forma subutilizada, sem desenvolver as suas habilidades para o Rei e para o Reino. Mas você é daqueles que correm de forma veloz para ter resultados satisfatórios e contribuir com o acréscimo do Reino que não terá fim.


Como ser firme, constante e abundante

Quantos benefícios recebemos quando vivemos o que a Palavra de Deus nos ensina. Passamos a nos encontrar na chamada e desenvolver nossas funções de forma a alcançar os resultados que podemos alcançar.

Quando somos firmes, constantes e abundantes, não ficamos presos em competições, mostrando que sabemos mais que os outros, porque saímos de toda e qualquer competição desnecessária que só gera resultado frustrado. Também saímos das crises que o nosso homem interior cria.

A verdade é que entendemos o quão importante é crescer na estatura da medida de Cristo. Que medida é essa? O poder e o prazer de servir ao Rei e o Reino. Cada um no seu lugar, executando bem o que o Senhor nos mandou fazer, seja da função mais simples no Corpo de Cristo a funções ministeriais dentro do Reino.

A visão do Apóstolo Paulo consiste em mostrar a nossa funcionalidade e disposição para fazer a obra, sem perdermos a visão de Corpo. Quem serve a Deus, por Ele é servido; quem entrega seus dons para Deus, recebe multiplicação das suas habilidades.

Se Ele nos chama, Ele nos capacita, seja para umas boas-vindas ao povo de Deus, seja para ser um ministro do Evangelho; o que importa é servir dentro da chamada que recebemos: “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.” (Efésios 4:11-16)

A chamada de ser firme, constante e abundante é para nos ensinar que vamos crescer, nos desenvolver, mas que a abundância na obra não nos permite caminhar sozinhos, sempre vamos precisar uns dos outros. E mostra também que no cenário da vida, não podemos ter motivações erradas. Nosso coração precisa sempre estar em Deus. Assim, o nosso conteúdo será sempre o do Reino e estaremos firmados na Palavra que nos direciona em todos os nossos caminhos.

Que possamos seguir o Rei e o Seu Reino, fazendo tudo para a glória de Deus, pois tudo precisa ter o peso da glória de Deus. E que possamos também crescer e ser ampliados no entendimento para nos mantermos firmes, constantes e sempre abundantes.

Visualizações: 1362

Plano de Leitura Bíblica

24 Jan
Gênesis 39 e 40
Salmos 44
Mateus 26
25 Jan
Gênesis 41
Salmos 45
Mateus 27
26 Jan
Gênesis 42 e 43
Salmos 46 a 48
Mateus 28
27 Jan
Gênesis 44 e 45
Salmos 49
Romanos 1 e 2
28 Jan
Gênesis 46 e 47
Salmos 50
Romanos 3 e 4
29 Jan
Gênesis 48 a 50
Salmos 51 e 52
Romanos 5 e 6
30 Jan
Êxodo 1 e 2
Salmos 53 a 55
Romanos 7 e 8