Um tempo de cura, perdão e de conscientização para mudar o Brasil. Na manhã desta Quinta-feira (20), os congressistas compreenderam que é necessário o exercício do perdão e o reconhecimento de que a Igreja precisa de postura política para contemplar as transformações sociais e econômicas na Nação. Os ensinos edificaram a vida das lideranças que vieram de vários estados brasileiros prestigiar o 18º Congresso de Resgate da Nação e aprender sobre "Família no Modelo Bíblico".

Em sua ministração, o Apóstolo John Kelly enfatizou que é preciso existir mais reconhecimento dos cristãos com a vida que o Pai proporciona nesta terra. "Vocês precisam se ver como reis, porque vocês (Igreja) são reis debaixo do Rei. Você é a Noiva de Cristo e embaixador de Deus. E o que Ele é, você se torna. Tudo em Deus é unificado em Cristo. Você é a família de Deus".

Com um histórico de testemunho de perdão na área familiar, a Apóstola Annika Daley ministrou sobre sua superação de problemas de abuso sexual e de divórcio. Ela relatou que a vitória veio pelo Poder de Deus. "Quando você perdoa, você ganha paz em sua vida para andar para frente. Quantos de vocês gostam de carregar suas mazelas? Não precisamos disso, mas precisamos pedir forças para o Senhor nos ajudar a testemunhar e sermos testemunhas para os outros exercerem o perdão".

Governo do justo

 "Somos reformistas! Nasceu o Governo do Justo". Com essa declaração, o Apóstolo Renê Terra Nova profetizou que a nação brasileira vai conhecer uma nova abordagem política capaz de transformar a realidade socioeconômica e espiritual do País. Inserido nesse contexto, o Pastor Paulo Vasconcelos, advogado do Partido Reformista Democrático (PRD), partido em formação do Governo do Justo, destacou a importância da construção política nas Igrejas e as influências positivas que o assunto pode trazer para a sociedade.

Visualizações: 697