Apóstolos Renê e Marita Terra Nova

 
Confira como foi o congresso de Consolidação no ano passado
 
 
 
 


Publicado: 21.02.2012
A Graça de Consolidar
Apóstola Ana Marita Terra Nova

“Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus.” (Romanos 15:7)

A Bíblia diz em Provérbios que aquele que ganha almas é sábio. E se somos sábios para ganhar, seremos sábios para consolidá-las.

A consolidação é uma graça que recebemos de Deus. O texto de Romanos 15:7 diz que devemos nos receber, consolidar uns aos outros, assim como Cristo nos recebeu, nos consolidou.

Cabe a nós a responsabilidade de manifestar essa graça da consolidação sobre as pessoas que Deus nos confiou. Somos os responsáveis por recebê-las no Reino, torná-las firmes e fortes, sustentando-as pelo poder do Evangelho.

As vidas não são sustentadas por nós, mas firmadas e sustentadas pelo poder do Evangelho de Cristo, afinal, todos nós gostamos de ser bem recebidos onde chegamos. Não há nada melhor do que chegar em um lugar e ser bem tratado. Em João 15:11, Jesus diz que os que são felizes são capazes de receber bem as pessoas. E nós temos a alegria do Senhor dentro de nós; é um gozo completo que precisa ser compartilhado com as vidas que estão chegando na Casa do Pai.

O texto de Romanos mostra que é possível receber as vidas em amor, como Cristo nos recebeu, amou, zelou e zela até hoje por nós. Essa é a graça, a vida, a alegria que nos é proposta pela consolidação.

E nesse processo lindo de consolidar, quero enfatizar duas atitudes muito nobres:

 

. Saber receber

Saber receber, saber consolidar está ligado ao dom da misericórdia. Todo consolidador precisa do dom da misericórdia, que é o mesmo que o ministério de socorro. O líder que sabe receber, sabe socorrer, sabe consolidar. E quem sabe socorrer ganha o respeito de Deus. Você pode observar como uma pessoa que é misericordiosa, parece que é mais abençoada por Deus.

Enquanto líderes constituídos por Deus, não podemos ser indiferentes diante de situações adversas e até mesmo vexatórias nas quais muitos dos nossos discípulos se encontram. Abra seu coração na direção do discípulo, porque ele conta com você como líder para ajudá-lo, assim como Jesus ajudava os discípulos, cuidando das vidas.

A indiferença do líder diante dos problemas dos discípulos revela o despreparo para consolidar, e a distância que estamos da ordem imposta por Jesus, que é o princípio que muda tudo: Cuide das vidas!

 

. Receber como Cristo nos recebeu

Receber como Cristo nos recebeu é um grande desafio! Se pararmos para analisar como Cristo nos recebeu, vamos ficar sem palavras e até mesmo envergonhados. Quantas vezes não recebemos as pessoas como elas merecem ou como elas precisam.

A Bíblia diz que nós O amamos, porque Ele nos amou primeiro. Se hoje estamos aptos a receber alguém através da consolidação, é tão-somente porque Ele nos recebeu primeiro, pagou a dívida que era nossa, rasgando a cédula que era contra nós.

Um dia fomos resgatados pelo sangue de Jesus. E como nós podemos deixar as vidas de qualquer forma, sem consolidação se Cristo nos recebeu de tal maneira que nos fez filhos de Deus e nos constituiu como sacerdotes do Seu Reino? A Bíblia diz “Aquele que vem a mim de maneira nenhuma lançarei fora.” Esse é um segredo que respalda nossa unção.

O que precisamos é ensinar as pessoas através do processo de consolidação, para que possam ir na direção de Deus, porque, na verdade, o próprio Cristo é a unção derramada em nós! E essa unção nos respalda e nos faz prosseguir para o alvo da soberana vocação.

O líder precisa estar convicto de que porque Cristo o recebeu, ele pode receber outros. E virá tanta unção de Deus, você será tão respaldado por CRISTO, que passará a receber as pessoas em outro nível.

Líder, você não será mais o mesmo. O Poder de Deus virá sobre você com conhecimento, sabedoria, os sete Espíritos do Senhor e tomará toda a sua vida, e a sua liderança receberá uma nova graça.

