Quando eu caminho no Brasil, oro para que Deus nos entregue esta geração para que possamos devolvê-la a Ele. Desde jovem, trabalho com adolescentes e jovens, e hoje, como um homem maduro, continuo trabalhando com jovens, só que cada vez mais com coração de pai. Como pai de dois filhos, cada vez mais entendo a importância das palavras e do abraço.

Vamos falar sobre alguns versículos de Atos 20 que revelam a história de Paulo com um jovem chamado Êutico.

“E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para partir o pão, Paulo, que havia de partir no dia seguinte, falava com eles; e prolongou a prática até à meia-noite.” (Atos 20:7)

Eu sei que estamos aqui porque nosso coração clama pela chamada que recebemos de Deus. E devemos perseverar porque a Nação só será alcançada se nos unirmos como equipe para conquistá-la. Paulo, antes de partir para sua próxima jornada, investiu tempo para líderes da Igreja local, e como tinha muita coisa para falar, ele se alongou. A Bíblia diz que ele se estendeu até meia-noite, como podemos constatar no restante do versículos.

“E havia muitas luzes no cenáculo onde estavam juntos.” (Atos 20:8). Tudo estava preparado no ambiente para chamar a atenção das pessoas. Contudo, chamar a atenção é importante, mas não é tudo. O versículo 9 diz: “E, estando um certo jovem, por nome Êutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto.” O que podemos ver é o que estamos fazendo hoje. Enquanto estamos ministrando para as pessoas e cuidando de detalhes que julgamos importantes, não entendemos que dentro da Igreja, e até mesmo dentro da nossa casa, pode ter alguém entrando em sono profundo. É só olharmos para as pessoas no celular e checando WhatsApp durante as programações ou conversas.

Vivemos em uma geração que está dormindo em um sono profundo. Preparamos a ministração, o ambiente, as luzes e não estamos vendo que pessoas e uma geração estão entrando em sono profundo, estão na janela que são as redes sociais, a pornografia... E a nossa responsabilidade não é nos tornarmos populares, mas protegermos os jovens, os filhos, uma geração.

Paulo, amado por aquele povo, pregava uma linda mensagem, mas não entendeu que, debaixo dos cuidados dele, alguém estava caindo em sono profundo. Leia novamente: “E, estando um certo jovem, por nome Êutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto.”

Êutico caiu do terceiro andar e foi levantado morto. Isso pode estar acontecendo conosco, dentro das Igrejas e de nossas casas. Muitos estão dormindo, entrando em sono profundo, não têm interesse no que estamos falando e, talvez, não tenham nem mais interesse em Deus.

Paulo, um homem poderoso, ao ver que o jovem havia caído, quebrou a tradição, saiu da pregação e tomou uma atitude linda. “Paulo, porém, descendo, inclinou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, que a sua alma nele está.” (Atos 20:10). O gesto de Paulo em nossos dias representa parar, tirar a gravata, sair do púlpito e ir atrás do jovem e do filho morto.

Fazemos parte de uma geração de adolescentes e jovens mortos no mundo físico, espiritual e emocional. Eu creio que o coração que Deus está procurando agora é o coração de pais que se levantem para sair dos púlpitos, das doutrinas, deixar as coisas pequenas para trás e fazer o que é mais importante. Porque você pode pregar, pregar, pregar e continuar pregando, mas não pode esquecer o mais importante, o toque, o abraço, a intimidade. É assim que o Espírito Santo de Deus se manifesta. As pessoas precisam ser olhadas no rosto. As pessoas precisam ser abraçadas. Ministério não é apenas as massas, mas alcançar uma pessoa, uma única pessoa.

Paulo era um homem estudado, que conhecia a história dos profetas e os milagres ocorridos na Palavra. Ele sabia que o rapaz estava morto e que as pessoas já estavam chorando e se lamentando, mas veio com uma palavra profética sobre o jovem. Saiu do natural e entrou no sobrenatural. Em meio ao caos, Paulo disse que Êutico ia viver. Você, como Paulo, precisa profetizar vida até ver o milagre acontecer na vida do seu filho.

Se o seu filho, criado na Igreja, perdeu o prazer de cultuar e deixou o Caminho, profetize sobre ele a vida de Deus. Paulo se aproximou daquele corpo morto, peito com peito, mão com mão, nariz com nariz, de igual pra igual. Você precisa descer, se deitar... Então, algumas vezes vai custar a sua reputação, contato que você se aproxime dessa geração até vê-la aquecida, entrando no sobrenatural. Essa atitude revela o coração de pai que você tem ou que não tem.

Visualizações: 1026