“Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.” (Mateus 24:38-42)

“Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens. E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe. E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos. Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois. Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor. E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles. Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles. E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e el. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos. Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste; e, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado. Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.” (Mateus 25:14-30)

A entrada no Céu não é em multidão, nem de 12 em 12, é individual, por isso você deve buscar viver na Terra uma vida aprovada para o Céu. Pare de dar voltas no mundo, pare de visitar o mundo e decida viver em santidade. Consequentemente, você amadurecerá, sua linguagem mudará e tudo será transformado ao seu redor.

Uma vida que vive para Deus começa a perder o prazer nas coisas do mundo. Quanto mais você cresce em intimidade, mais algumas coisas ganham sentido e outras vão perdendo o valor. Isso acontece porque você vai mudando sua forma de pensar, agir, sentir, e, assim, vai se aproximando cada vez mais do Pai e do seu alvo, que é o Céu.

VENÇA AS MURMURAÇÕES

No início da sua vida espiritual, é comum não entender muito bem algumas coisas, e muitas vezes querer buscar todas as explicações com o discipulador. Só que nem sempre ele está disponível, pelo menos não 24 horas por dia. Com certeza, acontecerão situações nas quais você precisará falar com ele, mas ele não poderá falar com você. Você precisará que ele retorne a ligação, mas ele vai demorar a retornar...

Qual será sua forma de reagir? É nessa hora que você saberá se está crescendo em maturidade ou se ainda tem muito do mundo em você. Por que? Ora, uma pessoa que vive com o mundo dentro de si, vai reclamar e murmurar com muita facilidade. Mas, alguém que não vive só para si, pensa que se o discipulador não ligou ou não falou com você pelo fato de estar passando uma situação difícil, ou estar no trabalho com aquele chefe que é incompreensível.

Então, pare de viver dando confiança às enfermidades do passado. Não cultue as feridas de outrora, comece a entrar no mundo espiritual e agradecer a Deus porque você já foi alcançado. Vença as murmurações!

É TEMPO DE AMADURECER

Você precisa amadurecer! Quando, no mundo, você quis ir para a imoralidade, para a boate e se envolver com o pecado, não pediu autorização de ninguém, inclusive não pediu liberação do discipulador; você foi com suas próprias pernas. Agora, essas mesmas pernas precisam aprender o caminho da Igreja, da santidade, de ler Bíblia, de buscar a Deus, de orar às 6h da manhã. Chega de meninices!

Deixe de fazer rotas fora dos padrões de Deus, que sabotam a vida de Deus no seu caráter, justificando a carnalidade e jogando a responsabilidade do seu pecado para o líder ou até mesmo para outras pessoas. Você é o único responsável pelos seus atos. Foi você quem decidiu pecar e não se respeitar.

Aprenda a cuidar da sua vida espiritual, pois ninguém vai para o Céu em penca, mas de forma individual. Isso é viver de forma aprovada para ir morar no Céu. Não existe lotação no elevador para o Céu. É de um por um! Só entra quem é lavado e redimido pelo sangue do Cordeiro e viveu o padrão de santidade da Palavra. No dia do arrebatamento, um vai e outro fica.

O DIA DO SENHOR É PARA TODOS, MAS DE FORMA INDIVIDUAL

Tenha a consciência de que no dia em que Deus chamar você, a prestação de contas é individual. Muitas pessoas podem morrer ao mesmo tempo, mas a prestação de contas é individual. Por isso é importante você ter um pacto de santidade com o Senhor e deixar de visitar o mundo, alimentar-se dele, fortalecer a carne e enfraquecer o espírito.

Quem planta na carne, da carne colherá corrupção. “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” (Gálatas 6:8). Não adianta viver a semana inteira na carne e, no Domingo, no Culto, querer resultado de santidade. Não adianta chorar no Altar diante de Deus se você dá gargalhadas na presença do inimigo.

Quem se alimenta do mundo terá resultado do mundo. É como uma mulher que come prato de pedreiro e quer ter corpinho de modelo. As realidades são paralelas. Alguém que se enche de comida não tem como ser esbelto. É incoerência!

Visualizações: 1314

Plano de Leitura Bíblica

21 Mai
Josué 7
Isaías 11
2 Tessalon. 3
22 Mai
Josué 8
Isaías 12
1 Timóteo 1 a 3
23 Mai
Josué 9
Isaías 13
1 Timóteo 4 e 5
24 Mai
Josué 10
Isaías 14
1 Timóteo 6
25 Mai
Josué 11
Isaías 15
2 Timóteo 1
26 Mai
Josué 12
Isaías 16
2 Timóteo 2
27 Mai
Josué 13
Isaías 17 e 18
2 Timóteo 3 e 4