A consolidação para você não será um fardo, não será um jugo, mas será a gratidão do seu coração a Deus retratado as pessoas pelas quais Ele morreu. Se fomos alcançados é porque Deus resolveu nos consolidar através de Jesus e do Seu Espírito Santo. E hoje temos a mesma oportunidade para resgatar outros através da Boa Notícia, que se chama Evangelho.

Deus quer usar a nossa vida para resgatar os perdidos, em especial, nesta época, os foliões que estão perdidos. Eles terão no próximo ano um único caminho, a Casa do Senhor, a Igreja.

Se você entender quem você é em Deus, então estará preparado para receber as vidas que Ele tem para entregar em suas mãos. E creia, Deus vai lhe entregar uma multidão. E com essa multidão, Ele vai capacitar você, dando-lhe toda instrução para receber as vidas com essa graça legítima.

O Senhor vai instruí-lo, prepará-lo, adestrá-lo para saber cuidar da multidão.

 

Consolidação, um mandamento de Deus

O líder que não entende o que é ‘Saber receber’ e ‘Receber como Cristo nos recebeu’ tem a consolidação como uma carga terrível. Para ele, ter que cuidar de vidas não é privilégio, é apenas uma ordem, pois não possui a revelação da LEI DA RECOMPENSA.

Deus recompensa todos que estão ligados com Ele no Trono para ganhar vidas. Ele quer que saibamos receber na mesma graça com a qual Ele nos recebeu.

Quando recebemos com Graça, quando consolidamos com essa alegria, ultrapassando as neuroses das ordens impostas, do TEM QUE FAZER, passamos a compreender a consolidação como um mandamento dado por Deus e vivido por Jesus aqui na Terra.

Precisamos pedir a Deus que remova de nós tudo aquilo que é embaraço para consolidarmos. Somos líderes forjados pelo Senhor. Jesus habita em nós. Jesus é a prática da consolidação. Ele habitou entre nós, consolidou os discípulos e pagou um preço muito alto para que hoje possamos ser a expressão da Sua glória na Terra, consolidando as vidas, firmando-as no Reino.

Jesus deixou o Trono, a Sua glória, só por amor a nós. Somos o resultado do Seu amor por amor. Por isso, temos que vencer o pensamento de que consolidação é uma ordem. Vamos entender consolidação como mandamento, então seremos mais completos na chamada.

 

Consolidação, um ministério

Consolidar é um ministério. Consolidar é um ministério ligado à Pessoa do Espírito Santo. Para consolidar, necessitamos dos atributos do Espírito, do Fruto do Espírito sobre nós: amor, alegria, fé, fidelidade bondade, benignidade, paciência, longanimidade, mansidão, domínio próprio.

Sem os atributos do Espírito Santo de Deus em nossas vidas não há consolidação verdadeira. O ato de consolidar, de gerar conforto na vida do outro é uma ação do Espírito em nós.

Quando consolidamos, nós estamos declarando que o consolo do Espírito Santo vai estar tomando lugares na vida das pessoas, que nós não podemos alcançar.

 

Consolidação apostólica

Qual a diferença da consolidação apostólica para as demais consolidações? É que as outras utilizam estratégias, a consolidação apostólica utiliza os princípios ensinados por Jesus e pelos Apóstolos, todos pautados na doutrina bíblica.

O princípio de consolidar é instituído por Jesus. Paulo explica bem como isso deve acontecer no texto de Romanos: Receba Bem! O líder que não recebe bem, que não sabe ser anfitrião, não consegue consolidar uma vida, pelo contrário, machuca, amedronta e pode até mesmo destruir aqueles que vão na sua direção.

 

Não perca a graça na Consolidação

Quando perdemos a Graça, saímos do princípio estabelecido por Deus, e, no lugar de construir as vidas, destruímos; em vez de fortalecê-las, enfraquecemos.

Quantos líderes desconstruídos! Quantas pessoas feridas! Quantos estão impedidos de ser a geração da referência porque não receberam uma boa consolidação. Até foram consolidados, mas sem a graça de receber e de receber como Cristo nos recebeu. Como isso é sério!

