“Ninguém põe remendo de pano novo em vestido velho; porque semelhante remendo tira parte do vestido, e faz-se maior a rotura. Nem se deita vinho novo em odres velhos; do contrário se rebentam, derrama-se o vinho, e os odres se perdem; mas deita-se vinho novo em odres novos, e assim ambos se conservam.”(Mateus 9:14-17)

A fidelidade do discípulo depende da aliança que o líder tem com Deus. Você pode ser, teoricamente, fiel a Deus, mas, na prática, infiel. Quem é infiel a Deus na prática, é infiel com qualquer pessoa. Não existe a possibilidade de ser fiel a Deus e não ser fiel às pessoas, principalmente, ao cônjuge. Muitas vezes dizemos para Deus que somos fiéis, mas não conseguimos esconder do nosso discipulador que somos infiéis.

Na teoria, é muito fácil o discípulo se autoproclamar fiel, mas a prática tem que mostrar o testemunho da fidelidade. Muitas vezes, proclamamos que oramos, jejuamos, mas não temos sido fiéis. Jesus quer nos ensinar a rota correta da fidelidade.

A Bíblia requer que o discípulo seja fiel ao discipulador. Quando você vir um discípulo migrando de um lado para o outro, é porque ele não tem caráter de fidelidade. Você pode discordar disso e dizer que essa afirmação não procede por causa do discipulador que está sobre ele, que o líder é uma pessoa muito difícil, etc. Mas saiba algo: fidelidade independe de relacionamento e sentimentos.

João Batista era um homem rude, de deserto, que não ouvir a voz de seu pai durante os nove meses em que estava sendo gerado, pois seu pai ficou mudo no período da gestação de Isabel (Lucas 1:20). João era um homem duro, que chamava de raça de víboras os fariseus e saduceus. Imagine que, mesmo sendo dessa forma, ele tinha discípulos. E mesmo quando preso, alguns discípulos não o abandonaram. Isso significa que o discipulado tem como marca a característica de fidelidade.

Precisamos entender que não é porque o líder é difícil, ou porque tem algumas dificuldades, que vamos romper nossa aliança com ele. Precisamos ser fiéis ao nosso discipulador. Recebemos ensino de discipulado e temos orado para que a santidade de Deus nos marque em todas as áreas para que sejamos alcançados na função da liderança, rompendo e trabalhando pelo Reino, como conquistadores de excelência.

Para isso, é preciso entender que nenhum discipulador ou discípulo responde de igual modo ao que recebe. Todos recebem a mesma doutrina, mas têm respostas diferentes, porque as pessoas são diferentes. É só você olhar para os seus pais. Seu pai ou sua mãe não são perfeitos, mas você não aceita que alguém fale mal deles. Por mais difícil que seja um pai ou mãe, não há como negar a filiação. Assim é o discipulador. Nenhum deles é perfeito, todos têm dificuldades, mas desejam levar os discípulos a crescerem em Cristo.

PRECISAMOS DE DISCIPULADO

Nós precisamos de discipulado, de amizade, de alguém que ande conosco. O povo de Deus precisa de acompanhamento, de amigos, de irmãos, de homens e mulheres fiéis que não abrem mão do discipulador nem dos discípulos, que fazem uma aliança até Jesus voltar.

Estamos em processo de tratamento. Tanto o discipulador será lixado pelo discípulo, quanto o discípulo será lixado pelo discipulador. A relação do discipulado é esta: uma lixa passando em outra, sem perder as nuances de autoridade. O discipulador sempre é o discipulador. Quando Deus levanta um discipulador, ele não levanta um discipulador pronto; Ele levanta um discipulador e pronto! No processo de discipulado, Deus vai capacitando.

O discipulado fiel é aquele em que encontramos o discipulador e os discípulos testemunhando a fidelidade; eles não são técnicos e teóricos na fidelidade, são práticos. Jesus não condenou os discípulos de João quando estes Lhe perguntaram sobre o jejum. Mas o Mestre lhes falou de coisas que eles não conheciam.

Jesus era o pano novo que não podia ser retalhado. Ele não veio para remendar as coisas, para fazer uma colcha de retalhos; Ele veio para trazer vestes novas, por inteiro. É Jesus quem nos dá vestes novas. É Ele quem nos veste do novo homem. O Senhor não pega nossas vestes velhas, vestes de deserto, vestes cheias de costumes errados e faz remendos. Ele troca toda a nossa veste.

Esta é a função do discipulado: levar vestes novas para as pessoas. Vamos receber pessoas nas células que vão querer remendar as coisas. Alguns têm muita dificuldade em andar na Visão Celular, porque querem fazer remendos. Arranque essa natureza velha e você terá êxito no seu ministério. Deus não tem remendo para ninguém, Ele tem roupa nova para dar a todos que desejam e precisam.

Podemos até colocar remendo novo em cima do velho. Aparentemente, tudo vai parecer novo, mas por dentro estará tudo velho. O Senhor nos ensinou que fazer discípulos é ensiná-los a vestirem roupa nova. Deus não mistura as coisas: ou é novo ou é velho.

Remova da sua alma as coisas velhas. Pare de estar remendando! Jesus não aceita remendo novo em pano velho, porque Ele é Senhor suficiente para mantê-lo com roupas novas. Você está vestido do novo homem. Uma roupa é um adereço externo, é algo que todos veem. Todo mundo precisa ver que sua roupa é nova. Isso significa caráter novo. Deus quer lhe dar um caráter novo.

Deus lhe dará situações para tratar o seu caráter, principalmente nas áreas em que você tem mais debilidade. Deus está colocando o caráter, tanto do discipulador quanto do discípulo, na prensa.

Todos estão sendo tratados por Deus, porque o Senhor quer nos fazer referência em comportamento, amor, graça, unção, santidade. Virão os testes nas áreas que você tem mais dificuldade. Mas, alegre-se! O Senhor está lhe dando uma nova roupa e você dará um bom testemunho.

Outra questão é que se colocamos remendo novo em pano velho, não ficaremos nem com uma coisa nem com outra, porque a rotura será maior. Ou você fica na vida velha ou mergulha na vida nova. O que você quer? Decida pela vida nova, pois o Senhor quer trocar suas vestes. Você é odre novo que recebe vinho novo. Jesus é a videira e Ele quer derramar em sua vida o vinho novo.

Visualizações: 956

Plano de Leitura Bíblica

10 Dez
Jó 12
Naum 1 e 2
Tiago 5
11 Dez
Jó 13
Naum 3
I Pedro 1
12 Dez
Jó 14
Habacuque 1
I Pedro 2
13 Dez
Jó 15
Habacuque 2
I Pedro 3 a 5
14 Dez
Jó 16 e 17
Habacuque 3
II Pedro 1 e 2
15 Dez
Jó 18 e 19
Sofonias 1
II Pedro 3
16 Dez
Jó 20
Sofonias 2
I João 1 e 2