“Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim te aprouve. Todas as coisas me foram entregues por meu Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:25-30)

Estamos vivendo um tempo desafiador. Para uns, tem sido um tempo de crise. Para outros, mesmo em meio às preocupações, tem sido um tempo de descanso. E a Bíblia nos mostra, através do texto de Mateus, um convite específico, para um grupo de pessoas específicas: Todos os que estão cansados, sobrecarregados, que têm pesos sobre os ombros, que estão desesperados, desanimados. A estes, Jesus chama: “Vinde a mim!”. Não é fácil cumprir o Princípio do Descanso, de levar tudo ao Pai no corre-corre do mundo atual. Porém, tudo na vida tem um motivo e um objetivo. A Bíblia é um livro de direções e de princípios. É por isso que tudo que está escrito na Palavra tem um objetivo. “Tudo que foi escrito, para nosso ensino foi escrito.” (Romanos 15:4)

Deus quer que conheçamos Suas direções e Seus Princípios, pois um povo que tem conhecimento vive mais, como vimos no estudo passado.

O caráter do Pai é revelado aos filhos

E, a quem o Filho Se revelou, o caráter do Pai se revelou no mesmo nível. Quem conhece o Filho, conhece o Pai, pois os dois são um (João 14:7-11). Isso fala de essência e de conhecimento dos princípios de Deus.

O Filho veio revelar o caráter do Pai e todos nós devemos nos parecer com o Pai, com o Seu caráter. Deus não está procurando quem é o mais sábio ou quem tem os melhores discursos, Deus está procurando filhos para revelar o Seu caráter, essência e Princípios. Você que é filho de Deus tem o direito de receber do Filho, Jesus, a revelação do caráter do Pai no seu caráter e de viver segundo os Princípios de Deus.

Isso só é possível porque o Pai conhece o Filho e o Filho conhece o Pai, completamente. Onde está o princípio disso? No conhecimento da identidade. Eu tenho que conhecer aquele que me legitimou. Quando conhecemos a identidade um do outro, a verdade se manifesta.

O texto de João 8 diz: “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Não existirá libertação se não houver o conhecimento da verdade. O conhecimento é a vivência do Princípio. Muitas pessoas sabem que Jesus salva e liberta, mas não são salvas nem libertas. Por quê? Porque não aceitaram, não viveram o Princípio. Sabem a verdade, mas lhes falta o conhecimento, a ação, a mudança.

O Senhor tem nos dado conhecimento nestes dias e “Toda a terra será cheia do conhecimento do Senhor como as águas cobrem o mar.” (Isaías 11:9). Nós encheremos as praças, as ruas com pessoas sedentas de Deus para que o conhecimento as alcance e as liberte. Porém, até o conhecimento da verdade ser estabelecido em nosso caráter, viveremos uma guerra, porque a primeira coisa que olhamos é a circunstância. Mas, mesmo olhando para a circunstância, precisamos andar pelos Princípios de Deus que mudam circunstâncias.

Não estaríamos falando em princípios e conhecimento se não houvesse um porquê e um para quê. O objetivo de Deus com o conhecimento é trazer libertação. Deus não quer ninguém preso em cadeias de medo, enfermidades, problemas, angústias...

A Bíblia nos mostra um convite de libertação para que cadeias sejam quebradas. “Vinde a mim!”. Essa visão de privilégio, de reconhecer o Shabat como descanso, mostra os motivos de Jesus, o porquê dEle chamar aqueles que já conheceram o Filho: para lhes dar a libertação específica do cansaço e da opressão.

A opressão é um peso oriundo de algum fato ou alguma pessoa. Porém, Jesus o chama para desoprimi-lo, para ensinar-lhe o caminho do descanso, para ensinar-lhe a viver a Palavra, a tornar reais em sua vida os Princípios Bíblicos que você já conhece, mas que, às vezes, não vive.

Deus quer trazer alívio para sua alma. Se Deus o convida, é porque Ele pode dar o banquete. Creia que o convite é legítimo e a promessa também. O Senhor quer trazer alívio psicológico para você conseguir decidir, produzir e prosperar. Deus já decidiu isso, e se você decidir com Ele, haverá alívio e descanso para a sua alma.

O nosso jugo e a nossa carga são muito pesados. Mas, Jesus tem uma troca para fazer conosco. Ele toma nosso jugo pesado e nos dá um jugo suave; toma nossa carga pesada e nos dá uma carga leve. Só o Senhor Jesus faria uma troca dessas!

Entregue a sua causa nas mãos dAquele que sabe resolver, pois Ele tem o melhor. Você pode até dizer que já entregou, mas, então, por que está com este peso no coração? Entregue! A entrega não é com a razão humana, é pela fé, para os que confiam em Deus. O Senhor tem reservado para você o descanso e o alívio. Não hesite, atenda o convite do Mestre!

Visualizações: 986

Plano de Leitura Bíblica

25 Mai
Josué 11
Isaías 15
II Timóteo 1

26 Mai
Josué 12
Isaías 16
II Timóteo 2
27 Mai
Josué 13
Isaías 17 e 18
II Timóteo 3 e 4
28 Mai
Josué 14
Isaías 19
Tito 1 a 3
29 Mai
Josué 15
Isaías 20 e 21
Filemom 1
30 Mai
Josué 16
Isaías 22
Hebreus 1 e 2
31 Mai
Josué 17
Isaías 23
Hebreus 3 a 5