Gratidão a Deus expressada nos louvores, nos testemunhos, nas mãos levantadas para o céu, nos joelhos dobrados....

Aquele que gerou, sustentou e fez grande entre as nações o Ministério Internacional da Restauração, recebeu a adoração do Seu povo.

Um vídeo com fotos e imagens antigas resgatou a história do MIR. Trinta anos resumidos em 8 minutos que emocionaram e trouxeram saudade aos discípulos. Muitos se viram na tela, ainda jovens. Uma viagem no tempo por uma trajetória que valeu a pena ser construída.

Nossa amiga, Ludmila Ferber

“Sopra Espírito de Deus, nesse lugar, com Seu poder e Sua graça vem avivar....” Ela chegou cantando assim e trazendo a glória do Senhor para a Igreja.

Adoração, quebrantamento, o louvor subiu e a glória desceu em um movimento lindo de Deus tocando a Sua Noiva.

Ludmila Ferber foi chamada por Larissa Terra Nova de “nossa amiga”. De fato, ela é uma amiga querida que faz parte da nossa história.

Ludmila falou sobre a luta que enfrenta contra um diagnóstico de câncer, emocionando e alimentando a fé de quem a ouvia. “Há 3 anos, não tem um diagnóstico humano para me curar de um câncer de pulmão com metástase para os ossos. Eu preciso falar, porque aqui não está alguém que foi curada por um laudo médico, ainda não, acabei de sair de uma quimioterapia. Mas quando a gente tem uma coisa chamada senso de destino, um chamado, isso é mais forte. Eu preciso falar dessa realidade paralela que eu vivo. Deus, literalmente, me tirou do diagnóstico e me colocou nessa realidade paralela, do sobrenatural. Eu não consigo nem explicar, eu nem consigo entender. Mas eu não quero entender, eu quero viver para Ele, porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas”.

Após essa declaração, Ludmila profetizou sobre o Mir: “Eu quero declarar sobre essa celebração que não é preciso olhar para as conquistas mais poderosas de trás, porque a glória da segunda casa será maior do que a da primeira!”.

Visualizações: 342