“E as eiras se encherão de trigo, e os lagares trasbordarão de mosto e de azeite. E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós. E comereis abundantemente e vos fartareis, e louvareis o nome do Senhor vosso Deus, que procedeu para convosco maravilhosamente; e o meu povo nunca mais será envergonhado. E vós sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o Senhor vosso Deus, e que não há outro; e o meu povo nunca mais será envergonhado.” (Joel 2:24-27)

Esse não é um tempo para nos enfraquecer. É um tempo difícil que Deus vai usar para nos fortalecer. Deus é conosco! Ele vai restituir os anos que foram consumidos pelo gafanhoto, cortador, migrador, destruidor, a praga e o pulgão. E a restituição será a 100 por um. A promessa é que comeremos abundantemente, nos fartaremos e louvaremos o nome do Senhor.

Os filhos de Deus não serão envergonhados. Essa é a herança do Senhor para aqueles que são chamados. Os servos jamais serão envergonhados! Essa verdade deve ser propagada aos quatros cantos. Porque Deus vai tirar o gafanhoto da sua rota! Isso é tão sério, que Ele ensina em Malaquias: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos.” (Malaquias 3:10,11) Ou seja, quando colocamos em ordem os dízimos e as ofertas, o Senhor repreende o gafanhoto. Mas, para que serve o gafanhoto? Para destruir, para comer a lavoura e a prosperidade dos que são infiéis. Existem gafanhotos gigantes no mundo invisível, no mundo da maldade, que querem comer suas finanças, sua saúde, sua prosperidade, seu rebanho, sua lavoura, o que você tem e o que você é.

Porém, Deus muda a sorte de todos aqueles que andam em fidelidade. Ele diz em Joel 2:27,28 assim: “E vós sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o Senhor vosso Deus, e que não há outro; e o meu povo nunca mais será envergonhado. E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.”


Um novo tempo vem pelo posicionamento

Você será muito abençoado! Sua casa será muito abençoada. Não será na medida que você pensa, será muito além do que você imagina a restituição que o Senhor tem preparado para a sua vida.

A promessa é de que sobre toda carne virá o Espírito. Deus está dizendo que a responsabilidade para imobilizar a ação do gafanhoto, das pragas, é do sacerdote que ora e chora no Altar. Então, depois, vem a bênção da transferência de riquezas e prosperidade.

“E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; e de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” (Atos 2:1-4)

Atos 2, tem o mesmo contexto de Joel, do mover do Espírito vindo sobre a Igreja. Todos que estavam naquele lugar foram cheios do Espírito Santo. Então, o Espírito Santo, quando vem enche a todos na medida disponível, e a glória de Deus é derramada nas vidas.

Quando o Senhor diz: “Eu vou lhes restituir!”, é uma palavra profética, de destino e de mudança. Nesse tempo de pandemia, virou pandemônio para algumas pessoas, que não souberam administrar o que estavam fazendo. O que aconteceu? Aconteceu que nós não fizemos uma estratégia. Porque o rei Davi, todas as vezes que acontecia algo, chegava com uma estratégia diante de Deus para que fosse endossada.

Em cima do próprio Deus que soprava, uma realidade tremenda, um poder sobrenatural de Deus. Então, todas as vezes que Israel passa por uma dificuldade, como passou pela dificuldade da praga, eles leem a Bíblia, a Palavra, as Sagradas Escrituras. Israel é um país e um estado judaico, não é movido pelas leis do parlamento, mas pela Torah. Em tudo, consultam a Bíblia. Se vão para uma guerra, alguma ação, consultam a Palavra.

Então, o mover do Espírito que vem sobre toda carne, envolverá a todos. Ninguém ficará de fora daquilo que Deus vai estar falando e ministrando. Por isso, nós, como sacerdotes, devemos ficar atentos, sempre sabendo que o Senhor está cuidando de nós e preparando essa transferência de riqueza e de prosperidade sobre a vida do Seu povo.

Visualizações: 1203

Plano de Leitura Bíblica

30 Nov
Ester 7 e 8
Obadias 1
Hebreus 3 a 5

01 Dez
Ester 9
Jonas 1
Hebreus 6 e 7
02 Dez
Jó 1 e 2
Jonas 2 e 3
Hebreus 8 e 9
03 Dez
Jó 3 e 4
Jonas 4
Hebreus 10
04 Dez
Jó 5
Miqueias 1
Hebreus 11
05 Dez
Jó 6 e 7
Miqueias 2
Hebreus 12
06 Dez
Jó 8
Miqueias 3 e 4
Hebreus 13