“... e durante um ano inteiro reuniram-se naquela igreja e instruíram muita gente; e em Antioquia os discípulos pela primeira vez foram chamados cristãos.” (Atos 11:26)

O poder do discipulado é tão tremendo por causa do acompanhamento, que o fruto e a vida de testemunho se tornam semelhantes à do líder que é seguido. Foi assim com os discípulos de Jesus. E mesmo em nosso contexto atual, não precisamos de um referencial melhor que Jesus para tornar o nosso discipulado eficaz. O retorno ao discipulado dinâmico e bíblico é o grito de Deus para estes dias, o que nos resta é a obediência para que a volta do Messias seja agilizada. Você está disposto a responder a este desafio?

O discipulado é o método mais antigo da Bíblia para orientação de acompanhamento e serve de modelo para toda a Igreja, visto que a Igreja de Jesus é uma das instituições mais antigas do Planeta e nunca sofreu solução de continuidade. Deus tem o MODELO para a Igreja. O discipulado é a metodologia mais eficaz e antiga do Universo.

A Igreja Celular forma líderes, pois é impossível ser Pastor de multidões sem um grande número de líderes para cuidar bem do povo (II Crônicas 1:9,10). “E vos darei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência.” (Jeremias 3:15)

Creia que Deus cuidará da obra que é dEle com a sua ajuda e a ajuda dos líderes que você formará. É claro que não podemos esquecer-nos de que as pessoas são livres para mudar ou para continuarem as mesmas. Porém, se de fato houve novo nascimento, o que nos une é muito mais poderoso do que o que nos separa.

Se unidos não formos fortes, com certeza, divididos nada seremos. “Para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.” (João 17:21)

O discípulo

Jesus, o Senhor dos senhores, formou discípulos. A Igreja de Jesus é uma igreja livre, de deserto e de cidade, de vilarejos e províncias, de Jerusalém e de samaritanos, de santos e pecadores, da viúva e do órfão, do sacerdote de Arimatéia e dos judeus, dos ricos e dos pobres, dos elitizados e dos marginalizados, dos auditores e dos pescadores, dos letrados e dos leigos, dos eruditos e dos indoutos...

Na Igreja de Cristo, todos têm espaço e somente alguém com um caráter igual ao dEle poderia conviver com tantas diferenças. O segredo consiste em ser transformado em discípulos. Os discípulos se parecerão com o Mestre Jesus.

“Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo.” (I Coríntios 11:1). O discípulo deve imitar a Cristo, para que seja o referencial. O discípulo reproduz. O discípulo explora o seu caminho, otimiza a sua rota e, indo ou vindo, faz discípulos, pois dentro dele já existe a semente de conquistador de almas.

A ordem de Cristo é ir e fazer discípulos de todas as nações. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16:16). “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” (Mateus 28:19,20)

Deus quer salvar a humanidade, a começar por sua família e amigos, mas precisa de um canal. Ele pode contar com você? É tempo de tomarmos posse de outros territórios, ampliarmos a visão, alargarmos os horizontes e conquistarmos novos espaços. O que entendemos neste texto?

- Ampliar a tenda – consciência de crescimento (ganhar vidas).

- Alongar as cordas – equilibrar o crescimento (Pré-encontros; Encontros; Pós-encontros).

- Fincar as estacas – colocar bases para agora e depois (Escola de Líderes).

- Transbordar para a direita e esquerda – multiplicar (enviar).

Agora é tempo de vermos as pessoas que amamos como nossos familiares, colegas, amigos, parentes próximos e distantes, integrando-se na comunidade do avivamento. Vamos honrar a nuvem de salvação que está sobre nós. Deus ama as almas perdidas e quer ver o seu Reino instalado. Permita-se ser usado por Ele para atrair as vidas. É tempo de multiplicação! Em todo o mundo, desde Jerusalém até os rincões mais distantes da Terra, o tempo da colheita está sendo profetizado, e, com certeza, vamos colher muitos frutos que já estão maduros.

Deus tem-nos mostrado que é o momento de tomarmos posse da terra com seus habitantes, e de fazermos o que Ele pediu que fizéssemos. É tempo de vicissitude, de mudanças, de tomarmos as rédeas das metrópoles, de tomarmos as cidades por assalto. Afinal, não é um mito o que estamos vivendo, porém é a vida de Deus na unção do Espírito (Joel 2:1-28).

O Senhor é o seu braço forte. Ele fará com que você caminhe e alcance êxito. Cremos que em sua experiência pessoal, o Senhor ministrará graça, ânimo e muito êxito, para que a Igreja se sinta segura e saiba o que fazer, como fazer e quando fazer. Viver o Reino é fácil, prático e, com certeza, tem um futuro promissor.

Prepare-se para uma grande multiplicação. É tempo de nos alegrarmos por tudo que o Senhor fez na nossa vida, liderança, família, Igreja de Jesus no Brasil e além fronteiras. Estamos vendo, de fato, a tenda ampliada, lembrando que os princípios que aprendemos na Palavra precisam ser guardados.

Que o Deus Todo-Poderoso o abençoe, faça-o frutificar e o multiplique para que você seja uma multidão de povos (Gênesis 28:3).

“O Senhor vosso Deus já vos tem multiplicado; e eis que em multidão sois hoje como as estrelas do céu. O Senhor Deus de vossos pais vos aumente, ainda mil vezes mais do que sois; e vos abençoe, como vos tem falado.” (Deuteronômio 1:10,11)

Visualizações: 646

Plano de Leitura Bíblica

10 Dez
Jó 12
Naum 1 e 2
Tiago 5
11 Dez
Jó 13
Naum 3
I Pedro 1
12 Dez
Jó 14
Habacuque 1
I Pedro 2
13 Dez
Jó 15
Habacuque 2
I Pedro 3 a 5
14 Dez
Jó 16 e 17
Habacuque 3
II Pedro 1 e 2
15 Dez
Jó 18 e 19
Sofonias 1
II Pedro 3
16 Dez
Jó 20
Sofonias 2
I João 1 e 2