“Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte.” (Apocalipse 2:10,11)

Somos tentados diariamente para quebrar os princípios mais nobres que alguém pode ter inseridos no seu caráter, como a FIDELIDADE.

Fidelidade

Fidelidade é o caráter de um líder e de um discípulo curados. Embora passamos por tantas lutas, não é novidade que alguns fiquem pelo meio do caminho. Já vimos vários níveis de infidelidade: Da celestial – “Lúcifer” à matrimonial – quando os juramentos de amor foram os mais convictos possíveis: “Até que a morte nos separe”. Em nada é diferente nos demais relacionamentos. Patrão e empregado, pais e filhos, discipulador e discípulo, Pastor e ovelha, Igreja e os fiéis... Onde existe um ser social há uma tentação de quebra de alianças, ou anulação de pactos de fidelidade. É uma guerra constante.

A fidelidade é uma decisão no caráter, e muitos são firmes, apesar de sabermos que nem todos são os que permanecem fiéis. Mas há uma diretriz bíblica para nós que nos ensina a olharmos para Jesus, nosso Modelo Maior. “Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus. E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. Tu, pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra. E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente. O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos. Considera o que digo, e o Senhor te dê entendimento em tudo. Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, ressuscitou dentre os mortos, segundo o meu evangelho; por isso sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa. Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna. Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele, também com ele viveremos; se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará; se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.” (II Timóteo 2:1-13)

Os testes da FIDELIDADE

Os testes serão constantes, insistentes e muitas vezes cruéis, mas o DNA da fidelidade está na maioria dos que caminham ao nosso redor; isso se forem nascidos de novo e mantiverem as características da nova natureza. Às vezes, criamos estereótipos com aqueles que nos cercam, com uma desconfiança em enormidade, porque fomos apunhalados por alguns. Mas a vida continua... É importante saber que ainda existe gente confiável ao nosso lado. Não pare de investir por decepção, nem seja anulado de acreditar por ter ficado com a alma ferida. Continue investindo, vale a pena. Existe gente que é fiel e pronto, são pessoas que estão resolvidas em seguir pela proposta de fidelidade e cumprir a chamada que receberam do Pai. Mas, os nossos medos e traumas geram desconfianças desnecessárias, são traumas agregados no currículo da jornada que nos fazem pensar que todos são iguais, e não são.

Muitas pessoas ficam feridas, chateadas, decepcionadas, desistidas na caminhada, mas não revelam caráter de infidelidade, e vai chegar o tempo de se recuperarem, se assim se permitirem. Claro que existe a classe do HIMENEU e FILETO, que tentam macular nossa credibilidade, mas outros tantos se mantêm firmes. Veja: “Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade. E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto. Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns. Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade. Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra.” (II Timóteo 2:16-21)

Alguns, mal caminham conosco e já revelam a natureza que possuem. A serpente não pode negar seu veneno, é da sua natureza; assim como uma pomba não pode fazer guerra, é da sua natureza ter paz; um bode não pode fingir ser ovelha, é sua essência; uma ovelha não pode fingir ser um cão, está no seu DNA. Porém, o milagre da transformação é verdade. Nós temos inúmeros conceitos, somos pessoas programadas, somos a resposta dos nossos traumas, por isso uma neuromodulação fará bem para nossa alma e edificará nosso espírito. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:1,2)

Não pare sua conquista por causa de um trauma. Continue firme no propósito, esteja com os olhos fitos no Autor e Consumador da sua fé. Não vale a pela manter um infiel na sua mente, segurando sua memória, nem deixar que suas conquistas sejam comprometidas porque alguns não souberam qual o seu lugar na colheita. Às vezes, nos sentimos frustrados e decepcionados, não crendo que uma oportunidade nova vai nos alcançar; coisas de humanos. Mas existem possibilidades novas e situações poderosas que estão surgindo e que Deus, na Sua infinita graça, poderá reverter toda e qualquer situação de dor em abundante alegria. Mantenha sua mente saudável no princípio, insista no conteúdo de fidelidade que você possui, passe nos testes que lhe são solicitados e desfrute a vida abundante que o Senhor tem preparado para os fiéis, com uma simples receita. “Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade.” (II Timóteo 2:14-16)

Continua...

Visualizações: 2479

Plano de Leitura Bíblica

14 Out
2 Crônicas 3 e 4
Ezequiel 40
João 6
15 Out
2 Crônicas 5 e 6
Ezequiel 41
João 7
16 Out
2 Crônicas 7
Ezequiel 42
João 8
17 Out
2 Crônicas 8
Ezequiel 43
João 9 e 10
18 Out
2 Crônicas 9
Ezequiel 44
João 11
19 Out
2 Crônicas 10 e 11
Ezequiel 45
João 12
20 Out
2 Crônicas 12 e 13
Ezequiel 46
João 13 e 14