Sabemos que Jesus tinha os Seus 12 discípulos e que eles se tornaram homens com os quais o Mestre sabia que podia contar. E também sabemos que mesmo sem nos aprofundarmos muito no assunto dos 12, havia três, entre eles, que sempre estavam mais próximos a Jesus.

Na semana passada falamos de Pedro, Tiago e João e nesta semana, vamos dar destaque a alguns fatos sobre esses Apóstolos que os Evangelhos destacam e que são honrados nas Escrituras. Eles não foram honrados simplesmente porque Jesus gostava mais deles, ou porque os achou mais bonitos. Há algo mais profundo na história de vida deles, no compromisso, no envolvimento, no comprometimento com a obra, no entender a visão e saber o que o Mestre queria fazer mesmo nas limitações deles.

Estes três homens: Pedro, Tiago e João, não estavam indiferentes! Eles caminhavam baseados em uma palavra muito interessante citada no livro de Provérbios: “Vês um homem que é diligente em sua obra? Perante reis será colocado e não entre a plebe.” (Provérbios 22:29). Literalmente, eles foram colocados entre o Rei por causa da diligência, do trabalho, do empenho, do esforço, do ver a obra e as coisas acontecendo. Há muitos discípulos que para agirem precisamos estar empurrando o tempo inteiro, talvez na Equipe de Jesus também tivessem uns assim, mas eles se destacavam em tudo.

Com que discípulo você pode contar?

O discípulo com o qual você pode contar é aquele que você marca a reunião e ele está presente, e ainda que tenha níveis de dificuldade, você sabe que pode contar com ele. Alguns acham que as promoções e as preferências chegam de graça, mas isso não é verdade.

Nenhum atleta chega ao pódio e recebe medalhas e aplausos do mundo inteiro por mero acaso. Ele acorda bem cedo e começa os seus treinos, gastando horas que ninguém viu e que ninguém sabe. Às vezes, estamos assim no Reino de Deus. Queremos subir, chegar ao pódio e ao poder, mas será que estamos preparados para ouvir de Jesus: “... Podeis vós beber o cálice que eu hei de beber, e ser batizados com o batismo com que eu sou batizado? Dizem-lhe eles: Podemos.” (Mateus 20:22). Com certeza, Tiago e João nem sabiam o que estavam respondendo ao Mestre.

Muitas vezes, queremos o púlpito, mas não queremos beber o cálice do compromisso, do envolvimento e da fé. Não queremos ser como Pedro que, quando viu Jesus andando por sobre as águas, disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.” (Mateus 14:28). Não temos coragem de agir em fé e fazer acontecer.

A chave que Deus está querendo nos dar está em Mateus 5:48, que diz: “Sede, pois, perfeitos como é perfeito vosso Pai que está nos céus”. Essa perfeição fala de maturidade. Deus está nos dizendo neste novo nível que estamos caminhando, se não buscarmos a maturidade, se nos esquecermos dos ensinamentos básicos ministrados no Sermão do Monte, se pensarmos que estamos lá no topo e nos esquecermos do início da caminhada, Ele nos fará retornar ao princípio.

Peça ao Senhor maturidade no seu discipulado. Ser maduro fala de decisão, de optar por ter uma vida de santidade, em viver uma vida segundo os padrões de Deus ainda que o nosso ego não queira. Claro que não se trata de fazer uma pré-seleção de pessoas. Jesus orou antes de escolher os 12, mas a forma de convidá-los era simples, e todos os homens escolhidos precisavam ser trabalhados, porque não existe discípulo pronto; todos precisam ser cuidados e preparados. Foi assim com Jesus e será assim conosco.

Cuide de Pedro, Tiago e João

Temos visto muitos discipuladores que não estão cuidando de Pedro, Tiago e João que Deus os entregou. Jesus preferia esses homens, porque eles davam resposta, davam resultados. É este tipo de discípulo que preferimos: Aquele que vemos dando resposta nas Células e nos 12.

Jesus não preferiu os três 12 por acaso. Na verdade, eles preferiram Jesus e se envolveram com a obra. Os que se envolvem são aqueles que têm compromisso, com quem sabemos que podemos contar. Assim acontece na Célula, na relação discipulador e discípulos, é muito fácil saber quais são os que se envolvem. Portanto, não seja aquele que, apesar de estar presente, não se envolve, não estabelece contato, permanecendo alheio e indiferente. A indiferença é fruto de situações não resolvidas, de quando olhamos mais para o homem do que para Deus. E, por isso, apesar da proximidade do discipulador, preferimos não estar tão próximos. Somos um dos 12, mas não nos esforçamos para ser mais que 12; não nos empenhamos em mostrar que nosso Pastor ou líder pode contar conosco.

Os discípulos de Jesus não foram escolhidos por acaso, e uma característica que se via em todos eles é que eram líderes. Possuíam defeitos, mas estavam ali, envolviam-se, queriam frutificar e não lutavam apenas por seus interesses. E em meio a uma situação na qual Tiago e João apresentaram sede de poder, Jesus os ensinou: “Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve. Pois qual é maior: quem está à mesa, ou quem serve? Porventura não é quem está à mesa? Eu, porém, entre vós sou como aquele que serve.” (Lucas 22:26-27). Tanto a ganância (querer tudo só para si), quanto a apatia (não fazer nada porque os outros já fizeram), são igualmente nocivas em uma equipe.

Em uma equipe, não deve existir o egoísmo e o individualismo, mas sim o interesse comum e o bem geral. Querer conquistar é saudável, mas não às custas da destruição dos irmãos. Algumas pessoas são mais atentas que outras, mas nem por isso podem pisar nas que não o são. O líder não pode fazer o seu reino crescer colocando o reino do seu irmão para baixo.

Se quisermos fazer parte do quadro de honra do nosso Pastor e líder, devemos ser fiéis, envolver-nos, comprometer-nos, e, certamente, alcançaremos um resultado satisfatório. Jesus percebeu que Tiago e João tinham essa dificuldade, mas investiu neles, e eles se envolveram e deram excelentes resultados. O mesmo pode acontecer com você.

Visualizações: 785

Plano de Leitura Bíblica

19 Ago
1 Reis 14
Jeremias 40
Marcos 14
20 Ago
1 Reis 15
Jeremias 41
Marcos 15
21 Ago
1 Reis 16
Jeremias 42
Marcos 16
22 Ago
1 Reis 17
Jeremias 43
1 Coríntios 1 e 2
23 Ago
1 Reis 18
Jeremias 44
1 Coríntios 3
24 Ago
1 Reis 19
Jeremias 45 e 46
1 Coríntios 4 e 5
25 Ago
1 Reis 20
Jeremias 47
1 Coríntios 6