A última noite de Congresso conectou os homens com o Trono do Pai através da adoração. Todos também oraram pelo Brasil e Israel.

O Apóstolo Elionaldo Costa falou com base 1 Coríntios 2:14 , ressaltando que os homens de Deus não são homens naturais. “O Senhor preparou algo nos céus para todos mas ainda existem cortinas. Todos nós podemos ter acesso, mas só os valentes conseguem entrar. Nada é pela força do nosso braço e sim pela força do Todo Poderoso. Só conseguiremos guardar a força e o poder se soubermos qual a nossa identidade em Jesus e não colocarmos a força em nós mesmos”.

Outra orientação foi para os homens terem a mente sacerdotal e não uma mente confusa. “Temos que manter o nosso testemunho santo, porém, mesmo atrás do púlpito, podem haver muitos mentirosos. O acesso está aberto, mas só entrarão aqueles que se fizerem presentes diante de Deus, os que têm o sacerdócio em dia. Está escrito que você vai vencer porque é forte e será revertido e colocado para além do véu. Jesus deu livre acesso, mas tem ressalvas, aqui é um preparativo, só passa quem tem autoridade!”.

Gênesis 1:29 embasou o ensino trazido pelo Apóstolo Gregório Menezes. Ele ressaltou que ideias erradas podem influenciar o homem a ser feminino, mas os homens nasceram para ter domínio e poder. “Confusões acontecem quando os homens não obedecem as instruções, não dominando na sua casa, não amam e respeitando a sua esposa. A palavra nos adverte que maldito é o homem que confia no homem e se afasta do seu Criador. Precisamos estar voltamos para aquele que nos criou. O homem de verdade sofre o prejuízo, mas não perde sua integridade, essa é a sua força. Alguns homens dizem que perdem o jogo, mas não perdem a oportunidade, mas aqui o jogo pode ser a sua família, o seu ministério. Entenda que a sua família e seu casamento são maiores que qualquer oportunidade que surja na sua frente”.

O Apóstolo Marcel Alexandre trouxe ensino através da história do rei Uzias, citada em 2 Crônicas 26. Disse que o homem deve ser forte e agradável a Deus para que ele o favoreça, mas o homem sendo forte, dominando e espalhando a sua fama, não pode esquecer da realidade espiritual que consolida as sua conquistas. Ninguém pense que com o que pode fazer pode impor qualquer coisa a Deus, pois a sua força vai até o limite que Ele estabelece. “Uzias exaltou o coração e cometeu uma transgressão, mas o resultado de uma conquista na força do homem pode ser anulado no poder do sacerdote. O sacerdote prima por pureza e conduta ilibara e isso reflete Deus, de quem somos imagem e semelhança. O poder pertence ao Senhor!”.

O hino da Proclamação da República foi executado e representantes do Projeto Tribo de Gade subiram ao Altar. O Apóstolo Wagner Pacheco explicou que esse projeto cívico militar, que nasceu no Rio Grande do Sul, está sendo trazido para o Mir e tem a missão de edificar uma nação forte ensinando disciplina, resgate de valores e princípios bíblicos em crianças e adolescente.

O Pastor Mikeson Cordeiro falou sobre os Dízimos e Ofertas encorajando os homens a cumprirem esses princípios obedecendo os comandos de Deus.

Visualizações: 387