Prosperidade em todas as áreas - Parte 1

04 Junho 2012
Imprimir

“Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.” (III João 2)

Você, como filho de Deus, com certeza, almeja prosperidade. E dentro desse desejo, que precisa estar de acordo com a Bíblia, você encontrará desafios, inimigos se levantarão contra você e contra a sua prosperidade. Você ficará se perguntando: Por que o inimigo tem inveja de mim? Não busque respostas, apenas receba o que o Senhor tem para entregar sobre sua vida.

O que você precisa é entender que dentre tantos benefícios que o Pai lhe oferece, você nasceu para prosperar. Mas, qual é o nível de prosperidade que você espera receber na sua vida?

Neste estudo, vamos abordar sobre prosperidade psicológica, emocional, afetiva, física, financeira e espiritual.

Todo mundo quer ser próspero hoje em dia. Prosperidade virou sinônimo de aquisição de dinheiro. As pessoas pensam que são prósperas, à medida que adquirem dinheiro. Isso, em parte, é verdade. Mas é necessário compreender que a verdadeira prosperidade não consiste em agregação de bens. Prosperidade é mudança de sorte em áreas distintas, como descreve o Apóstolo João em sua terceira carta. “Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.” (III João 2)

Há pessoas que são prósperas em finanças, mas não são prósperas no caráter. Há pessoas que são prósperas no caráter, mas não são prósperas nas finanças. Há ainda as que são prósperas no casamento, mas não adquiriram prosperidade nas finanças...

Prosperidade verdadeira consiste em prosperar de acordo com a alma, em áreas distintas. Logo, o que precisamos fazer é harmonizar o campo da nossa prosperidade.

O que é que eu quero e o que entendo sobre prosperidade

Prosperidade, para mim, Apóstolo Renê Terra Nova, é Deus mudar a minha sorte de forma específica. Uma área que estava debilitada, na qual houve uma visitação de ação estranha, maligna, como encontramos em Joel 1:4, mostrando quatro tipos de gafanhotos: o devorador, o destruidor, a praga e o pulgão. “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.”

No versículo 5, do mesmo texto, mostra que as pessoas perdem o direito de adquirir prosperidade por causa do espírito de embriaguez. “Ébrios, despertai-vos e chorai; uivai todos os que bebeis vinho, por causa do mosto, porque está ele tirado da vossa boca.” (Joel 1:5)

A embriaguez desse texto não está se referindo à quantidade de vinho que alguém ingeriu ou se tomou alguma bebida alcoólica, ou bebida forte; está se referindo a uma ação. O indivíduo perdeu o sentido da vida, já não conhece mais as nuances do seu território, pois deixou brechas abertas para uma visitação estranha chegar e tirar todas as probabilidades de prosperar e ter a sorte mudada.

Neste capítulo, Deus chama a atenção sacerdotal. Você que é sacerdote, fique atento. A ação é para o sacerdote. O sacerdote é quem precisa estar com a sua atenção dobrada. Só quem pode vencer o gafanhoto migrador, devorador, destruidor, a praga, o pulgão e o espírito da embriaguez é uma tomada espiritual.

Você pode vencer através de oração e jejum. Deus faz uma convocação santa. Essa convocação santa é para que as coisas consagradas ao Senhor não venham ruir. Não podemos pensar que o inimigo não pode entrar na embriaguez e mudar a nossa história, alterar a nossa sorte. Da maneira que nós facilitamos caminhos para que Deus corra neles, também podemos, se não estivermos atentos, abrir brechas para que o diabo ganhe vantagens.

Não se engane, não se iluda: o diabo pode entrar e destruir a probabilidade, a possibilidade de você se tornar uma das pessoas mais prósperas, de forma extremamente correta.

Prosperidade é ter caminhos certos

Prosperidade bíblica, prosperidade por princípios corre em caminhos corretos. E quem não estiver em caminhos corretos será abalado. Leia o que diz o Salmo 30:6-8. “Quanto a mim, dizia eu na minha prosperidade: jamais serei abalado. Tu, Senhor, por teu favor, fizeste permanecer forte a minha montanha; apenas voltaste o teu rosto, fiquei logo conturbado. Por ti, Senhor, clamei, ao Senhor implorei.”

Se Deus tirar Seu rosto da nossa direção, perdemos tudo, e tudo que galgamos vai embora. Em todas as áreas e todas as possíveis prosperidades que nós já adquirimos, podem ser perdidas, quando não há vigilância, quando não estamos em linha com a Palavra.

Ai daquele a quem o Senhor virar o rosto! Se você já passou pela experiência de alguém virar o rosto, sabe que a experiência não é boa, é desagradável demais, ruim mesmo. Talvez essa seja a palavra que melhor expresse tamanho constrangimento. Agora, se é ruim com uma pessoa, imagine com Deus?

A Bíblia diz que quando o Senhor virou o rosto, o salmista ficou conturbado; houve uma perturbação na sua alma. Isso porque a maioria das pessoas ricas, que possuem posses, pensa que nunca sofrerá um abalo ou mesmo que jamais poderá perder o que adquiriu, mas isso é um ledo engano. Algumas até acham que dinheiro nunca acaba. Esquecem-se de que se o Senhor virar o rosto, ficarão conturbadas.

Jamais subestime o inimigo. O inimigo pode entrar, ganhar vantagem e causar um desconforto na sua aliança. Nunca diga: Nessa minha prosperidade, eu não serei abalado. Lembre-se: Se você é próspero em alguma coisa, é porque o Senhor se tornou a sua montanha, a sua Rocha, a sua fortaleza. É por isso que o Senhor está lhe fazendo prosperar. É o Senhor a base da sua prosperidade.

Continua...