A última noite da Connect Conference foi marcada por momentos muitos especiais.

O louvor e adoração da Connect Worship trouxe o Céu para a Terra, em uma conexão poderosa do natural com o sobrenatural e do físico com o espiritual.

Karol Brandão, líder dos voluntários da Fonte falou sobre a seriedade que é servir na Casa do Senhor e reforçou que a unidade da Igreja consiste nos dois principais mandamentos ensinados por Jesus: “Amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo”.

Uma peça teatral retratou como muitos começam a servir com o coração voluntário e disposto no Reino de Deus, mas no decorrer da caminhada se deixam corromper em busca de poder e de cargos. E ainda mostrou a frustração de ocupar um lugar que não é seu e chegar no topo e não encontrar o Senhor lá. A canção de David Quinlan, especificamente o trecho que diz: “Estou voltando à essência da adoração. E a essência és Tu, a essência és Tu, Jesus. Ó, me perdoa pelo que eu fiz dela. Quando a essência és Tu, a essência és Tu, Jesus”.

Em seguida, o Pastor Marcelo Matos compartilhou a sua experiência de servir no MIR desde a sua juventude, como Pastor da Rede Juvenil, e expressou que acredita que o Connect é um projeto que vai promover ainda mais a unidade no Corpo de Cristo.

A ministração principal foi do Pastor Hélcio Maia. Muito emocionado ele disse que hoje um grande milagre aconteceu: A unidade de três Redes na mesma noite, exatamente a proposta do Connect. E em um dos pontos fortes da ministração, falou: “Não podemos usar as pessoas como escadas para subir. Pessoas não são trampolins, são vidas importantes para Deus. Não ensinamos sobre voluntariado usando as pessoas como escadas, mas sendo a escada para que elas possam andar o caminho que o Senhor tem para elas”.

No ano de Novos Começos, a conexão da unidade está sendo redesenhada no MIR.

Visualizações: 181