MATÉRIAS
Edificados para formar as gerações
Ensinos e estratégias sobre conquistas das multidões foram o enfoque da manhã de Domingo 
Foto: Maiko Mendonça   
Alessandro Bandeira 

A manhã de Domingo (14) reuniu diversos ensinos sobre consolidação de equipes de M12 como estratégia para levantar as gerações. Ao todo, foram sete ministrações enfocando estratégias de conquistas de multidões, ensinadas pelos 12 dos Apóstolos Renê e Marita Terra Nova.  

A primeira ministração foi liderada pelo Pastor Elionaldo Costa, que destacou o papel do discipulador como responsável espiritual de levar o discípulo para o céu, independente das crises que está passando. 

“As crises as lutas, as guerras, não mais farão parte da nossa vida porque o poder de Deus está em nós e remove todo nível de crise que estamos vivendo. Somos promotores de paz, consolo e vida. Somos representantes de Deus. Temos que entender que as crises pelas quais os discípulos passam são as mesmas que passam o Pastor, Bispo e Apóstolo também.”  

No final, ele disse que a crise de qualquer natureza entra no coração do homem e o discipulador precisa entender isso. E ainda perguntou ao auditório: Como isso pode ser impedido? “Com a interferência e consolo do discipulador. Com aquele que sabe entender gente”. 

Com o tema “Levantando uma Geração Modelo através da Consolidação”, a Pastora líder da Rede de Crianças do MIR, Regina Vasconcelos, disse que Deus criou a todos com um propósito: para servi-lO e agradar o Seu coração. 

“Uma geração não se consolida com discurso, mas com uma vida no Altar do Senhor. Deus é claro e específico na Sua Palavra. Uma vida para consolidar uma geração tem que andar conforme a Palavra do Senhor”.  

Ela ainda ressaltou que liderar multidão tem alto preço para cumprir o chamado. “Conduzir uma geração não é brincadeira. É preciso lágrima, dor, mas se você sabe qual o propósito divino na sua vida, jamais abrirá mão daquilo para que Ele lhe comissionou”, concluiu.  

Com uma declaração impactante, o Apóstolo Anselmo Vasconcelos, deu início a terceira ministração da manhã: “Deus o capacitou para fazer discípulos. A ordem é para multiplicar a santidade que Ele implantou na sua vida. Frutificar, gerar filhos e multiplicar a essência que Deus colocou em você.” Essas palavras evidenciaram que gerar discípulos não é uma opção, é uma ordem divina.  

O Apóstolo retratou também que o Messias foi paciente, longânimo e jamais deixou de andar com os discípulos. “Jesus sabia quem eram todos. Os que eram dEle e os que não eram, mas mesmo assim não parou de discipulá-los. Jesus era um Líder presente na vida dos discípulos e intercedia por cada um deles.”  

Baseada no texto de Êxodo 3, a Pastora Dejanira Vieira enfocou o tema “Consolidando para a Multiplicação das Gerações”. A ministração enfatizou que o medo não pode estar no coração dos líderes, pois rouba o que Deus tem para realizar no presente e no futuro.  

“O medo começa a roubar o que Deus tem pra você no presente e no futuro e você não pode deixar que esse tipo de espírito maligno entre em seu coração”.  

A preletora relatou o exemplo de Moisés que tinha colocado dificuldades nos planos do Senhor, devido ao medo, e destacou que lugar de profeta jamais é na caverna. “Hoje eu quero dizer que Deus vai lhe libertar. Caverna não é lugar de profeta, lugar de profeta é nas ruas, é consolidando e ganhando vidas”.  

A Pastora Francilene Monteiro, a quinta palestrante desta manhã, ensinou que para alcançar uma multidão é necessário consolidar a Equipe de 12. E diferenciou o conceito de grupo e equipe. “Grupo tem a natureza individualista e essa mentalidade não pode estar em nosso meio. Ter a mentalidade de equipe é ter a visão e unção apostólica”.  

Ela alertou que é preciso ter cuidado com a motivação do coração, pois o que Deus quer é que o Seu Reino cresça. “Mesmo que uma Equipe de 12 tenha o foco de Cristo, ainda pode ter os olhos para as suas próprias conquistas. Precisamos amar o nosso irmão e ter a mentalidade de equipe. Se você quer ter uma equipe Power, saiba que a resposta vem de você mesmo, como líder. Qual é a motivação do seu coração?”, interrogou a Pastora.  

Logo após, o Apóstolo Monteiro finalizou o ciclo de ministrações dos 12 dos Apóstolos Terra Nova com o tema Consolidando o Modelo Bíblico para mudar a geografia. “Quantos querem mudar a sua geografia? Este é o tempo de firmar as estacas e alargar as tendas”. Declarações de formar uma equipe de êxito foram proferidas. 

O Apóstolo Renê  Terra Nova, no final, convocou os líderes e discípulos para orar pela conquista dos 12, momento no qual, antes de começar sua ministração, convocou a Igreja a adorar ao Senhor, acompanhada pelas canções do Pastor Gilmar Britto. 

Na ministração do Apóstolo Renê Terra Nova, foi ressaltado que estímulos podem fazer ministérios relevantes, alma pode fazer ministérios relevantes, mas o principal é que o Reino de Deus cresça e seja propagada a paz e a alegria do Senhor. “O Reino de Deus é paz e alegria no Espírito Santo. Não existe Consolidador Maior que Jesus.”

 

 
VISITANTES: 670957
PRINCIPAL
MATÉRIAS
ENTREVISTAS
MINISTRAÇÕES
MENSAGENS
GALERIAS DE FOTOS
 

Copyright © 2010 Ministério Internacional da Restauração. Expediente