Quem na vida já não experimentou um fracasso nas suas expectativas? Quem não teve uma oração frustrada? Quem não perdeu uma batalha? Quem não foi alvejado em uma guerra?

Mas, você morreu? Não! Você somou experiências novas para viver o novo. Todos somos assim, a FÉ Viva é exatamente isso, mesmo em meio a tantas crises, não nos renderemos e avançaremos rumo ao alvo proposto. “Não que já a tenha alcançado o “alvo”, ou que já seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” (Filipenses 3:12-14)

Neste estudo, vamos falar sobre a FÉ Viva em 3 aspectos:


1. A FÉ Viva vence seus adversários

Estamos sendo treinados para algo grande, por essa razão, o Senhor nos permite enfrentar alguns níveis de guerras. Nenhum líder grande foi forjado em guerras pequenas, todo líder de expressão, assim como você, foi treinado no campo de batalha. Verdadeiros príncipes não são treinados nos confortáveis palácios, mas adestrados nas guerras que o reino se deixa promover. Por isso que um verdadeiro príncipe não se deixa abater, quando o reino é ameaçado, ele vai e luta para defender seu território.

A FÉ Viva serve exatamente para isso, não deixarmos o adversário nos intimidar, mas para parar a ação das trevas. “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” (Efésios 6:12)

Quem é nosso modelo de FÉ? Abraão! Verdade!? Então, se ele não selasse os cavalos e não partisse para guerra, que exemplo de FÉ nos daria? A FÉ Viva não isenta as guerras que passamos, ao contrário, a FÉ Viva nos planta a convicção de que nossos despojos serão mais amplos depois que enfrentamos o inimigo, caso contrário, quando o sacerdote vier a nosso encontro (Melquisedeque) não teremos um assunto relevante para conversamos com ele nem seremos honrados por vencermos nossos adversários. “E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo. E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.” (Gênesis 14:18-20)


2. A FÉ Viva não teme as más notícias

“O justo não teme as más notícias, pois está registrado na memória de Deus.” (Salmo 112-6,7 – Parafraseado)

Uma FÉ Viva demole as crenças erradas que temos. Inclusive, temos visto o mundo fazendo confissões de desespero quando, na verdade, o que precisamos é fazer o bom uso da FÉ. Então, onde estamos errando? Muitos mentores da FÉ têm negligenciado sua chamada, se deixando serem contaminados com as notícias seculares. Nosso cérebro não suporta tantas informações desencontradas e essa gama de notícias tóxicas que adoece nossa convicção. Vamos cultivar as boas notícias! “Porque nunca (o justo) será abalado; o justo estará em memória eterna. Não temerá maus rumores; o seu coração está firme, confiando no Senhor. O seu coração está bem confirmado, ele não temerá, até que veja o seu desejo sobre os seus inimigos.” (Salmos 112:6-8)

Quando eu vejo essa palavra de ânimo, ativo minha FÉ e busco em Deus a força necessária para vencer as adversidades. O justo não teme as notícias porque está registrado na memória do Eterno. Se nossa comunicação horizontal for canalizada para a comunicação vertical, com certeza absoluta nosso resultado será outro. Precisamos aprender a buscar as coisas que são do Alto. “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.” (Colossenses 3:1,2). Não tem como uma geração que ativa sua FÉ e a mantém viva ficar presa às notícias de ontem quando temos, da parte de Deus, as notícias de amanhã, ou seja, nosso futuro está assegurado.

Mas, não é para qualquer líder manter sua FÉ Viva, é para quem não se desvia da Palavra e se mantém firme no propósito, e não se distrai com a comunicação enferma deste século que está no maligno; e é fácil gerar ídolos dentro da nossa alma e, claro, não nos percebermos que nossa FÉ está contaminada. A FÉ Viva está fazendo um óbito. “Toda a iniquidade é pecado, e há pecado que não é para morte. Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo jaz no maligno. E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro; e no que é Verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém.” (I João 5:17-21)


Continua...

Visualizações: 1850

Plano de Leitura Bíblica

20 Set
I Crônicas 3
Ezequiel 16
Lucas 12

21 Set
I Crônicas 4
Ezequiel 17
Lucas 13 e 14
22 Set
I Crônicas 5
Ezequiel 18
Lucas 15
23 Set
I Crônicas 6
Ezequiel 19
Lucas 16
24 Set
I Crônicas 7
Ezequiel 20
Lucas 17
25 Set
I Crônicas 8
Ezequiel 21
Lucas 18
26 Set
I Crônicas 9
Ezequiel 22
Lucas 19