A segunda noite do Congresso Internacional fortaleceu a temática da edição 2019: "Novos Começos. Focando na Multiplicação dos Discípulos". As ministrações expuseram os objetivos de Deus para a vida de cada líder e discípulo que compreendeu os caminhos da colheita celular.

O Presidente da Embaixada Cristã Nacional em Jerusalém, Jurgen Buehler, ministrou com base nos desafios de sacrifícios dos personagens como Jó e Paulo, afirmando que não existe vitória, sem batalhas.

"Todas as transformações na Bíblia começaram com um sofrimento. Deus nos permite passar por sacrifícios para nos tornarmos um líder melhor. Você que espera novos começos, vai passar por sacrifícios. Mas saiba que o Senhor diz que tudo isso ocorre para que possamos tornar um líder melhor e consolar o nosso povo".

"Somos a Visão Celular". Em sua palavra, o Apóstolo Renê Terra nova ressaltou, com base em Hebreus 10:23, que Deus está interessado em provocar o avivamento em na Igreja. Ele reforçou o propósito de que líderes e discípulos fazem parte da essência da Visão no M12.

"Muitos de nós vivemos apenas uma fantasia.Mas a nossa vocação é a multidão. Quando Deus fez a promessa, fique firme na promessa que Ele fez. Você será um multiplicador. Seu tempo chegou".

Multiplicação no Discípulo - "Todos nós somos uma resposta do sacrifício da Cruz do calvário". Foi com base nessa rehma que o Apóstolo Gilvan Santos explicou que a Igreja é um projeto divino para multiplicar. "Cada um de nós somos um projeto para ganhar almas e famílias. Somos resposta do sacrifício de Jesus e, por isso, somos o milagre para multiplicação nesta Terra".

"Multiplicando discípulos através das células". Esse foi o tema abordado pelo Apóstolo Gean Muniz nesta noite. Ele explicou que, entre os propósitos para trazer o crescimento, são necessários: Trazer a multiplicação para dentro de nós; Ser alcançado pela inteligência que Deus nos deu; Entender que toda multiplicação tem que ser celebrada.

Visualizações: 610