MINISTRAÇÕES
O Modelo de Jesus consolida a Visão
Sandro Nahmias
Foto: Maiko Mendonça   
Quanto mais ouvimos sobre consolidação, mais nos convencemos de que necessitamos ser consolidados.

Existem dois níveis de consolidação: a consolidação na alma e a consolidação no espírito. Os que são consolidados na alma nem sempre suportam as provas, nem sempre conseguem perseverar até a consolidação no espírito.

Na alma existem os que são consolidados no nível ‘manual’ e no nível ‘automático’.

Consolidados na alma, agindo no nível manual. Estes são como um carro que precisa trocar de marcha para andar. São os crentes movidos por recompensas. Enquanto há bênção, eles estão-se movendo. A cada recompensa, bênção, eles trocam de marcha, movem-se de acordo com as recompensas, são condicionados.

Mas as recompensas, não podem ser a motivação do coração daquele que é nascido de novo. Você não pode viver em função de recompensas. Mas os que são consolidados apenas na alma, vão para a Igreja, células, reuniões, apenas esperando bênçãos, movidos por interesses próprios. E aí, à medida, que o tempo vai passando, se outras bênçãos, se outras recompensas não chegam ao arraial, esfriam, e deixam a frequência, a participação.

Consolidados na alma, atuando no nível automático. Estes não precisam trocar de marcha, pois andam em um carro automático e não são tão necessitados de bênçãos para ‘estar na presença de Deus’. Porém, por viverem no automático, eles não experimentam, de verdade, das novidades de Deus. Eles oram, jejuam, leem a Bíblia, mas é como se não tivessem o entendimento correto e não têm mesmo; eles não têm essência.

Os automáticos são aqueles que não comemoram o Natal, não fazem algumas coisas erradas, mas não fazem não porque entenderam, mas porque se movem no automático, como todas as outras pessoas; fazem o que os outros fazem, apenas isso.

Deus tem mais para nós. Deus tem mais para o que é consolidado no manual e no automático. Há um Modelo de Consolidação correto para nós, o Modelo de Consolidação no espírito.

Muitos de nós, diante das dificuldades, e de tantas coisas que nos cercam, às vezes, até mesmo no dia mal, não queremos mais quer investir corretamente na consolidação no espírito. Vemos que os discípulos estão, aparentemente, ‘crescendo’, mas se o discipulador é enviado para outro estado ou outra nação, o discípulo se afasta do chamado. Era consolidado na alma e não no espírito.

A consolidação no espírito faz com que o discípulo entenda o Reino de Deus, a ponto de nada fazê-lo sair do Caminho. Por isso, líder, invista na vida dos discípulos na consolidação no espírito. Faça como eu. Quantas vezes eu fui a jogo de futebol, pescaria, mesmo sem querer, mas para estar com os discípulos e acompanhar o crescimento deles. Porque não adianta querer consolidar de longe, orar de longe. Não pense que a oração do final do culto, quando você está às pressas, porque têm que sair para ter um tempo de lazer em família, resolve. O que resolve é investimento de tempo. É você orar de joelhos não pelo discípulo, mas com o discípulo, ensinando-o como fazer e não apenas fazendo por ele.

Não queria um discípulo perfeito. Ele não existe. Ainda há muito a ser feito até o Messias voltar. Jesus consolidou os 12 no espírito, sendo Exemplo para eles. Jesus era Exemplo em tudo: no andar, renunciar, falar, ensinar, comportar-Se.

Como tem sido seu comportamento na sua casa? Como tem sido seu comportamento como discipulador? Você tem sido discipulador ou gerenciador de problemas? Você precisa investir tempo no discípulo para gerar nele consolidação no espírito.

Jesus sempre cuidou com tudo que fazia. As coisas não podem ser mecânicas, mas também não podem ser no automático. Não podemos liderar, discipular de qualquer jeito; o sobrenatural não é natural, mas espiritual.

Jesus consolidou no espírito através do sobrenatural. Onde estão os milagres na nossa vida, no nosso discipulado? Não podemos viver como experimentando os milagres em conta-gotas, Deus tem manancial de águas vivas. Ele tem mais, muito mais para nós.

Nosso discipulado tem que ter esta marca: MILAGRES. Precisamos crer que o ventre estéril pode gerar filhos, crer que o desenganado será curado, crer que o paralítico vai andar, crer que o cego vai enxergar... Ainda que você seja limitado na sua fé, como líder, você não pode deixar de emitir decretos proféticos.

Ver milagre é uma coisa, experimentar e receber milagre é outro nível. Para você receber o milagre tem que passar pelo dia mal. Se você for crente consolidado na alma, você não aguenta, não suporta o dia mal. Mas o crente consolidado no espírito sabe que o seu Redentor vive.

Seja dependente da glória de Deus. Seja movido no Espírito. E se cumprirá na sua vida: “E este sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e os curarão.” (Marcos 16:17,18)

O líder consolidado no espírito não deixará de ver o projeto de Deus consolidado. Com discernimento, não mais dependa da bênção, não ande no automático, no mecânico. Mas que você seja guiado e conduzido pelo Espírito Santo.

Que se estabeleça hoje a consolidação no espírito. E como um sinal profético venha a cura do Senhor sobre ventres que eram estéreis, para que gerem filhos. Porque filhos falam de multiplicação.

 

 
VISITANTES: 679861
PRINCIPAL
MATÉRIAS
ENTREVISTAS
MINISTRAÇÕES
MENSAGENS
GALERIAS DE FOTOS
 

Copyright © 2010 Ministério Internacional da Restauração. Expediente