Foi mais um mergulho na Palavra de Deus e nas realidades dEle, dando continuidade à narrativa sobre a trajetória de Moisés, escolhido para preparar o caminho até à Terra Prometida.

O cenário dessa jornada foi o deserto, onde o povo ficou por 40 anos, mas deserto não é lugar de morada e sim de passagem. Os olhos que viram, os pés que pisaram e as bocas que provaram os frutos da terra da promessa. Fé versus incredulidade; os que enxergam destruição e os que veem um futuro poderoso para nossa Nação; os que se movem pelo que veem e os que se movem pelo que creem; os corações duros, mesmo provando do favor do Senhor. Foram algumas cenas que trouxeram muita reflexão.

Todos aprendemos muito também com a mensagem trazida pelas figuras de Josué e Calebe que, por terem acreditado, não só entraram, mas também herdaram a terra de Canaã, porque assim Deus decidiu. E, por fim, Moisés cumprindo a sua missão, apenas vendo a Terra, agradecendo ao Senhor por uma nação ter sido resgatada. O Ato Profético nos fez entender que ao longo da história de Seu povo, Deus levantou muitos preparadores de caminho, homens de fé como Abraão, José Moisés, Davi e tantos outros, até que finalmente Jesus, o próprio Caminho chegou.

Um vídeo com vários momentos da história do Congresso de Porto Seguro foi exibido para mostrar líderes que têm sido levantados para preparar o caminho de resgate e livrar toda uma geração da morte. Assim como Ele fez no passada, hoje fará maravilhas! “Ele é quem nos dá a vitória e nos faz atravessar o deserto para chegar a uma terra que mana leite e mel. Todo povo recebeu uma chamada, mas só aqueles que permaneceram alinhados chegaram. Não queremos que você morra no deserto, cremos que a Palavra de Deus vai encontrar você e cumprir o seu propósito. O bem sempre vai vencer, sempre triunfará, vamos nos apegar ao bem da Palavra para vencer todo o mal, para vivermos, nas nossas casas, essa realidade dos Atos de Deus”, declarou o Apóstolo Marcel Alexandre.

Visualizações: 135