“Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.” (I Coríntios 5:7)

No próximo Sábado, 27 de Março, iniciam as comemorações da Páscoa judaica. O MIR convida todos os seus discípulos a se envolverem nessa celebração que é muito especial, pois relembra a libertação dos judeus da escravidão do Egito, e é marcante também por seu significado profético, já que aponta para Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, Aquele que deu a sua vida, fazendo expiação pelos pecados de toda humanidade.

Durante oito dias, unidos como Igreja, e tendo o nosso coração ligado, em amor, a Israel, teremos a oportunidade de louvar ao Senhor por Ele ter ouvido o clamor do seu povo quando foi escravizado, por décadas, pelos faraós do Egito e por Ele ter enviado Moisés para guia-los na realização do êxodo, mudando o curso da história e estabelecendo um novo tempo de libertação.

Em hebraico, Páscoa é Pessach, e significa passagem, porque Deus passou acima dos lares judaicos ao enviar a última praga ao Egito, a morte dos primogênitos, poupando os filhos de Israel, conforme narrado em Êxodo 12:12,13: “E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor. E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.”

Portanto, Pessach nos traz muitos motivos para refletirmos e enchermos os nossos corações de gratidão, já que Deus nos redimiu dos nossos pecados, como redimiu o povo da escravidão do Egito, e nos tornou livres em Cristo Jesus. Celebramos, pois, a festa da redenção e da liberdade, conquistada por um alto preço, o preço de sangue.

Que nesse tempo você se disponha a reunir a sua família e ensinar aos seus filhos o verdadeiro sentido da Páscoa, se afastando da ideia secular ligada a coelhos, ovos de chocolate e muito consumismo.

A Páscoa que celebramos tem como símbolo maior a Cruz do Calvário, na qual Jesus foi sacrificado. Cristo é a verdadeira Páscoa! Celebre-o!

“E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.” (Êxodo 12:14)

Visualizações: 434

Plano de Leitura Bíblica

12 Abr
Números 31
Provérbios 22
João 4

13 Abr
Números 32
Provérbios 23
João 5
14 Abr
Números 33
Provérbios 24
João 6
15 Abr
Números 34
Provérbios 25
João 7
16 Abr
Números 35
Provérbios 26
João 8
17 Abr
Números 36
Provérbios 27
João 9 e 10
18 Abr
Deuteronômio 1
Provérbios 28
João 11