MATÉRIAS
Consolidados pelo Espírito Santo
Unção e poder foram liberados para a Igreja que recebeu autoridade para vencer a carne, o mundo e o diabo
Foto: Maurício Nascimento   
Alessandro Bandeira

Igreja consolidada pelo Espírito de Deus. A noite de Sábado (13) trouxe à tona a veracidade da autoridade do Fruto do Espírito Santo. Com danças e louvores liderado, inicialmente, pelo Ministério Jovem Profeta, os congressistas levantaram adoração ao Rei e se preparam para receber ensinamentos para uma eficaz consolidação nas suas vidas.

Os anfitriões juvenis, Apóstolo Maurício e Bispa Rachel Castro, declararam as mais abundantes bênçãos para os presentes. Bispa Rachel enfatizou, com base no texto bíblico de Mateus 12, que cada cristão é um território de habitação do Espírito do Senhor, mas que se houver brechas facilitadas o maligno desfaz todos os planos de Yeshua. “Somos responsáveis para que a nossa casa jamais fique vazia. Você tem força para matar o urso”.

Apóstolo Renê Terra Nova convocou todos para entrar em batalha espiritual contra as hostes do mal que atuam em meio às festas carnavalescas, festas da carne, no país. Ao som da marcha, as pessoas com mãos levantadas oraram em línguas e declararam a falência da influência maligna.

Em clima de celebração, o Fruto Fiel foi apresentado pelos líderes juvenis, Apóstolo Mauricio e Bispa Rachel, Apóstolo Monteiro e Pastora Francilene Monteiro. Alegria e gratidão evidenciaram o momento. Em seguida, o Apóstolo Renê Terra Nova ministrou, com o enfoque no livro de Gálatas 5, que quando o Espírito Santo nos consolida, tornamo-nos fortes não pela carne, mas pelo presença do Espírito.

“Hoje Deus sinaliza poder na sua vida. Libere o grito de poder. Para que poder?
Para destruir as obras da carne”, declarou o Apóstolo que convocou a Igreja para mergulhar no poder do Senhor e ordenar a destruição da força do urso. Um tremendo mover de unção invadiu o Templo do MIR.

 

 
VISITANTES: 670162
PRINCIPAL
MATÉRIAS
ENTREVISTAS
MINISTRAÇÕES
MENSAGENS
GALERIAS DE FOTOS
 

Copyright © 2010 Ministério Internacional da Restauração. Expediente