“E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.” (Deuteronômio 6:6,7)

Estamos em um novo ano que recebemos de Deus e temos declarado que vamos viver Novos Começos. Essa declaração é por fé no que acreditamos que vai acontecer. Do outro lado, vivemos um tempo no qual travamos a maior de todas as guerras, a guerra na família. E só tem graça viver Novos Começos se essa verdade envolver, também, a nossa casa.

Bem, nós temos, ao longo do tempo, construído, de forma favorável para Deus, uma mente que se submete aos princípios da Sua Palavra. E eu sei, que para muitos, parece que isso não tem sido suficiente, visto que a guerra na família tem se intensificado dia após dia. A verdade é que se somos vencidos, é porque fomos atingidos pela arma do inferno que quer roubar o propósito de Deus na nossa vida, gerando conflitos e demolindo os princípios sagrados.

O mundo tem suas atrações e benefícios. Não há mal nenhum em nos sentirmos atraídos por algumas coisas, como a tecnologia, por exemplo, e até nos beneficiarmos do que ela nos propõe. A questão consiste no fato de que ao mesmo tempo em que somos beneficiados pelas facilidades do século, também temos que aprender a vencer alguns comportamentos e propostas para demolir os princípios da família. Afinal, a Bíblia diz que: “E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te.” Mas, o que temos visto é que parece que em algumas famílias isso não tem acontecido e, por isso, tudo parece estar de pernas para o ar.

Como vencer para viver o que nos está proposto

A resposta óbvia é: Pelas verdades da Palavra de Deus. Precisamos estar atentos para não sermos engodados em alguns laços que o mundo nos oferece, alguns que até mesmo, estão cegando o entendimento não apenas dos incrédulos, mas até dos filhos de Deus. II Coríntios 4:4 tem um alerta para nós: “... nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do Evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.”

Não somos produtos do meio! Sabemos exatamente de onde viemos, onde estamos e para onde voltaremos. Não nos tornaremos o que o mundo quer que sejamos. Não cederemos ao padrão que a mídia tem introduzido através do humanismo, que tem ocupado um espaço cada vez maior. Dessa forma, a célula principal, a família, será extirpada. Exatamente como vemos hoje. Todas as lutas por ‘liberdade’, nada mais são do que lutas para atingir a família.

A verdade é que hoje a doutrina cristã guerreia para se manter de pé em meio a uma sociedade pervertida e perdida em conceitos e valores errados. E, infelizmente, por causa do testemunho de alguns líderes, o Evangelho ficou desacreditado. Precisamos, com urgência, nos levantar, firmados na Palavra de Deus, e com inteligência emocional, para não cairmos nas astutas ciladas do inimigo. Afinal, nosso padrão de vida tem que ser pautado pelos princípios da Palavra. Nossa chamada no Reino é ser inegociável, principalmente no que é concernente à nossa fé. Para isso algumas atitudes devem ser tomadas, como:

1. Estar vigilantes
“Vigiai e orai...” (Mateus 26:41)

É verdade que precisamos ser crentes de oração, mas antes de orar a Bíblia nos manda vigiar. Porque muitos oram e não vigiam, caem em pecado ou vivem desorganizadamente, fora do padrão das promessas bíblicas.

Por falta de vigilância, cristãos têm se perdido nos benefícios da tecnologia e caminhado por rotas duvidosas. Isso tem feito com que se distanciem da Palavra e deleitem-se nas Redes Sociais. Ali se prendem e se perdem se não tiverem maturidade suficiente para gerenciar tantas situações... O resultado é uma vida que perde o crédito e deixa de viver o Reino dentro da proposta da chamada bíblica.

2. Exercer o sacerdócio
“E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.” (Gênesis 1:27,28)

Percebo que os pensamentos inseridos hoje através da mídia têm como alvo principal destruir a família na sua essência, no projeto de Deus. Sei que isso é impossível, visto que os planos de Deus são eternos, mas não podemos negar o quanto a família tem sido enfraquecida pelos modelos do mundo.

Se fizermos uma reflexão sobre o modelo de família bíblica e o modelo de família atual, concluímos quão longe estamos do que Deus quer para nós verdadeiramente. O respeito foi perdido e a relação entre pais e filhos ficou estremecida. Porque quando o sacerdócio não é exercido, o espírito deste século causa interferência no lar.

Quando dentro de uma casa o sacerdócio é exercido corretamente, o diabo pode até tentar, mas não consegue fazer visitação na família. Dessa forma, o casamento se mantém firmado na Rocha, Jesus, e os filhos são conservados como colunas lavradas na Casa do Senhor.

Continua...

Visualizações: 1771

Plano de Leitura Bíblica

18 Fev
Êxodo 29
Salmos 85 e 86
Marcos 14
19 Fev
Êxodo 30
Salmos 87 e 88
Marcos 15 e 16
20 Fev
Êxodo 31 e 32
Salmos 89
I Coríntios 1 e 2
21 Fev
Êxodo 33 e 34
Salmos 90 e 91
I Coríntios 3
22 Fev
Êxodo 35
Salmos 92 e 93
I Coríntios 4 e 5
23 Fev
Êxodo 36
Salmos 94 e 95
I Coríntios 6
24 Fev
Êxodo 37
Salmos 96 a 99
I Coríntios 7