“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.” (Gálatas 5:16-25)

Deus diz: “Eu vou dar a vocês”. Então, não é você que se faz um Pastor, é Deus que entrega o Pastor. O Pastor que eu, Renê, dou para vocês é um Pastor limitado. Mas o Pastor que tem o aval de Deus é ungido, cheio de sabedoria e tomado de inteligência.

Para quê? Para poder discernir o tempo mal, discernir a hora da crise, discernir a hora da guerra. Você vai descobrir que Abraão, o Patriarca, o primeiro Pastor, foi também o primeiro Profeta e o primeiro Homem da Fé. Ele lidava com rebanho e tinha o parente, Ló, que também trabalhava com rebanho. E chegou o momento, lá em Gênesis 13, que tiveram que se separar. Por causa do rebanho, eles não estavam sabendo caminhar em unidade. O que Deus prometeu para Abraão? Eu vou abençoar você deveras, vou dar sabedoria e inteligência no campo da fé. Sabedoria e inteligência no campo da fé, resolvem qualquer problema.

Depois, quando Faraó encontrou a família de Jacó, e este se levanta e abençoa Faraó, o rei do Egito entendeu que aquele homem era um patriarca. O pedido de José a ele foi um apenas: que os irmãos continuassem sendo, cada um, Pastor.

Então, nós somos pastores, se você correr para Gênesis 4, começa a história de um pastor. Tudo que a gente vê na Bíblia traduzido é: Como vou manter esse rebanho. Lá em Salmos 80, Deus dá ideia de pastor. Ele dá ideia de que Ele é o pastor e nos guia em todo o tempo.

Todos os Pastores que vêm da parte de Deus são dotados de inteligência e sabedoria. O que significa isso? Eles buscam discernimento dos Céus e os Céus se movem a favor deles. Querido, você sabe muita coisa, mas ainda precisa buscar muito a Deus para saber o que Ele quer lhe falar neste tempo, precisa buscar a inteligência e sabedoria. Deus nos usa quando o poder dEle está sendo manifestado em nós. A promessa é: “Eu lhes darei pastores, segundo o meu coração...” Como homens de Deus e líderes que somos, precisamos vencer as obras da carne e andar no espírito, pois o rebanho que estamos cuidando pertence ao Senhor. Daí a importância do nosso conteúdo ser de sabedoria e de inteligência para apascentar o rebanho do Bom Pastor. Jesus é o Pastor do rebanho. Esse rebanho tem destino seguro. Gosto da frase: Os céus são o nosso destino. A Terra é a nossa missão. Estamos em missão! E você tem convicção da missão que Deus confiou a você? Alguns recebem a missão de ser advogado, médico, engenheiro, enfermeiro, profissional liberal... todas essas missões possuem prazo de validade aqui na terra, mas são missões. Só que a missão aqui na Terra acaba, a missão de um Pastor resulta na eternidade. Começamos uma obra que nunca termina, é um ministério que merece honra. A Palavra diz que aquele que almeja o episcopado, excelente obra deseja. Então, eu vou desejar a obra do episcopado, porque é uma obra do Espírito na minha direção. E podemos lembrar da promessa do Senhor de que Ele daria Pastores segundo o coração dEle para apascentarem o rebanho com inteligência e sabedoria, como vimos nas devocionais anteriores. Então, não podemos ser Pastores segundo o coração de Deus, cheios de obras da carne. Como seremos partícipes da grande multiplicação cheios de mazelas? Não temos como multiplicar o rebanho assim. A alegria de qualquer Pastor é ver o rebanho em expansão. Quanto mais o rebanho cresce, mais o Pastor se alegra. Só que um Pastor mergulhado na obra da carne, perde essa alegria.

Deus tem um rebanho grande e confia que eu e você vamos cuidar das Suas ovelhas. Temos que guardar essa chamada de responsabilidade. Todo Pastor que cuida do rebanho com sabedoria e inteligência se torna líder de uma grande multiplicação. E essa multiplicação não está ligada a quantidade de pessoas apenas, mas às vidas que o Senhor confiou a você.

As pessoas que estão debaixo de um Pastor que vence as obras da carne, se tornam matrizes para uma grande multiplicação. Ovelha multiplica ovelha e Pastor cuida de ovelha e forma líderes e Pastores. E assim o rebanho se multiplica.

A missão do Pastor é a de proteger o rebanho, os discípulos, os Pastores, Bispos, Apóstolos. Acredite, em meio às dificuldades, ainda assim estamos vivendo um momento de oportunidades. E a pergunta é: O que você vai fazer com isso? Da minha parte, estou me organizando para ser um Pastor da inteligência e sabedoria, que vive no espírito e luta contra a carne. E você?

Visualizações: 454

Plano de Leitura Bíblica

18 Jan
Gênesis 31
Salmos 35
Mateus 20

19 Jan
Gênesis 32 e 33
Salmos 36
Mateus 21
20 Jan
Gênesis 34 e 35
Salmos 37
Mateus 22
21 Jan
Gênesis 36
Salmos 38
Mateus 23
22 Jan
Gênesis 37
Salmos 39 e 40
Mateus 24
23 Jan
Gênesis 38
Salmos 41 a 43
Mateus 25
24 Jan
Gênesis 39 e 40
Salmos 44
Mateus 26