“Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (I Pedro 5:7)

A Palavra de Deus nos orienta sobre o cuidado que devemos ter com as nossas emoções. Também nos ensina a proteger nossas emoções através de muitos versículos e de personagens que a enfrentaram e venceram. No estudo anterior, aprendemos sobre o MEDO que aflige as emoções de grande parte da sociedade. E o medo anda de mãos dadas com a ansiedade, na maioria das vezes. Eles parecem irmãos. Normalmente, o medo começa com a ansiedade, com o receio antecipado por algo que, quase sempre, não vai acontecer, porque é fruto da imaginação.

A ansiedade é considerada, até certo ponto, uma reação natural do ser humano, sendo até mesmo importante para criar adaptação e reação diante de situações em que a pessoa cria expectativa ou medo. Contudo, deve ser observado qual o nível dessa ansiedade, para que não se torne um mal.

A Bíblia, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, fala sobre a ansiedade. Vejamos o que nos diz e como devemos proceder diante deste mal que assola a humanidade, especificamente nesta geração em que vivemos. Será possível vencer a ansiedade? Se for, como vencer?

4. NÃO SE DEIXAR DOMINAR
“Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio à minha alma.” (Salmos 94:19)

O versículo de Salmos 94:19, expressa bem o que a ansiedade faz com o homem, ela o domina e o controla, levando-o a ficar subjugado por uma situação, um momento.

Por causa da ansiedade, temos deixado de viver inúmeras bênçãos maravilhosas de Deus para nós. A ansiedade tem gerado tantas preocupações que têm afligido nossas almas. Foi por isso que Jesus mandou que observássemos as aves do céu e disse que, apesar de não semearem nem colherem, ainda assim o Senhor as alimentava.

A comparação foi para mostrar que somos muito mais valorosos que as aves dos céus. Mas que apesar de termos mais valor, na maioria das vezes, no lugar de nos valorizarmos, ficamos perdendo nosso tempo e nosso valor com o que não podemos resolver.

Foi o próprio Jesus quem disse, no texto de Mateus 6, que nossa ansiedade ou preocupação não muda nada, nem sequer podemos acrescentar uma hora que seja à nossa vida.

Ficar ansioso, sofrer por algo, só vale a pena se for para viver II Coríntios 4:17. “Pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles.”

Salomão descobriu que a ansiedade era um sentimento nocivo. Ele disse: “Que proveito tem um homem de todo o esforço e de toda a ansiedade com que trabalha debaixo do sol? (Eclesiastes 2:22). O rei mais sábio que passou pela Terra não estava incentivando ninguém à preguiça, mas estava dizendo que não adiantava se esforçar tanto para trabalhar debaixo do sol com o coração tomado de ansiedade.

Como um rei, Salomão trabalhava diretamente com o povo, por isso aconselhou: “Afaste do coração a ansiedade e acabe com o sofrimento do seu corpo, pois a juventude e o vigor são passageiros.” (Eclesiastes 11:10).

Quando estamos com o coração ansioso, vivemos em constante sofrimento no espírito, na alma e no corpo e, o pior, perdemos as nossas forças, mesmo quando ainda temos vigor.

A promessa em Apocalipse 21:4 é que “Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou.”

Não precisamos andar ansiosos, mas andamos. As causas de tanta ansiedade que permeia a alma do homem nós já sabemos quais são: falta de oração, de confiança em Deus, de aprender a descansar no nEle e de se deixar dominar. Como filhos de Deus precisamos nos apegar à Palavra e crer que Ele pode agir em nós e por nós.

Que a promessa de Jeremias 17:8 cumpra-se em nós: “Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto.” (Jeremias 17:8)

Quando confiamos em Deus com todo o nosso coração, não vivemos ansiosos, apesar de sabermos que não eliminamos totalmente da nossa vida essa sensação que vez por outra nos assola e que, em alguns momentos, se faz até necessária. Contudo, vencemos porque sabemos em quem temos crido e colocamos tudo depositado em Suas mãos, através da oração. Sobre a ansiedade, com certeza, o melhor a fazer é seguir o conselho de Pedro: “Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (I Pedro 5:7)

Visualizações: 3064

Plano de Leitura Bíblica

25 Dez
Jó 34
Zacarias 10
Apocalipse 10 e 11
26 Dez
Jó 35 e 36
Zacarias 11
Apocalipse 12 e 13
27 Dez
Jó 37
Zacarias 12
Apocalipse 14
28 Dez
Jó 38
Zacarias 13 e 14
Apocalipse 15 e 16
29 Dez
Jó 39
Malaquias 1
Apocalipse 17 e 18
30 Dez
Jó 40
Malaquias 2
Apocalipse 19 e 20
31 Dez
Jó 41 e 42
Malaquias 3 e 4
Apocalipse 21 e 22