Dízimo, Oferta e Primícia – Princípios Bíblicos - Parte 1

17 Janeiro 2010
Imprimir

No meio da Igreja, existem históricos diferentes, alguns são, inclusive, muito questionadores. Chegamos a pensar onde está o argumento. Mas o que precisamos mesmo é entender que devemos viver pelos princípios de Deus, cumprindo-os em nossa vida.

A Bíblia diz, e ela é clara, porque é um livro de princípios, que quem quer viver a excelência deve obedecer à Palavra. Não adianta viver indignado com os ímpios, porque, aparentemente, muitos deles, vivem melhor do que os filhos de Deus.

O Salmo 32 diz que não devemos nos indignar se eles prosperam mais que os justos. De manhã são uma coisa, e à noite, outra. Isso representa que excelência para ímpio tem dias curtos. Para os justos, quando a excelência e a prosperidade vêm, todos sabem que foi o Senhor quem mudou a sua história.

Três princípios bíblicos precisam ser vividos e aplicados em nossa vida, porque Deus quer nos ensinar a viver por eles para reivindicar de Deus uma resposta favorável. Os princípios de Deus não podem ser revogados. Estes princípios são dízimos, ofertas e primícias.

Dízimo

Dízimo libera fé e fidelidade. Deus diz que aqueles que não entregam dízimos, ofertas e primícias, cometem delito espiritual. Qualquer indivíduo que trabalhe na área jurídica diz que delito é infração e agravamento.

Segundo a Bíblia, delito é pecado. Para a justiça, delito é crime. Toda pessoa que comete um crime recebe o nome de criminoso e também um destino: a cadeia, a prisão.

Quem comete delitos entra em cadeias. Se você tem uma empresa e não paga, por exemplo, imposto, você comete um delito e pode ir preso por causa disso. Alguns são presos até com algemas.

Um homem quando se separa e não paga a pensão dos filhos, pode ir preso porque papai foi denunciado por mamãe. Esse crime é chamado inafiançável. A Bíblia diz que pecado é delito.

Se alguém comete delito comete crime e se é criminoso, deve ir para a cadeira. Ora, se isso é verdade no físico, no mundo espiritual, também. Quem não entrega dízimos, segundo a Bíblia, comete pecado, logo está condenado à cadeia, porque é ladrão.

Apesar de muitos só lerem Malaquias 3:10, no versículo 6, a Bíblia mostra que todo ladrão tem o destino de ficar preso e de ter um gafanhoto na sua lavoura. Só há uma solução para expulsar o gafanhoto, que é através dos dízimos e das ofertas. Caso contrário, você está cometendo um agravante contra Deus e contra você mesmo, pois será você quem colherá os danos, os prejuízos.

Quando você entrega o dízimo, você entrega a Deus a sua fidelidade e a sua fé. Ninguém entrega dízimos se não tiver fé nem for fiel. Quem não tem fé e não é fiel também não é dizimista. Porque na hora que recebe o salário, não quer entregar o dízimo ao valor correspondente, porque não crê na fidelidade de Deus. Até diz que crê, mas não crê, porque não prova em fé e fidelidade.

Muitos que ganham bem, na hora de entregar o dízimo, murmuram, esperneiam, xingam o Pastor, a mãe do Pastor, os discipuladores; praguejam mesmo, porque não têm revelação e não querem se submeter aos princípios bíblicos.

Meu Deus, quantas pessoas estão na Igreja há longos anos e não conseguem ser dizimistas! Dízimo é questão de fé, de que você cumprirá um princípio e a fé e a fidelidade irão supri-lo e, como resultado disso, virá uma carga de bênçãos sobre a sua vida.

Todos aqueles que se tornam dizimistas fiéis, tornam-se pessoas, discípulos, líderes de fé. Está escrito que Abraão se tornou o patriarca da fé depois que dizimou. Então, a fé não é apelido, é princípio. Quando alguém é chamado de líder de fé, significa que é um líder, um homem de mudanças. Quando você tem fé, representa que todas as suas realidades mudam, toda a sua geografia muda.

Quem não dizima é chamado de ladrão. Você ser chamado de ladrão por alguém tem um peso. Mas você ser chamado de ladrão por Deus tem um peso muito grande. Porque quando Deus considera alguém ladrão, Ele tem uma maneira de punir essa pessoa e esse líder. Por isso, Davi disse que era melhor cair nas mãos de Deus do que nas mãos dos homens. Mas a Bíblia também diz que horrenda coisa é cair nas mãos do Deus Vivo (Hebreus 10:31).

O dízimo sinaliza quem eu sou na minha essência. Não pense você que quando você entrega o dízimo, você está apenas cumprindo princípio. Você está fazendo mais do que isso, você está denunciando quem você é na sua essência.

Infelizmente, muitos filhos de Deus ainda não entenderam a revelação deste princípio bíblico. Uma coisa é certa: todos os que cumprem princípios bíblicos têm colhido prosperidade em todas as áreas, porque Deus não mente em Suas promessas.

Como filho de Deus, seja cumpridor deste princípio e tenha toda a sua vida pautada pela Palavra, você só tem a ganhar com isso, pois todo nível de gafanhoto é removido da sua lavoura e você não é encontrado como ladrão, como alguém que deve ser preso em cadeias por cometer delitos, crimes.

Seja fiel e tenha fé. Não tema, pois o Deus que você serve quer abrir as janelas dos céus e derramar sobre você bênçãos sem medidas hoje e sempre. Esse é o legado para os que caminham em fé e são fiéis ao Senhor Todo Poderoso.

Continua...