“Preparai a guerra, suscitai os valentes. Cheguem-se todos os homens de guerra, subam eles todos.” (Joel 3:9)

O homem de Deus deve ser um valente conquistador. E para isso, tem que treinar a sua capacidade de depender do Senhor em tudo, permitindo que a sua alma seja próspera. A Bíblia diz que assim como pensa o homem, assim é a sua alma (Provérbios 23:7).

Gideão tinha um exército numeroso, mas não foi a maioria que venceu o adversário, foram vencedores apenas os valentes, os que creram e obedeceram. Se a maioria tivesse acreditado em Gideão ele conquistaria muito mais, porém o Senhor ungiu 300 valentes que conquistaram poderosamente os midianitas.

“Disse ainda o Senhor a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam a água vos livrarei, e entregarei os midianitas na tua mão; mas, quanto ao resto do povo, volte cada um ao seu lugar.” (Juízes 7:7)

Davi também tinha os seus valentes em sua equipe: homens de guerra, adestrados para tomar cidades e fortalezas (I Crônicas 11:10-12). Hoje Deus convoca os Seus valentes, não mais para uma guerra física, pois a nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra principados e potestades, contra as hostes espirituais da maldade deste mundo tenebroso (Efésios 6:12).

Valentes Conquistadores têm, no mínimo, duas características fundamentais:

1. Caráter Irrepreensível

Para alguém ter um bom caráter, não precisa necessariamente ser crente. Existem muitas pessoas que não são crentes, mas têm uma vida digna, desempenham com excelência sua função no lar, são amigas, honram seus compromissos, cumprem com suas obrigações sociais etc.

Porém, não são crentes! Nelas detectamos um comportamento de pessoas sadiamente instruídas. São valentes seculares aos quais Deus, por ser justo, derrama bênçãos, pois elas guardam princípios. “Porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.” (Mateus 5:45)
Se você é um filho de Deus, obrigatoriamente deve ter um caráter irrepreensível, uma vida de modelo e de testemunho, uma conduta da qual nem homens nem o adversário da sua alma tenham como acusá-lo.

“A noite é passada, e o dia é chegado; rejeitemos, pois, das obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia: não em glutonarias e bebedeiras, não em orgias e dissoluções, não em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo; e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.” (Romanos 13:12-14)

Nascemos de novo, temos hoje, dentro de nós, a natureza de Deus. “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (II Coríntios 5:17)Devemos ser exemplo e refletir a imagem de Deus em nossas vidas.

É de suma importância que cada discípulo da Igreja de Jesus esteja consciente do seu papel, e viva como um verdadeiro homem de Deus, sabendo que, para mantermo-nos íntegros, apenas duas coisas nos ajudarão: Uma boa formação de conduta ética e o temor do Senhor em nosso coração. “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria.” (Provérbios 9:10)

2. Viver em Santidade

A Bíblia nos instrui: “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12:14). Sabemos que só podemos ser santos se tivermos, de fato, nascido de novo, recebendo a natureza do Pai. “Como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento.” (I Pedro 1:15)

A santidade nos dá maior convicção de que não somos mais deste mundo; estamos aqui, mas não somos daqui (João 17:16). Porém, o que nos levará a uma consciência mais profunda, como um valente de Deus, é a viva compreensão de que somos um vaso de santidade e honra. “Se, pois, alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e útil ao Senhor, preparado para toda boa obra.” (II Timóteo 2:21)

Nós estamos vivendo um momento ímpar de conquistarmos um território, e faremos isso sem nos contaminarmos com o banquete de Nabucodonosor (Daniel 1:8). Deus escreverá a sentença contra o adversário e nós estaremos vivendo a vitória.

“Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus; e o que de mim ouviste de muitas testemunhas, transmite-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. Sofre comigo como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado em serviço se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.” (II Timóteo 2:1-4)

A nossa conquista, como valentes de Deus, somente acontecerá se preservamos a santidade. Duas coisas nos levarão à santidade: A primeira é submetermo-nos às promessas de Deus e à Sua Palavra, vivendo por ela. “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.” (João 17:17)

A segunda é: Obedecermos para prosperar. “Ouvi-me ó Judá e vós moradores de Jerusalém! Crede no Senhor, e estareis seguros; crede nos profetas e prosperareis.” (II Crônicas 20:20). Assim é o valente de Deus: submete-se à Palavra e é completamente firmado nela.

Continuar...

Visualizações: 146

Plano de Leitura Bíblica

14 Jan
Gênesis 25 e 26
Salmos 31
Mateus 16
15 Jan
Gênesis 27
Salmos 32
Mateus 17
16 Jan
Gênesis 28 e 29
Salmos 33
Mateus 18
17 Jan
Gênesis 30
Salmos 34
Mateus 19
18 Jan
Gênesis 31
Salmos 35
Mateus 20
19 Jan
Gênesis 32 e 33
Salmos 36
Mateus 21
20 Jan
Gênesis 34 e 35
Salmos 37
Mateus 22