Conhecemos líderes e discípulos que fizeram uma rota contrária ao que a Palavra ensina, no lugar de subir a cada dia de degrau em degrau, desceram. Caminhavam bem, estavam avançando, mas, de repente, perderam a graça, olharam para algo que não estavam autorizados e enfraqueceram a conquista. O resultado além da perda da graça foi que também perderam o direito de caminhar com saúde espiritual.

Líderes e discípulos que invertem o princípio, mais cedo ou mais tarde se associaram a catástrofes. Talvez não se deem conta, mas estão plantando semente para uma colheita de desgraça. Jamais podemos nos esquecer de que as vidas, por mais difíceis que sejam, se estão disponíveis ao tratamento, a graça e o favor de Deus os alcançará, e a alegria do Reino as libertará numa força sobrenatural, que é a força de Deus e não a força do nosso braço.

 

Devolvidos à Graça

Hoje Deus quer nos devolver à Graça. Quem quer ter a graça para tocar as vidas? Graça é Káries – Favor divino, um presente imerecido, uma salvação sem negociação. Ser e estar feliz apenas por servir!

Consolidação necessita de graça, como já tratamos aqui. A Bíblia diz que a graça é maior que a vida. Quem tem a graça para consolidar entendeu o princípio apostólico, como está escrito em Atos 2:37-47.

Quando somos devolvidos na graça, consolidamos com alegria. Não podemos ir na direção de alguém com tristeza, com espíritos contrários, amargurados, rancorosos. Precisamos entender que a graça de consolidar necessita de alegria – Kará – em grego – Ser Feliz. Rony, em hebraico.

Na consolidação, temos que dar um JUMP de alegria. É algo que vem de dentro para fora, é o entendimento de quanto vale uma vida. “ Alegria do Senhor é a nossa força!”

Consolidar tem Missão. Escutem! Ouçam! Jesus, quando foi assunto ao céu, disse que nos deixava outro Consolador! Jesus estava dizendo que deixava outro Consolidador, o Espírito Santo, que traria graça, alegria, vida, paz para ministrar a Missão da Igreja.

Jesus deu essa missão a duas classes específicas:

. Os mais de 500 líderes que estavam como testemunho, quando Ele era assunto ao Céu.

. Aos 12. Os 12estavam lá, eles eram a equipe que caminhava com Jesus, dizendo que a consolidação que era externa, agora passaria a ser interna. Jesus os havia consolidado com a presença, mas a partir daquele momento, consolidaria através do Espírito!

Isso significa que estaremos tomados pela graça. “A Minha graça te basta!” Quem tem a graça tem tudo, quem não possui a graça está devedor de muita coisa, pois a graça é maior pagadora de dívida da alma. A Graça é maior que a vida!

Essa graça nos levará a um futuro de esperança (Jeremias 29:11; 3:17-19).

Quem souber usar a ferramenta da consolidação no presente, será chamado Pai de Multidão no futuro. Ame e cuide das vidas! E que essa graça possua você abundantemente.

 
 
  » A Graça de Consolidar
  » Consolidação, a chamada para mostrar Jesus
  » Inteligência Emocional na Consolidação
  » As fases do discipulado
  » A consolidação pelo ensino
  » Consolidados na fé santíssima
  » Um líder consolidando 12 homens
  » O tempo e o propósito
  » Observando os mandamentos de Deus para uma boa consolidação
  » Fazendo discípulos para o Pai
  » Uma entrega de valor
  » Os 12 e o ensino apostólico para consolidar multidões
  » Os princípios do Discipulado
  » A Consolidação pela doutrina de Jesus
  » Ser consolidado para consolidar
  » Verdade, amor e conhecimento na Consolidação
  » Consolidação é uma chamada divina
  » Os 12 e o ensino apostólico para consolidar as multidões
  » Os objetivos da Consolidação
  » A Consolidação com propósito
  » Consolidação, a estratégia da conquista
  » O Ensino dos Apóstolos
  » Consolidação, a convocação das multidões
  » Os 12 e o Ensino Apostólico para Consolidar Multidões