A sociedade vive uma grande inversão de valores, ou seja, uma transformação de não saber o que é certo ou errado, positivo ou negativo, moral ou imoral. As pessoas não mais reconhecem seus princípios, crenças e valores dentro de si.

É público e notório, em dias atuais, que virou moda não apenas a inversão de valores, mas também o “politicamente correto”, resultando em um personagem social, que posso também denominá-lo IDIOTA ÚTIL, por constatação fatal de comprometimento social. Estão idiotizando em alto nível a nossa sociedade.

O adjetivo “politicamente correto” é usado para descrever a evitação de linguagem ou ações que são vistas como excludentes, que marginalizam ou insultam grupos de pessoas que são vistos como desfavorecidos ou discriminados, especialmente grupos definidos por sexo ou raça.

Isso porque na falta de uma análise em laboratórios sérios, onde a ciência é fator decisivo, o laboratório do SUPREMO achismo decidiu pela SUPREMA DITADURA SOCIAL GAY imposta como SUPREMA RAÇA. Essa foi a decisão vergonhosa tomada pelo nosso constrangedor Supremo Tribunal FEDERAL - STF que decidiu nesta semana, 13 de Junho, que a preferência comportamental sexual gay merece tratamento privilegiado social, diferenciado e superior.
Para isso, o aturdido e decrépito tribunal acabou transformando – por instrumento achista e arroubo juridiquês – homossexualidade em raça, fator esse desprovido de qualquer dado científico, baseado apenas por uma SUPREMA DITADURA JURÍDICA no vergonhoso game Judiciário X Legislativo brasileiro.

O respeito à Constituição e ao princípio da harmonia entre os poderes estabelecia que o Supremo não deveria legislar, ou seja, decidir pelo Congresso, mas sim esperá-lo.

Outra questão gira em torno da falta de dados concretos por conta dos apresentados para defender a criminalização da homofobia: os dados são sempre controversos e suscitam dúvidas, principalmente interpretativas. Desta forma, não se poderia legitimar o pedido apresentado por não refletir uma realidade cristalinamente demonstrada, isto é, tratam-se de dados nebulosos apresentados por quem entende ter um suposto direito.

Resta-nos imaginarmos nas palavras e sentimentos do nosso Deputado Federal Sóstenes Cavalcante (DEM/RJ):

“O STF aprovou, por 8 a 3, a criminalização da homofobia. Isso é uma vergonha! Na verdade, isso é um atentado à democracia, porque Ministro do STF não é legislador. E mais, qualquer aluno de direito sabe o que é o princípio da legalidade, sabe que o Poder Judiciário não faz leis, muito menos em matéria penal! O STF hoje extrapolou todos os limites da racionalidade e do bom direito. Esses oito ministros que votaram a favor dessa aberração deveriam deixar a toga, procurar se candidatar num partido político, pedir voto e virar legislador. Literalmente, abusaram do poder da caneta do STF. É uma vergonha, uma usurpação da competência do legislativo. O STF não está aí para legislar o que fizeram hoje. É vergonhoso, tem meu repúdio e terá sempre. Agora, tem muita gente preocupada, muitos evangélicos perguntando se vão ser presos. Eu quero dizer que nós evangélicos fomos forjados ao longo da história da igreja cristã a pagar qualquer preço. Ainda não saiu a Súmula, vamos aguardar, deve sair esses dias. Estou aqui como cristão para dizer que se o STF fez isso para amordaçar os cristãos, o STF pode arrumar cadeia à vontade, porque o primeiro que vai para a cadeia sou eu, e tenho certeza que um exército de pessoas que continuam acreditando na fé conforme a Bíblia: homossexualismo é e continuará sendo pecado. Quem quiser praticá-lo, somos livres, estamos num Estado Democrático de Direito. E outra: nenhum cristão incentiva a violência, agressão física ou assassinato de qualquer pessoa, muito menos por sua opção sexual. Isso é uma balela! Esses oito Ministros do STF entraram na falácia do Movimento LGBT para atingir um dos pilares mais caros da democracia, que é a liberdade de expressão e a liberdade religiosa. Povo de Deus, vamos continuar unidos, firmes. Nós temos convicção. A Frente Evangélica está trabalhando numa série de medidas legais, legislativas e jurídicas, e pode continuar mantendo a sua fé, a sua crença e a sua liberdade de expressão intacta. Por enquanto, isso aqui ainda é democracia, nós acreditamos nisso, só quem não sabe disso são esses oito ministros do STF que parecem que estão vivendo em outro planeta, mas nós temos convicção de que estão todas as nossas garantias ainda asseguradas. Se tiver que pagar o preço, estamos dispostos, mas vamos lutar até o final. Deus abençoe o Brasil e, assim como a esquerda levou 16 anos para colocar esses vermelhinhos lá no STF, nós vamos levar alguns anos, mas eles serão varridos do STF. Serão colocados amantes do bom direito e que não façam da toga viés ideológico como esses ministros fizeram. Deus abençoe o Brasil”.

Como cristãos, a nossa melhor doutrina é e sempre será a Palavra de Deus, que nos ensina no livro de Romanos, capítulo 1, versículos 18 a 32: “Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; estando cheios de toda a iniquidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.”

Somos o povo de Deus! Temos convicção e continuaremos exercendo nossa liberdade de expressão e nossa liberdade religiosa neste país abençoado, cujo Deus é o Senhor.

Que Deus abençoe o Brasil!

Marcel Alexandre
Líder Cristão e Líder Político

Visualizações: 264