Começa hoje a Festa das Luzes, anunciando um tempo de milagres sobre a sua vida!A celebração de Hanuká faz parte do calendário das Festas Bíblicas e, por isso, também integra o calendário de celebrações do MIR. É com muita honra e alegria que, todos os anos, nos juntamos ao povo de Israel para um tempo de confraternização, alegria e geração de milagres.

A nossa Igreja já está ornamentada com vários hanukiás, um candelabro de nove pontas que é um dos principais símbolos dessa festividade e, nesse período, deve ficar aceso, nas casas e nos Templos, para relembrar um grande milagre realizado por Deus em favor do Seu povo e que ficou marcado na história de Israel.

Esse Deus, que operou grandes feitos no passado, é o mesmo que realiza até hoje, através de Jesus, o nosso Salvador, maravilhas na vida daqueles que creem.

A origem de Hanuká

Essa festa representa a gratidão dos judeus a Deus em uma das muitas ocasiões em que o Senhor agiu com poder e bondade manifestando milagres.

A origem é antiga, faz referência ao século II a.C. quando a Terra Santa foi governada pelos selêucidos (gregos sírios), que queriam obrigar os habitantes de Judá a mudarem a sua fé no Deus de Israel pela prática da cultura pagã grega. Foi proibida a circuncisão, a observância dos sábados, das festas e outros costumes judaicos. Os sacrifícios diários no Templo Sagrado também não eram mais permitidos e o Altar foi profanado com uma imagem do deus do Olimpo - Zeus – e com sacrifício de porco (animal imundo) no altar do holocausto.

Mas, um pequeno grupo de judeus fiéis, liderados por Judah Macabeu, derrotou o exército, expulsou os gregos, recuperou e purificou o Templo Sagrado em Jerusalém e rededicou-o ao Senhor.

Na hora de iluminar a Menorá do Templo (o candelabro de sete ramificações), havia uma única crosta de azeite que havia escapado da contaminação pelos gregos. E essa pouca quantidade de óleo, milagrosamente, foi suficiente para manter as luzes acesas não por apenas algumas horas, mas por oito dias.

Para agradecer e celebrar, os judeus criaram a festa de Hanuká, que dura oito dias, o mesmo tempo em que as luzes ficaram acesas no Templo.

Também é por isso que, conforme a tradição judaica, um candelabro deve ficar aceso durante os dias de celebração.

Você e sua família também estão sendo convidados a celebrar e viver Hanuká. Prepara-se para agradecer a Deus pelo milagre da Salvação, por Yeshua ser a nossa Menorá e por recebermos do Senhor o óleo sacerdotal para mantermos nossa Menorá constantemente acesa.

Hanuká é uma palavra hebraica que significa consagração ou dedicação e é conhecida entre o povo judeu como Festa das Luzes, um acontecimento tão importante que, como a Bíblia relata em João 10:22, até Yeshua participou dele.

O maior símbolo de Hanuká é o candelabro de nove pontas – a Hanukía, que possui oito velas e uma vela central, mais alta que as outras, chamada de Shamásh (servo), com a qual todas as oito velas são acessas, uma a cada dia.

Feliz Festa das Luzes! Hag Sameah! Feliz Hanuká!

Visualizações: 650

Plano de Leitura Bíblica

10 Dez
Jó 12
Naum 1 e 2
Tiago 5
11 Dez
Jó 13
Naum 3
I Pedro 1
12 Dez
Jó 14
Habacuque 1
I Pedro 2
13 Dez
Jó 15
Habacuque 2
I Pedro 3 a 5
14 Dez
Jó 16 e 17
Habacuque 3
II Pedro 1 e 2
15 Dez
Jó 18 e 19
Sofonias 1
II Pedro 3
16 Dez
Jó 20
Sofonias 2
I João 1 e 2