“E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.” (Deuteronômio 6:6,7)

Estamos em um novo ano que recebemos de Deus e temos declarado que vamos viver Novos Começos. Essa declaração é por fé no que acreditamos que vai acontecer. Por outro lado, vivemos um tempo no qual travamos a maior de todas as guerras, a guerra na família. E só tem graça viver Novos Começos se essa verdade envolver, também, a nossa casa. Por isso, nosso padrão de vida tem que ser pautado pelos princípios da Palavra, visto que nossa chamada no Reino é ser inegociável, principalmente no que é concernente à nossa fé.

Na parte final deste estudo, vamos aprender mais duas atitudes que devem ser tomadas para termos êxito na família:

6. Agir com santidade
“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12:14)

Muitos só atentam para a primeira parte do versículo, que é seguir em paz, e esquecem de observar que sem santificação ninguém verá a Deus. Não adianta afirmar viver em santidade, discursar sobre ela, mas, na prática, deixar a desejar. Tais atitudes mostram que realmente o deus deste século cegou o entendimento de alguns. E quando isso acontece, a Bíblia tem um nome: incrédulos, como está escrito em II Coríntios.

Nós, que temos Jesus no coração, temos que ser diferentes e agir em santidade. Isso implica em todo o nosso procedimento. Ou seja, em tudo precisamos ser santos. Afinal, quem nasceu de novo recebe uma mente renovada e transformada pela Palavra de Deus.

No Reino de Deus não há meio termo. Ou somos, ou não somos. Não servimos a Deus pela metade, pois Ele mesmo diz que a Sua glória não é dividida. Logo, ou somos santos ou não somos. E quem é santo não diz que é e age contrário à santidade.

Agir em santidade é não compactuar com os erros, argumentos e pecados. Não podemos aceitar o imoral como moral, o profano como santo, a mentira como verdade. Pecado é pecado, tem nome, e o pecador precisa ser confrontado para haver mudança.

Cristãos são descendentes de Cristo, e têm que ser santos em toda a sua maneira de viver. “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver.” (I Pedro 1:15). Se temos a mente de Cristo e somos cidadãos dos Céus, nossas ações têm que ser em santidade.

Infelizmente, temos visto muito pecado no seio da família e da Igreja. Quem deveria ser exemplo nas atitudes tem sido vergonha. Meu Deus, onde vamos parar? Se a chamada é santidade, vamos viver e agir em santidade. Isso é ter uma vida com inteligência emocional e que vence conceitos destrutivos.

7. Ser Igreja de Cristo

Ser Igreja de Cristo, entender que somos templos do Espírito Santo, é o nosso dever. Somente sob esse entendimento viveremos a plenitude do que o Pai tem para nós e nos levantaremos com ousadia contra os fundamentos da sociedade pós-moderna.

Fazemos parte do Reino de Deus e não temos parte com o reinado do anticristo. Somos discípulos de Jesus e não cederemos aos prazeres desse mundo que insiste em nos seduzir para vivermos fora dos padrões estabelecidos pela Palavra e que garantem vitória para a família.

Não erraremos o caminho que nos está proposto. Nossa missão é muito linda! A nossa família viverá os Novos Começos que Deus tem para ela. Somos comissionados a levar milhares de milhares a Cristo, não pelo que falamos, mas pelo que vivemos, e isso só faz sentido se nossa família estiver ao nosso lado, nos apoiando e sendo parte no que estamos realizando na obra do Senhor.

As pessoas precisam ver que somos a Igreja de Cristo na Terra. As pessoas precisam ver que mais que falar de Jesus, vivemos esse Jesus porque Ele habita dentro de nós. Vamos construir o Reino de Deus por onde formos, a partir das nossas famílias consolidadas no amor do Pai, pois somos profetas usados por Deus para revelar o que está escondido àqueles que ainda não caminham nos mesmos passos que nós.

Levaremos salvação, libertação, cura, restauração, tomaremos a posição que nos é devida e avançaremos. Veremos o resultado da vida de Deus na nossa vida, na nossa família, na nossa casa e formaremos outros com a mentalidade de Cristo, que terão prazer em viver a Palavra de Deus e se alegrarão em ir à Casa do Senhor.

A Igreja de Cristo precisa reagir! Apocalipse diz que devemos guardar a coroa da nossa Salvação, isso significa que se não vigiarmos, podemos colocar em risco a Salvação. Contudo, nosso alvo é o Céu, nossa chamada é para vivermos em plena comunhão, com abundância de vida. E isso começa na nossa casa, no nosso lar.

Visualizações: 1745

Plano de Leitura Bíblica

15 Jul
1 Samuel 29 e 30
Jeremias 5
Mateus 16
16 Jul
1 Samuel 31
Jeremias 6
Mateus 17
17 Jul
2 Samuel 1
Jeremias 7
Mateus 18
18 Jul
2 Samuel 2
Jeremias 8
Mateus 19
19 Jul
2 Samuel 3
Jeremias 9
Mateus 20
20 Jul
2 Samuel 4 e 5
Jeremias 10
Mateus 21
21 Jul
2 Samuel 6
Jeremias 11
Mateus 22