“E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.”  (Deuteronômio 6:6,7)

Estamos em um novo ano que recebemos de Deus e temos declarado que vamos viver Novos Começos. Essa declaração é por fé no que acreditamos que vai acontecer. Por outro lado, vivemos um tempo no qual travamos a maior de todas as guerras, a guerra na família. E só tem graça viver Novos Começos se essa verdade envolver, também, a nossa casa. Por isso, nosso padrão de vida tem que ser pautado pelos princípios da Palavra, visto que nossa chamada no Reino é ser inegociável, principalmente no que é concernente à nossa fé. Para isso, continuaremos aprendendo algumas atitudes que devem ser tomadas para termos êxito na família, como:

3. Bloquear o mal
“Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.” (Efésios 6:16)

A Bíblia diz que com o escudo da fé podemos vencer todos os dardos inflamados do maligno. As maiores setas que enfrentamos não são físicas, mas emocionais. Durante o dia, se não estivermos atentos, milhares de situações surgem colocando dúvidas no coração para gerar incredulidade. Não é fácil!

Creio que quanto mais atingidos, mais incertezas, mais dúvidas, mais fundamentos contrários se levantam para remover da nossa mente as certezas da Palavra de Deus e do quanto ela é verdadeira e se cumprirá, quer acreditemos ou não.

Se dúvidas e incertezas permeiam a mente, a fé deixa de existir para dar lugar à incredulidade. Esse é o mal do século que precisa ser bloqueado na nossa mente, caso contrário, passamos a ver como normal o que é anormal, de acordo com os princípios cristãos.

Precisamos bloquear o mal para não misturarmos o santo com o profano, visto que o Reino de Deus é inegociável. Se não estivermos atentos, nos afastamos de Deus e nem percebemos. Aos poucos, perdemos o prazer de buscar ao Senhor na intimidade, como a Palavra diz que deve ser.

4. Ser agentes de mudança
“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.” (I Pedro 2:9,10)

Não vivemos nesta geração por acaso. Não servimos a Deus como peças de enfeite, apesar de embelezarmos o Seu Reino. Deus quer nos usar como agentes de mudança. E isso precisa começar pela nossa casa, pela nossa família – que é a nossa célula principal.

Ser agentes de mudança é tão somente viver a Palavra de Deus com todas as orientações que ela tem para nós, primeiramente dentro do nosso lar. Não é apenas o mundo que precisa ver que nossa proposta é diferente, mas a nossa família também. Nossos filhos têm que ver que apesar das perseguições contra a nossa fé, não vivemos uma religião, vivemos a Redenção.

Somos chamados de nação eleita, povo de propriedade exclusiva de Deus, o que nos faz sacerdócio real. Somos tudo que a Bíblia diz que somos e mostramos essa verdade às pessoas através da nossa vida, com inteligência emocional, deixando claro que não somos um povo manipulado pela mídia e que não aceitamos seus conceitos e valores, ainda que tenhamos de conviver com eles, muitas vezes.

5. Viver os princípios
“E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.” (Deuteronômio 6:6,7)

Ninguém consegue viver Novos Começos se não for um agente de mudança e se não viver pelos princípios. No mundo de hoje, quando o homem vale mais pelo que tem do que pelo que é, de acordo com o capitalismo, temos que mostrar que somos a expressão da glória de Deus e vivemos para servir um Deus vivo.

Nosso Deus é um Deus Justo e Fiel, que compensa e recompensa os que vivem sem negociar o que têm de mais precioso na Terra, a Salvação. Tudo que construímos pelos princípios permanece de pé, mas quem não vive por eles, está fadado à ruína.

Viver os princípios fala de não se deixar persuadir pelas construções de raciocínio que vão de encontro à Palavra de Deus e não ser enganado por este mundo que jaz no maligno. Antes, precisamos deixar que o poder de Deus, que em nós opera, flua de nossas vidas para transformar a vida de outros, principalmente a vida das pessoas mais importantes, que são as que compõem a nossa família.

Continua...

Visualizações: 1211

Plano de Leitura Bíblica

18 Fev
Êxodo 29
Salmos 85 e 86
Marcos 14
19 Fev
Êxodo 30
Salmos 87 e 88
Marcos 15 e 16
20 Fev
Êxodo 31 e 32
Salmos 89
I Coríntios 1 e 2
21 Fev
Êxodo 33 e 34
Salmos 90 e 91
I Coríntios 3
22 Fev
Êxodo 35
Salmos 92 e 93
I Coríntios 4 e 5
23 Fev
Êxodo 36
Salmos 94 e 95
I Coríntios 6
24 Fev
Êxodo 37
Salmos 96 a 99
I Coríntios 7