Aquele a quem o Senhor liberta, Ele verdadeiramente liberta. Se somos livres, então, vamos caminhar em liberdade.

“Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” (Jeremias 29:11)

A minha história não começou muito bem, mas Deus tinha um plano. Eu digo a você: nunca esqueça que Deus tem um plano.

Fui abusada por muitos anos pelo meu pai, que era alcoólatra, violento e ainda vendeu a nossa casa com tudo o que tinha dentro e nos deixou na América e voltou para a Suécia. Ele vendeu a casa por $5 dólares.

Casei, muitos anos se passaram, e 13 anos após nosso pai ter nos abandonado, Deus ainda tinha um plano. Eu aceitei Jesus como meu Salvador e através do Espírito Santo, fui convencida a perdoar o meu pai.

Lembro que em um Domingo de Páscoa, tomei a decisão de orar pelo meu pai para que eu o perdoasse, pois continuava lidando com o ódio, a raiva, a mágoa. E seis meses depois, atravessei o Oceano Atlântico e fui ao encontro do meu pai, mesmo sem saber onde ele morava.

Quando cheguei lá, Deus me lembrou o versículo de Mateus 6:14. “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós.” Eu não tinha ideia de como seria nosso encontro, mas carregava comigo a certeza de que Deus tinha um plano.

Fui até o apartamento onde ele estava, bati à porta, mesmo me tremendo toda, e me enchi de coragem, porque é preciso muita coragem para pedir perdão à pessoa que abusou de você.

Meu pai abriu a porta, e já não era mais o homem que havia partido, mas um senhor idoso. Ele começou a chorar quando me viu e nos abraçamos e choramos muito juntos.

Como meu pai não tinha carro, ficamos durante uma semana andando de um lugar para o outro, passeamos, conversamos, rimos e choramos muitas vezes, até que em um determinado momento, olhei nos olhos dele e disse: “Eu te perdoo!”.

Sabe, no momento do perdão, você não precisa relembrar os fatos pelos quais está perdoando quem feriu você. Deus não nos relembra os fatos pelos quais está nos perdoando, apenas nos perdoa.

Um ato de obediência a Deus pode afetar muitas e muitas pessoas. E eu decidi convidar o meu pai para passar uma semana conosco e conhecer meu esposo e meus filhos. E no momento de nos despedirmos dele para que ele voltasse a Suécia, meu filho de nove anos disse que o avô não poderia voltar sem Jesus.

Meu filho, então decidiu falar de Jesus para o meu pai. Meu pai estava nervoso por voltar para a Suécia e ter que nos deixar. Eu servi café para o meu pai, enquanto meu filho chorava por ser o último dia do papai em casa e ele queria que ele voltasse com Jesus. Expliquei a ele que uma pessoa planta, outra rega e Deus dá o crescimento.

Enquanto conversamos no quarto, eu e meu filho, meu pai entra no quarto e diz que está pronto. Meu filho pôde se alegrar por ter levado seu avô ao Senhor. Tudo isso, porque a obediência funciona.

Você não pode viver do seu passado. Tudo o que você pode fazer é andar para frente. Quando você perdoa, você ganha a paz que precisa para caminhar para frente em sucesso.

Você não precisa caminhar com as suas mazelas. Tudo o que você precisa fazer é pedir ao Senhor que o ajude a perdoar quem precisa do seu perdão. Para que sejamos um testemunho para outros liberarem perdão, precisamos perdoar primeiro.

Passados alguns anos, meu marido se divorciou de mim. E mais uma vez fui rejeitada e me senti muito mais. E mais uma vez tive a oportunidade de liberar perdão para o meu marido. Em Lucas 7:47, está escrito: “Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.”

Você foi salvo por Jesus e se está cheio do Espírito Santo tem que ter paz e alegria na sua vida. Se você não tem paz e alegria na sua vida, é porque está caminhando sem liberar perdão. Quando perdoamos, caminhamos sem depressão e os espíritos imundos não podem entrar e nos prender.

Entenda que o perdão é uma trajetória na qual somos conduzidos pelo Espírito Santo. Se você quer ser livre, perdoe!

Visualizações: 6236