“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (I Tessalonicenses 5:23)

Quando nos convertemos e aceitamos Jesus como o Senhor das nossas vidas, começamos um processo que requer cuidado diário: Nossa vida espiritual. Não obstante, é claro, do cuidado que devemos ter com nossa vida emocional e física.

Deus tem nos mostrado que todas as áreas devem ser tratadas e saradas para que vivamos os pressupostos do ministério onde estamos inseridos. Para isso, é necessário aprendermos 4 ações básicas para o cuidado da nossa vida espiritual, sem esquecermos que somos também alma e corpo.

Hoje vamos estudar mais duas ações que nos levarão a cuidar de forma correta da nossa vida espiritual:

3. Manter a santidade

Jesus orou pela santificação dos discípulos mostrando que é a verdade da Palavra que nos santifica. Você estará cuidado, guardado e protegido se viver em santidade. Sem santidade, toda a conquista que você tem pode ser perdida e as novas que viriam serão impedidas. Mergulhar na santidade e viver esse princípio como um estilo de vida é o melhor que podemos fazer por nós. Até porque a Bíblia diz que sem santidade ninguém verá a Deus. “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12:14)

Você precisa ser exemplo para que aqueles que ainda não conhecem o amor de Deus, possam vê-lo através da sua vida. Como Igreja, um dos nossos pedidos a Deus deve ser para que sejamos conhecidos não só pelo que conquistamos, mas, principalmente, pelo nível de santidade que há sobre nossas vidas.

Você pode estar se perguntando: “Como alcanço a santidade?”. Uma das primeiras coisas é orar para viver a Palavra. Se fôssemos medir a santidade, tomaríamos como base o nível da Palavra de Deus na nossa vida. Não há como falarmos sobre santidade e sermos acusados na próxima esquina. O nível de santidade é visto por aquilo que sai da nossa boca. A Bíblia diz que seremos julgados por aquilo que falamos. Você precisa aprender a refrear sua língua, ter domínio sobre o que fala, pois o homem que governa sua língua é perfeito, como descrito em Tiago 3:1-18 e Tito 2:8.

Se a Palavra de Deus estiver sempre na sua boca, você será santo em todo o seu procedimento. No dia a dia, a sua boca denuncia se você é ou não é tão santo quanto diz. Você estará cuidando verdadeiramente da sua vida espiritual quando viver em santidade.

4. Reivindicar a unidade

Unidade fala de mesma essência. Jesus era UM com os discípulos. O Senhor quer nos dar a bênção da essência, para que você seja um com a Igreja, na célula, com o discipulador. Enquanto não formos UM, não seremos nada.

Se você colocar um grão de feijão e um grão de farinha dentro de um saco de arroz e misturar, você os encontrará depois? Sim! Mesmo que demore muito tempo para achar. Mas, se pegar o grão de farinha e colocar dentro de um saco de farinha, você encontrará o mesmo grão? Não! Porque são a mesma essência. “É tudo farinha do mesmo saco”, como se diz.

Unidade é isso: Não importa de qual denominação você é, você “é farinha do mesmo saco”. O que Deus quer é que tenhamos a mesma essência.

Jesus orou pela unidade e esta oração não ficará sem resposta (João 17:21). Nossa vida espiritual é mais forte quando aprendemos a viver em unidade. Quando a Igreja tiver a mesma essência, nenhum obstáculo nos impedirá de conquistar nossos alvos.

Visualizações: 1534

Plano de Leitura Bíblica

14 Out
2 Crônicas 3 e 4
Ezequiel 40
João 6
15 Out
2 Crônicas 5 e 6
Ezequiel 41
João 7
16 Out
2 Crônicas 7
Ezequiel 42
João 8
17 Out
2 Crônicas 8
Ezequiel 43
João 9 e 10
18 Out
2 Crônicas 9
Ezequiel 44
João 11
19 Out
2 Crônicas 10 e 11
Ezequiel 45
João 12
20 Out
2 Crônicas 12 e 13
Ezequiel 46
João 13 e 14